Clique Aqui [Política] - O andamento e as decisões de nossos governantes - Página 4540

Lista de Usuários Marcados

Página 4540 de 5108 PrimeiroPrimeiro ... 35404040444044904530453845394540454145424550459046405040 ... ÚltimoÚltimo
Resultados 45.391 a 45.400 de 51078
Like Tree60987Likes

Tópico: [Política] - O andamento e as decisões de nossos governantes

  1. #45391
    Chip Leader
    Data de Ingresso
    09/01/09
    Posts
    1.778
    Citação Postado originalmente por Andre Castro Ver Post
    Vou falar algo polêmico, mas não acho o subsídio do STF absurdo não, muito menos esse aumento.
    O aumento tá bem abaixo da inflação, e não acho 39k um salário absurdo considerando a importância do cargo. Acho que muito mais importante é barrar a farra que existe de auxílios e verbas indenizatórias no serviço público. Todo mundo receber um subsídio claro e transparente, sem penduricalhos, e verba indenizatória/diária se tornar exceção, ser mais transparente e efetivamente indenizar gastos extraordinários do servidor.
    Grande mal do serviço público são os cargos comissionados.

    Você pega um auditor do munício, ganha 10~15mil. É mto? Talvez, pela responsabilidade dele as vezes não. Mas aí vc pega um comissionado que não teve preparação e tá ganhando 20mil num município minúsculo, cujo salário chega ser desproporcional até em cidade grande (capital).

    O problema é que não são poucos casos, pelo contrário... São inúmeros casos assim.

    Deputado por exemplo, porra, pode contratar 25 pessoas...

    Caralho, é óbvio que o q menos deputado vai fazer é TRABALHAR.

    Porra, imagine, dá pra contratar:

    Pessoa que olha e-mail
    Pessoa que olha telefone
    Pessoa que olha celular
    Pessoa que olha agenda
    Pessoa que atende galera do gabinete
    Pessoa que serve galera do gabinete
    Motorista do deputado
    Motorista da galera
    Motorista da galera²

    Foram 9, faltam apenas 16!!!!!
    Stolf and Fuut like this.
    Registre-se ou faça login para ver assinaturas.

  2. #45392
    World Class Avatar de gekinganger
    Data de Ingresso
    10/03/08
    Localização
    Vila Velha - ES
    Posts
    8.782
    Citação Postado originalmente por Sam Farha - Spinoza Ver Post
    O Ciro fala muito em buscar a Academia e o Direito Comparado para formar a melhor construção de política pública ...
    @VitorT não é bem assim de fato que ele já agiu.
    Vai falar com ele sobre a transposição do rio sao franscisco, a construcao de belo monte, a construcao de um aquario em fortaleza ...
    Vários exemplos onde essa construcao politica, aliada com a academia, nunca foram verdadeiras.
    Belo Monte, entao, foi escrachado.
    Até hoje ele diz que os peixes dali conseguiriam realizar a piracema pq a barragem foi feita a meio fio.
    Mentira.
    Vários artigos de cientistas, incluindo um cientista que já ganhou o Nobel, denunciaram isso.
    Vc não tem noção nenhuma do q está falando ne? kkkk Os peixes conseguem fazer a piracema, pq foi construido um canal pra isso. Não tem nada a ver com ser a meio fio.

    E os peixes estão usando o sistema de transposição de peixes. Pq existe monitoramento pra isso.
    Registre-se ou faça login para ver assinaturas.

  3. #45393
    World Class Avatar de Picinin
    Data de Ingresso
    20/10/07
    Posts
    11.524
    Citação Postado originalmente por Andre Castro Ver Post
    Vou falar algo polêmico, mas não acho o subsídio do STF absurdo não, muito menos esse aumento.
    O aumento tá bem abaixo da inflação, e não acho 39k um salário absurdo considerando a importância do cargo. Acho que muito mais importante é barrar a farra que existe de auxílios e verbas indenizatórias no serviço público. Todo mundo receber um subsídio claro e transparente, sem penduricalhos, e verba indenizatória/diária se tornar exceção, ser mais transparente e efetivamente indenizar gastos extraordinários do servidor.
    Também não acho absurdo um ministro do STF ganhar 39k. O problema é que um juiz no Brasil ganha, NA MÉDIA, 47,7k por mês. E não é só penduricalho, é cheio de "indenizações" concedidas administrativamente pelos tribunais ou por meio de ações judiciais absurdas (que, via de regra, concedem a juízes o que é negado ao resto dos servidores).

