WSOP erra pontuação e Robert Campbell é o Jogador do Ano da série, entenda

Por: 12/11/2019

Erro de pontuação em evento online gerou pontos extras a Negreanu. Com a correção, Robert Campbell é o novo campeão.

robert campbell 450Na semana passada o craque Daniel Negreanu havia sido coroado tricampeão do título de Jogador do Ano da WSOP, mas um erro na contagem de pontos fez a organização rever os resultados e coroar o australiano Robert Campbell como Jogador do Ano.

Quem notou a discrepância foi o jornalista russo Alex Elenskiy. Alex mostrou no Twitter que os resultados do Evento #68 ($1.000, NLH WSOP.com Online Championship) mostravam os mesmos resultados do Evento #87 ($3.000, HORSE) para as classificações entre o 32º e 46º lugar. Com isso, Negreanu aparecia como 36º colocado no Evento #68, o que rendeu 213,1 pontos ao canadense. Entretanto, Negreanu não pontuou no torneio. O jornalista explicou que só notou o erro pois cobriu a WSOP em Las Vegas e havia organizado um Fantasy Freeroll baseado na pontuação de Jogador do Ano. Após o término da série nos EUA, ele notou a incoerência, mas achou que a organização corrigiria a informação. Com o drama envolvendo Negreanu, Campbell e Shaun Deeb, ele optou por verificar a informação e percebeu que o erro não havia sido corrigido.

Depois de notar o engano, a WSOP emitiu uma nota parabenizando Robert Campbell, que fechou a disputa com 3.961,31 pontos (contra 3.917,32 de Deeb e 3.861,76 de Negreanu) e se desculpando pelo erro. “Notamos um erro na tabela de pontuação de Jogador do Ano. Depois de verificarmos resultados e pontos, Robert Campbell é o Jogador do Ano de 2019. Gostaríamos de nos desculpar pelo erro e parabenizar Rob pela conquista”.

twitters alex elenskiy wsop

Twitters de Alex Elenskiy e da WSOP sobre o caso.

Muitos jogadores se mostraram incrédulos do fato de Negreanu não ter percebido os pontos extras. Ávido perseguidor do título, o canadense é meticuloso com a sua pontuação e realizou uma série de vídeos comentando seus resultados diários. Doug Polk e Shaun Deeb foram um dos primeiros a questionar como o craque teria deixado passar uma pontuação relevante.

Daniel reagiu e respondeu que não teria motivo em não acreditar nos resultados divulgados pela WSOP. “A fórmula não está disponível aos jogadores. Eu não consigo rastrear. Além disso, porque eu assumiria que o site da WSOP está errado? Eu estava premiando em vários eventos e os resultados eram adicionados dias ou semanas depois. Milhares de pessoas assistem ao vlog. Porque eu postaria uma tela de captura de resultados ilegítimos para que mais pessoas pudessem ver e perceber o erro? Ninguém viu entre milhares de pessoas”.

A pontuação errada no Evento #68 não “beneficou” apenas Negreanu, e mais 15 jogadores ganharam pontos injustamente.

No fim, quem talvez melhor resumiu a bagunça causada pelo erro foi o profissional Matt Glantz. “Um grande drama se desvendando no título de Jogador do Ano. Imagine achar que você venceu o título, mas não ganhou por um erro. Imagine achar que você não ganhou, mas venceu devido ao mesmo erro. Imagine estar em terceiro entre os 11 finalistas do último evento e ser informado que você precisa chegar em quinto para ser campeão, mas no fim você só precisaria ser nono. É ruim para os três”, disse ele se referindo a situação de Shaun Deeb, que deveria ser quinto no Colossus, acabou caindo em 11º e poderia ter sido Jogador do Ano com um simples nono lugar.

Alex Faccini

Alex Faccini

Conheceu o poker em 2006 através da ESPN, em uma mesa que contava com Sam Farha e Phil Ivey. Se apaixonou pelo jogo e pela malandragem de Farha, o único jogador com sangue HUE BR. Passou pelas faculdades de Direito e Publicidade, sem concluir nem uma, nem outra. Apaixonado por cinema, música, literatura e outras artes mais, aprendeu a jogar sinuca em botecos com tiozinhos tomando cachaça, e tem a certeza que vivemos em uma Matrix. Sempre se esquece de encher as formas de gelo.

Veja mais:

Salas de Poker