Gordon Vayo Escapa de Ter Quer Pagar US$ 280 Mil ao PokerStars, Entenda

Por: 07/12/2018

Gordon Vayo processou a sala por não pagamento de prêmio, forjou documentos e sofreu contra ação da companhia por gastos com advogados.

gordon vayo 450Parece ter chegado ao fim a novela envolvendo o americano Gordon Vayo e o PokerStars. A Rational Entertaiment, empresa dona do PokerStars, desistiu de cobrar US$ 280.000 do jogador referente a honorários advocatícios em processo que envolve ambas as partes desde maio deste ano.

Entretanto, a treta entre os dois têm início um ano antes, em maio de 2017. E os capítulos da novela incluem vitória, US$ 700 mil, processos e falsificação de documentos.

O INÍCIO DE GORDON VAYO VS POKERSTARS

Gordon Vayo chegou aos holofotes do poker ao conquistar o vice-campeonato do Main Event da WSOP, em 2016, e faturar US$ 4, 6 milhões. Quase um ano depois, em maio de 2017, já estabelecido como um profissional de sucesso, Gordon voltou a brilhar e conquistou o título do SCOOP #1 High ($1.050 NLH Phased), que valeu US$ 692 mil. E foi aí que teve início a treta com o site da espada vermelha.

O PokerStars alegou que o jogador descumpriu os termos da sala ao jogar o torneio na Califórnia, nos Estados Unidos, e não permitiu o saque de cerca de US$ 600 mil presentes na conta do jogador. Segundo a companhia, Gordon utilizou um VPN para aparentar estar no Canadá. Depois de xingar muito no Twitter, Gordon entrou com uma ação na justiça americana requerendo o pagamento do prêmio.

O processo teve uma guinada em novembro passado, quando Gordon retirou as queixas. A mudança de atitude de Vayo se deu após o PokerStars ser contatado por uma pessoa que auxiliou o americano a utilizar o VPN e que contratou um falsificador de documentos para forjar movimentações bancárias no Canadá e utilizá-las como prova no processo. Em uma audiência, o PokerStars apresentou os documentos forjados e Gordon retirou o processo.

Não satisfeito, o PokerStars entrou com uma contra ação, exigindo o pagamento de US$ 280.000 referente a honorários advocatícios. Para chegar ao valor, o PokerStars calculou o custo de 346 horas de honorários a US$ 800 por hora. Mas, no último dia 4, o PokerStars desistiu do processo, o que deu fim ao imbróglio jurídico.

O QUE ESTÁ POR TRÁS DA DECISÃO DO POKERSTARS

Disputas legais sempre geram desgaste, independente de quem venha a vencer o caso, e o fato do PokerStars desistir da ação parece encerrar de vez a novela contra Vayo.

Operando em New Jersey, a sala recém obteve uma licença para operar na Pennsylvania, e ainda é vista com olhos atentos nos Estados Unidos após seguir operando no país depois da Black Friday.

Além do mais, sem culpa no cartório, a desistência do processo gera uma boa imagem para a companhia, que demonstrou ter agido corretamente no caso e não sai com uma imagem de extrema ambição ao querer punir o jogador com um valor que é muito significativo para o americano, mas irrelevante para a bilionária empresa.

Entretanto, o PokerStars não se pronunciou oficialmente da decisão.

 

Curta a página do MaisEV no Facebook e siga-nos no Twitter

 

VEJA AQUI OS MELHORES SOFTWARES PARA GRINDAR NO POKERSTARS.

Alex Faccini

Alex Faccini

Conheceu o poker em 2006 através da ESPN, em uma mesa que contava com Sam Farha e Phil Ivey. Se apaixonou pelo jogo e pela malandragem de Farha, o único jogador com sangue HUE BR. Passou pelas faculdades de Direito e Publicidade, sem concluir nem uma, nem outra. Apaixonado por cinema, música, literatura e outras artes mais, aprendeu a jogar sinuca em botecos com tiozinhos tomando cachaça, e tem a certeza que vivemos em uma Matrix. Sempre se esquece de encher as formas de gelo.

Veja mais:

Salas de Poker