    E o principal problema nesse reajuste é que ele gera efeito em cascata, porque o teto do serviço público é o vencimento de ministro do STF.
    santiago and Stolf like this.
    Registre-se ou faça login para ver assinaturas.

  4. #45394
    Expert Avatar de pcapacho
    Data de Ingresso
    24/10/07
    Posts
    3.756
    Citação Postado originalmente por VitorT Ver Post
    Citação Postado originalmente por Sam Farha - Spinoza Ver Post
    Citação Postado originalmente por Cleber2b Ver Post
    Citação Postado originalmente por lagostinha Ver Post
    Sobre o Ciro, ele fala ele negócio dos juros, o que concordo, mas o Lula é todos os outros sempre falavam essas coisas e ngm nem tentou mudar, inclusive os bancos nunca ganharam tanto como qdo no gov Lula, aí te pergunto como é pq o ciro vai e acha q dará certo?
    É pq vcs acham q não será um Lula 2 visto q ele fala igualzinho o Lula e eh envolvido c todos os msm políticos de sempre? Por isso tá duro ele me convencer c esse papo de "vai mudar fazendo política" lol, tão la fazendo politicagem a décadas e a coisa só piora lol
    pq ele é o mais preparado, super inteligente, ministro da finanças, político exemplar du ceará

    velho professor de direito

    limpador serasa e spc

    respeite meu candidato
    Concordo plenamente com sua crítica em relação ao Ciro sobre esse aspecto.
    Ele é meio tosco e digno de vergonha alheia infinita.
    Ele diz que estuda e conhece as maiores discussões do mundo sobre tudo.
    Já viu ele discutindo Cosmologia?!

    É lógico que ele conhece várias coisas de orelhada ... clica botoes adoidado ... e se acha o bam bam bam, de forma bem infantil, em qualquer discussao ... passando vergonha infinita sem sequer perceber, ou ser contrariado, de forma efetiva e constrangedora.

    Agora, ao mesmo tempo, nenhum político consegue fazer uma discussao sobre economia, ou politica, realmente se desenvolver como ele.
    Existem os liberais, que partem de dogmas, e ele que impoe ao limite toda essa discussao sobre o tamanho necessario do Estado em relacao ao melhor desenvolvimento da sociedade.

    Hoje em dia estao até falando que o Boulos tem um discurso interessante.
    Balela!
    Nao conhece porra nenhuma de economia a ponto de dizer que tem dinheiro pra tudo, e tudo só diz respeito a vontade politica em proveito do povo pobre cada vez mais emponderado contra a velha politica e suas instituicoes ... bla bla bla ...

    O Ciro, em contrapartida, levanta varias discussoes com muito mais substancia.
    Formacao bruta de capital, balanca comercial, areas estrategicas onde o brasil pode adquirir mais força e influencia no planeta ...

    Meu voto ainda é da marina pq acho que ela é a menos pior, mais estavel para o brasil ...
    Eu ainda nao consegui adquirir confianca no Ciro, mas adoro ver ele promovendo essa discussao mais rica.


    Digno de vergonha alheia infinita? kkk Tb, se temos o Cabo Daciolo candidato a presidente, imagina o nível dos entendidos da internet...


