Relembre: Wiktor Malinowski já teve recorde de maior pote disputado em NLH e faturou US$ 500 mil com 7-2

Por: 05/03/2021

Wiktor Malinowski esteve na ponta vencedora de duas mãos históricas do poker online. Veja como foi.

Wiktor Malinowski mãoEssa sexta-feira, dia 05, marca o início do duelo entre os craques Wiktor Malinowski, o limitless, e Fedor Holz, e o confronto entre os dois promete pegar fogo nas mesas do GGPoker, já que reúne dois dos nomes mais agressivos do jogo.

Prova disso é que o polonês já foi dono do maior pote já disputado em mesas de NLH e ainda detém o “recorde” de maior forra com a pior mão do poker.

Wiktor conheceu o poker aos 18 anos, após sofrer a uma contusão no joelho que o fez ficar de molho e abandonar a carreira de jogador de handball, onde era tido como uma promessa e já integrava a seleção sub-18 da Polônia (nesse vídeo é possível ver algumas habilidades dele como jogador) Durante a recuperação ele conheceu e se apaixonou pelo jogo, e começou a testar suas habilidades em torneios freerolls e cash games com blinds de $0,01 /$0,02. Em 2014, com apenas 20 anos, ele já era lucrativo nas mesas de NL 100, e em 2016 já transitava pelos high stakes. Segundo o site highstakesdb, entre 2016 e 2018 o jogador já possuía US$ 350 mil em ganhos nas caras mesas, mas foi em 2020 que o craque se destacou, faturando o maior pote da história nas mesas de No-Limit Hold’em.

A ação ocorreu em agosto passado em uma mesa VIP do GGPoker – durante um jogo restrito para convidados – onde se encontravam além de Wiktor o profissional americano Christopher Brewer, o desconhecido jogador de Malta “UnderO”, o jovem magnata chinês Tan “4321” Xuan e Michael Addamo, que acabou entrando para a história ao perder a mão.

A histórica ação começou com “UnderO” postando o small blind, de US$ 500, e Addamo o big, de US$ 1.000, com todos os jogadores postando o ante de $200. No cutoff, Wiktor aumentou para US$ 2.000, e a mão começou a pegar fogo. Addamo aplicou uma 3-bet para US$ 14.000 e Wiktor respondeu com uma 4-bet de $43.500. A ação pré-flop parou apenas após a 5-bet de Addamo de US$ 108.000, com US$ 206.500 no pote antes dos jogadores virem uma carta comunitária sequer.

O flop 7h5d2c não pôs nenhum freio na mão e Michael aplicou a c-bet de US$ 71.775, sendo pago pelo polonês. No turn 9c, nova aposta do australiano, de US$ 100.156,50 e mais um call de Wiktor. No river 5s, Michael shovou seu stack remanescente de US$ 140.547,80 e Wiktor deu snap call. O showdown revelou o clássico cooler: Michael assistiu seu KsKc ser insuficiente para bater o AsAc de Wiktor e o polonês embolsou o maior pote de NLH de todos os tempos no online, de US$ 842.438,62, sepultando o antigo recorde de Di “uridanger” Dang, que venceu um pote de Tom “durrr” Dwan no valor de US$ 723.938 no longínquo 2008, no Full Tilt Poker.

Entretanto, mesmo com Wiktor tendo entrando para a história como vencedor do maior pote de NLH, sua alegria durou pouco por conta de dois fatores. Ainda na mesma sessão, Addamo venceu vários potes grandes e recuperou a maior parte do pote gigante e, apenas 12 dias depois, o bósnio Ali Imsirovic evaporou com o seu recorde ao vencer um pote de US$ 974.632 contra Tan Xuan, no mesmo GGPoker.

Mas o craque mostrou o porquê seu screen name é “sem limite”. Semanas depois da grandiosa mão, Wiktor voltou a chamar a atenção ao puxar um pote de US$ 500.146,42 com 7h2h.

O palco também foi o GGPoker e, além de Wiktor, encontravam-se na mesa com blinds US$ 500 / US$ 1.000 / US$ 2.000 ante US$ 200 o profissional inglês então radicado na Tailândia Michael “Chi Zhang” Zhang, os americanos Jake Schindler e Christopher Brewer, o chinês Tan “4321” Xuan e o bósnio Ali Imsirovic.

Depois de Christopher postar o small blind de US$ 500, Wiktor o big, de US$ 1.000, e o Ali o straddle de US$ 2.000, Chris anunciou um raise para US$ 7.000 e Wiktor respondeu com uma 3-bet para US$ 22.040. Após pensar por algum tempo, Chris aplicou a 4-bet de US$ 56.000, e Wiktor também teve que acionar o timebank antes de apertar o botão de call.

O flop trouxe AdQc3c, e a c-bet pequena de US$ 28.800 de Chris ganhou um rápido call. No turn 5h, Chris bateu na mesa e pagou a aposta de US$ 33.340 de Wiktor. O river foi um 4h e, após novo check do americano, Wiktor usou o timebank para shovar seu stack de US$ 130 mil. Após usar todo o tempo disponível, Chris optou pelo call e viu que seu top pair, com As10h, não era suficiente para bater a incrível sequência no river de Wiktor, com 7h2h. Desse modo, o polonês puxou o pote de US$ 500.146,42 com uma das piores mãos do poker.

Wiktor Malinowski mão completa

Para comprar ou vender créditos de poker, sem burocracia e com segurança. Acesse a ROYALpag.com. Receba em 5 minutos.

Alex Faccini

Alex Faccini

Conheceu o poker em 2006 através da ESPN, em uma mesa que contava com Sam Farha e Phil Ivey. Se apaixonou pelo jogo e pela malandragem de Farha, o único jogador com sangue HUE BR. Passou pelas faculdades de Direito e Publicidade, sem concluir nem uma, nem outra. Apaixonado por cinema, música, literatura e outras artes mais, aprendeu a jogar sinuca em botecos com tiozinhos tomando cachaça, e tem a certeza que vivemos em uma Matrix. Sempre se esquece de encher as formas de gelo.

Salas de Poker