    A eloquência com que o Ciro fala nesse vídeo sobre Big Bang vs Multiverso (que é uma área próxima da minha especialidade), sendo um leigo, é impressionante! Só pode não ficar impressionado quem não entende nada do assunto. Aliás, foi nesse dia que ele ganhou de vez o meu apoio. O que ele diz aqui certamente deve ter lido em algum livro de divulgação científica de astrofísica. Mas, primeiro, quantos políticos tem esse tipo de interesse por áreas diversas? Segundo, quantos seriam capazes de realmente compreender e guardar os pontos centrais de uma leitura desse tipo? E ele deve ter guardado esse ponto pq é um exemplo clássico, de como um raciocínio mais simples, apesar de mais agradável, pode acabar escondendo problemas mais complexos. Enquanto que a teoria do Big Bang soa mais compreensível do que a do multiverso, a segunda tem a vantagem (entre outras) de não precisar de uma singularidade do espaço-tempo, na qual tudo teve início, e não havia nada antes. Então, tb por outros motivos, é uma teoria a ser considerada, ainda que pareça mais "esdruxula".


    Depois ele começa a querer se exibir (sim, exibido ele é), querendo fazer um paralelo entre política e método científico. Aí ele se enrola um pouco. Mas, só o fato dele entender que a ciência se constrói com base no método científico, de teoria e experimentação, já o coloca muito à frente dos demais candidatos.


    O Ciro, desde a primeira vez que eu o ouvi, sempre pareceu mostrar o raciocínio típico de pessoas extremamente inteligentes, que quando ouvem um discurso do tipo "se A e blá, blá, blá então C", mesmo não sendo a área de especialidade dela, são capazes de compreender os pontos centrais da argumentação e responder: "pera aí, entre A e C vc fez a suposição B, quão certo vc está sobre B? Em quais condições B é valida? Me fale mais sobre B!" E aí o argumentador, surpreso, começa a gaguejar, se não souber, ou explica, e nesse caso a pessoa inteligente guarda informação completa: "se A, então C, porém desde que seja válida B, o que ocorre em tais e tais condições" e, no longo prazo, isso faz uma diferença enorme na visão de mundo que ela é capaz de construir (por isso a visão do Ciro é tão mais complexa que a dos demais). Em economia, por exemplo, B pode valer nos EUA, na Europa, mas não no Brasil . E em economia, que tá longe de ser uma ciência exata, é muito comum economistas virem direto com o raciocínio simplista "se A então C", sem nem lembrar, ou saber, que antes teriam que verificar a validade de B (se não for mais complexo, e tiver que verificar B1, B2, B3....).


    Às vezes, não sendo uma área da sua especialidade, o Ciro pode achar que compreendeu os pontos centrais sobre um tema antes de ter realmente compreendido, mas faz parte. Se tiver alguém pra debater eu aposto que ele se corrige rapidamente, pq ele mostra muito respeito por especialistas e acadêmicos (dá pra ver pela forma com se refere a eles, ou quando tem a oportunidade de conversar com um, mesmo que adversário, desde que este se mostre honesto intelectualmente; e não é a toa que ele escolheu as palestras universitárias como a sua trincheira de campanha). O que ele não tem é paciência com pessoas de raciocínio raso, a base de "truísmos", como ele mesmo já disse, que não acrescentam uma fagulha de originalidade ao debate e acham que vão resolver problemas complexos a base de "frases feitas".
    Engraçado que essa mulher que faz essa pergunta p/ ele virou candidata a deputada federal em SP, apoiada pelo Ciro:

    PebaVermelho and VitorT like this.
    Registre-se ou faça login para ver assinaturas.

  5. #45395
    Expert Avatar de pcapacho
    Data de Ingresso
    24/10/07
    Posts
    3.756
    Citação Postado originalmente por Picinin Ver Post
    Citação Postado originalmente por Andre Castro Ver Post
    Vou falar algo polêmico, mas não acho o subsídio do STF absurdo não, muito menos esse aumento.
    O aumento tá bem abaixo da inflação, e não acho 39k um salário absurdo considerando a importância do cargo. Acho que muito mais importante é barrar a farra que existe de auxílios e verbas indenizatórias no serviço público. Todo mundo receber um subsídio claro e transparente, sem penduricalhos, e verba indenizatória/diária se tornar exceção, ser mais transparente e efetivamente indenizar gastos extraordinários do servidor.
    Também não acho absurdo um ministro do STF ganhar 39k. O problema é que um juiz no Brasil ganha, NA MÉDIA, 47,7k por mês. E não é só penduricalho, é cheio de "indenizações" concedidas administrativamente pelos tribunais ou por meio de ações judiciais absurdas (que, via de regra, concedem a juízes o que é negado ao resto dos servidores).

    E o principal problema nesse reajuste é que ele gera efeito em cascata, porque o teto do serviço público é o vencimento de ministro do STF.
    Isso.

    Tem outra questão bem séria em relação ao Supremo. O que eu acho que devia moralizar de verdade é a quantidade eventos que os Ministros participam. É brincadeira Ministro faltar julgamento p/ receber homenagem numa Universidade X ou ir p/ a um Congresso palestrar em dia útil.
    Registre-se ou faça login para ver assinaturas.

  6. #45396
    World Class Avatar de lagostinha
    Data de Ingresso
    27/09/07
    Posts
    27.401
    Images
    2
    Citação Postado originalmente por RRetired Ver Post
    Pelas sabatinas e o primeiro debate fica claro que apenas 2 candidatos tem algum plano de governo: Alckmin e Ciro. Você pode concordar ou não com eles, mas eles tem um plano.
    O foda é que o Ciro constantemente da umas viajadas fortes e o Alckmin e suas coligações tendem a manter tudo muito parecido com o que sempre foi.
    foda q eu acho q vai tudo ficar como esta tanto c alckmin qto com ciro, e se pa c qq outro

    o maximo q espero eh que as reformas saiam, saindo a da previdencia e da trabalhistas ja andariamos mto bem viu

    agora esperar q mudem o pais em 1 unico mandato eu ja desisti

    como o peba disse uma vez, cada presidente fica marcado por alguma coisa, o fhc foi a estabilizacao da economia, o lula sobre a distribuicao de renda melhorando a vida do pobre. A dilma coitada ficou marcada pela retorica dela, mas mms sendo uma anta serviu pra lava jato e de alguma maneira isso eh benefico pro pais (precisou quebrar o pais mas rolou), acho que quem vier agora fica marcado pelas reformas ali, e dai o brasil comeca a ter superavit e possibilidade de investimento em infra estrutura educacao saude etc a partir do proximo presidente em 2022+ , mas a reforma politica duvido mto q saia, vai continuar essa baderna que ainda eh hj, talvez so nao tao escancarado, mas mudar msm nao acredito tao ja rs
    RRetired likes this.
    Registre-se ou faça login para ver assinaturas.

  7. #45397
    World Class Avatar de MAXPRO
    Data de Ingresso
    17/10/07
    Localização
    Terreiro
    Posts
    8.650
    Não sei se já postaram aqui, mas como assistir debates é uma coisa que atrai muito gente, seja pra rir ou pra chorar, então segue o calendário dos debates na TV:

    17 de agosto às 22h – RedeTV!
    9 de setembro – TV Gazeta e Estadão
    26 de setembro – SBT e Folha
    30 de setembro – TV Record
    4 de outubro – Rede Globo
    7 de outubro – Primeiro turno da eleição
    Registre-se ou faça login para ver assinaturas.

  8. #45398
    World Class Avatar de PebaVermelho
    Data de Ingresso
    05/06/10
    Posts
    15.928
    O problema da reforma política é que quase ninguém no Brasil tem a mínima ideia de como deveria ser a tal reforma. As pessoas se limitam a repetir que o Brasil precisa da reforma para nos salvar de todos os males do sistema, como se nem importasse o que deve finalmente ser aprovado.

    Isso acaba dando em nada porque não existe uma pressão popular real em torno de uma pauta definida.

    Eu sinceramente acho que o sistema eleitoral já melhorou bastante com a proibição em 2015 do financiamento empresarial, o problema é que só houve uma eleição desde então (2016). Pra melhorar mais ainda só falta a aprovação de uma cláusula de barreira mais rígida do que a atual.

    O que fodeu o sistema político brasileiro, que nunca foi uma maravilha, foi a explosão do número de partidos.

    E o pior é que o Brasil já teve a chance de ter um sistema mais civilizado, mas o STF brecou duas vezes. A Wikipédia conta bem essa história:

    Cláusula de Barreira no Brasil

    Embora existente em vários países, no Brasil esse dispositivo, que foi aprovado pelo art. 13 da Lei 9.096, de 1995 (para ter validade nas eleições de 2006, não chegou a ser aplicado por ter sido declarado inconstitucional por unanimidade dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). A regra exigia, a fim de que o partido tivesse funcionamento parlamentar em qualquer Casa Legislativa em âmbito Federal, Estadual ou Municipal, que um partido atingisse 5% do total de votos válidos para a Câmara dos Deputados em pelo menos um terço dos Estados da Federação, sendo pelo menos 2% dos votos válidos em cada um desses estados. Um partido que não alcançasse esse percentual também não poderia ter direito a indicação de titulares para as comissões, incluindo CPIs (Comissões Parlamentares de Inquérito) e direito à liderança ou cargos na Mesa Diretora, ficando também com tempo restrito de propaganda eleitoral gratuita em rede nacional de rádio e de TV e com restrições de acesso ao Fundo Partidário.

    Depois de que mudanças na legislação eleitoral brasileira ensejaram uma proliferação de novos partidos, a mini-reforma eleitoral de 2015 (Lei 13.165) dificultou a criação de ainda mais partidos e estabeleceu uma cláusula de barreira de 10% do quociente eleitoral. A técnica legislativa adotada na nova lei é diferente, eis que não aplica a barreira exclusivamente nos votos para a Câmara dos Deputados, nem exige uma votação em um terço dos estados. Essa regra diz respeito a cada uma das eleições proporcionais, com o quociente de 10% para que, naquela votação, a representação seja alcançada.


    O julgamento da cláusula de barreira da Lei 9.096

    Os onze ministros do Supremo Tribunal Federal acataram, no final de 2006, uma ação direta de inconstitucionalidade promovida pelo Partido Comunista do Brasil com o apoio do Partido Democrático Trabalhista, Partido Socialista Brasileiro, Partido Verde, Partido Social Cristão, Partido Socialismo e Liberdade, Partido Republicano Brasileiro e Partido Popular Socialista. O argumento dessas legendas é que a lei 9.096, de 1995, que criou as regras da cláusula, fere o direito de manifestação política das minorias.[9] A decisão possui eficácia vinculante contra os demais órgãos do Poder Judiciário e a Administração Pública.

    O termo "cláusula de barreira" aplica-se à exigência de um número mínimo de votos para um partido ou coligação manter sua existência, ou representatividade no parlamento, na legislação de outros países, sobretudo na Europa Ocidental. No Brasil, tal denominação tem sofrido críticas sendo chamada por alguns juristas de "cláusula de desempenho", já que não impede o partido de existir ou de eleger representantes, como na legislação alemã ou norueguesa, por exemplo. É existente e aplicada em geral em países que adotam o sistema proporcional ou mesmo o distrital misto. Seus defensores alegam que a cláusula impede partidos extremistas, ou "de aluguel", de ingressarem no parlamento e fazer um parlamento com partidos mais fortes e com governabilidade. Seus detratores ressaltam seu caráter pouco democrático e impedidor de um pluripartidarismo com correntes mais nítidas.


    Consequências no cenário político brasileiro


    Em 2002, com a proximidade da aplicação do dispositivo operou-se a incorporação do PSD (Partido Social Democrático) ao PTB (Partido Trabalhista Brasileiro), e do PGT (Partido Geral dos Trabalhadores) e PST (Partido Social Trabalhista) ao PL (Partido Liberal). Nem o PL e PTB haviam conquistado os 5% dos votos.

    Após as eleições gerais de 2006, diversos partidos que não conseguiram quantidade suficiente de votos para passar pela cláusula mobilizaram-se para de encontrar alternativas para sua sobrevida. Um dos primeiros efeitos visíveis da aplicação da cláusula foi a quase formação da Mobilização Democrática, uma agremiação partidária surgida da fusão do Partido Popular Socialista, do Partido Humanista da Solidariedade e do Partido da Mobilização Nacional (os quais, somando a quantidade de deputados que possuiriam na legislatura de 2007, contornariam juntos a cláusula). Da mesma forma, o Partido da Reedificação da Ordem Nacional (PRONA) e o Partido Liberal (PL) uniram-se a fim de formar o Partido da República (PR). O PTB (Partido Trabalhista Brasileiro) já havia incorporado o PAN (Partido dos Aposentados da Nação), em dezembro de 2006 num movimento similar, no mesmo ano o PSDC (Partido Social Democrata Cristão) foi ameaçado de extinção por não ter atingindo nem 1% dos votos. Ocorre, porém que em julgamento realizado pelo STF (Supremo Tribunal Federal) no final de 2006, considerou-se o dispositivo como inconstitucional, que levou ao cancelamento das fusões já acertadas, exceto a que originou o PR (PRONA + PL), mantida mesmo assim.

    Pode-se dizer que uma consequência desse julgamento, e dos que estabeleceram a fidelidade partidária e a regra de que a migração para um novo partido não poderia ser punida pela nova regra, foi a proliferação de novos partidos. No final de 2015, o Brasil contava com 35 partidos, 8 deles fundados a partir de 2011, 3 novos partidos somente em 2015.
    santiago, Preacher and kako like this.
    Registre-se ou faça login para ver assinaturas.

  9. #45399
    Expert Avatar de smiiters
    Data de Ingresso
    25/02/12
    Posts
    3.881


    Peba, o que envolve essa reforma que todo candidato fala? É só o sistema eleitoral?

    O que me parece inviável, porque com tanto partido, acho que nunca iam entrar em um acordo. E os partidos grandes como PT e PSDB nunca iam abrir mão do seus status quo.
    Registre-se ou faça login para ver assinaturas.

  10. #45400
    World Class Avatar de PebaVermelho
    Data de Ingresso
    05/06/10
    Posts
    15.928
    Citação Postado originalmente por smiiters Ver Post


    Peba, o que envolve essa reforma que todo candidato fala? É só o sistema eleitoral?

    O que me parece inviável, porque com tanto partido, acho que nunca iam entrar em um acordo. E os partidos grandes como PT e PSDB nunca iam abrir mão do seus status quo.
    É basicamente o sistema eleitoral. No geral as discussões hoje se concentram mais sobre o sistema de votação, já que o STF declarou inconstitucional o financiamento empresarial.

    E ao contrário do que você pensa não existe tanto acordo nem dentro dos grandes partidos. Talvez apenas o PT tenha uma posição mais consolidada em torno do voto em lista fechada. Mas no PSDB, por exemplo, cada cacique tem uma posição. No ano passado o Alckmin defendeu o voto distrital puro, o Serra distrital misto e o Aécio lista fechada.

    Essa discussão sobre reforma política é uma bagunça total no Brasil. Por isso que concordo com a posição do FHC que defendeu que os esforços deveriam se concentrar na aprovação de uma cláusula de barreira decente. Minha expectativa é que a proibição das doações de empresas, que já está em vigor, com uma cláusula de barreira mais rígida já melhoraria bastante o quadro do sistema político no Brasil. O importante é matar os partidos nanicos e de aluguel para que o eleitor tenha uma visão mais clara sobre o programa dos partidos. Além do que seria bem mais fácil pro presidente eleito criar uma base sem precisar negociar com esses donos de legendas de aluguel. Outra coisa que acabaria seria esse comércio bizarro de segundos na propaganda política. A real é que esse monte de partido foi um dos principais fatores de favorecimento à corrupção no Brasil nos últimos 20 anos.
    Registre-se ou faça login para ver assinaturas.

Permissões de postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •  
© 2007-2019 · MaisEV · Todos os direitos reservados