As melhores histórias do poker em 2018, segundo a mídia especializada

Por: 31/12/2018

Membros da mídia especializada de poker brasileira elegem os momentos mais marcantes do poker em 2018

Roberly Felício2018 foi um bom ano para o poker, com acontecimentos marcantes tanto no cenário mundial quanto aqui no Brasil, com eventos e jogadores que marcarão seus nomes na história do jogo.

Nos reunimos com os amigos da mídia especializada dos sites Superpoker Codigopoker e elegemos quais foram os momentos mais marcantes deste ano. Confira conosco e faça também sua lista!

Danilo Telles – MaisEV

Roberly Felício vence o The Colossus da WSOP

Certamente, o acontecimento mais marcante quando se trata do poker brasileiro em 2018 foi a vitória de Roberly Felício no Evento de número 7 da World Series of Poker deste ano, o The Colossus. Roberly, um jogador recreativo que encontrou sua paixão no poker, venceu um gigantesco evento cobiçado por todos e levou uma premiação milionária.

Michael Mizrachi vence o Players Championship da WSOP pela terceira vez

O profissional americano Michael Mizrachi faz jus ao seu nickname “The Grinder”. Por três vezes, ele foi campeão daquele que é considerado o verdadeiro main event do poker, o Players Championship da WSOP, evento de US$ 50 mil na modalidade mixed games. Campeão em 2010 e 2012, quando se tornou o primeiro bicampeão do evento, ele voltou a vencê-lo em 2018, derrotando outro campeão, John Hennigan, que venceu em 2014.

Justin Bonomo supera Daniel Negreanu na lista de vencedores

Há muito se foi o tempo em que ele atendia pelo nickname “ZeeJustin”. Desde que surgiu no cenário em 2005, Justin Bonomo passou por muitas coisas, desde ser o mais jovem em uma mesa do EPT a até casos de múltiplas contas. Agora, depois de alguns anos e muito mais experiência (e também graças aos muitos torneios high roller que surgiram nos últimos anos), Justin desponta como o maior vencedor do poker ao vivo com US$ 43.4 milhões de ganhos em torneios, ultrapassando por alguns milhões o monstro Daniel Negreanu.

Gabriel Grilo – Superpoker

Roberly Felício ganha o quarto bracelete brasileiro

O poker brasileiro não poderia ter pedido por uma situação melhor para colocar o esporte da mente novamente nos holofotes. Um evento de field gigantesco, com um prêmio de sete dígitos, vencido por um recreativo que começou no poker há poucos anos. Humilde e dedicado, o jogador de Anápolis (GO) vem se mostrando um grande embaixador do jogo.

Justin Bonomo ultrapassa Daniel Negreanu na All-Time Money List

justin bonomo wsop fb 2É claro que a liderança de Bonomo contou com a ajuda de um número cada vez maior de High Rollers e Super High Rollers, de buy-ins e premiações inimagináveis há alguns anos. Entretanto, isso não diminui em nada o feito do americano, que superou o incrível 2016 de Fedor Holz e ganhou mais de US$ 25 milhões enfrentando os melhores do mundo.

Saulo Sabioni se torna o primeiro bicampeão do BSOP

Após mais de uma década de BSOP, o tabu do Main Event foi quebrado em um feito impressionante. Saulo não só venceu duas vezes o Evento Principal, mas também teve o título do BSOP Millions como a primeira vitória, venceu pela segunda vez apenas três etapas depois e ainda encerrou o ano como Campeão Brasileiro de Poker. Em apenas doze meses, colocou seu nome entre os maiores e entrou de forma definitiva na história do poker nacional.

Felipe de Queiroz – Codigopoker

João Simão na elite da elite do poker

Pela primeira vez desde Alexandre Gomes na década passada do poker brasileiro, temos um jogador se destacando tanto nos maiores High Rollers do poker mundial. Em 2009, Gomes conseguiu em dois big hits $ 1.9 milhões. Em 2018, Simão ganhou menos: 1.3 milhão, mas de maneira mais consistente

joao-simao-partypoker-millions-germany-450O mineiro se tornou figura constante nos fields mais seletos do jogo, sendo cada vez mais respeitado como uma estrela dos high stakes. Entre muitos grandes momentos, fico com a atuação de Simão no partypoker MILLIONS Germany, realizado em Rozvadov, em fevereiro, em que o jogador fez três mesas finais (sendo 1 vice e pelo menos top 5 nas três), em dois High Rollers de US$ 25.000 e também no Main Event, sendo derrotado em dois desses eventos por Patrik Antonius e Viktor Blom.

Bonomo ‘supera’ Negreanu

Há alguns anos, o canadense Daniel Negreanu mantinha intacto seu recorde de jogador mais premiado da história do poker ao vivo. Neste ano, porém, o jogador perdeu sua ‘coroa’. E o novo rei conseguiu o feito em grande estilo. O americano Justin Bonomo se consolidou como a maior estrelas dos High Rollers na temporada, ao vencer 10 torneios dessa natureza (incluindo o Big One for One Drop) e conquistar incríveis US$ 25.4 milhões apenas em 2018.

A volta dos grandes eventos ao Rio de Janeiro

Depois de quase uma década, os grandes torneios de poker retornaram à cidade maravilhosa com a realização da etapa do WSOP Circuit, no Copacabana Palace, e o anúncio de uma etapa partypoker MILLIONS em 2019.

Menções honrosas

O título de Roberly Felício no Colossus, torneio com maior field da World Series of Poker 2018, trazendo o quarto bracelete da WSOP para o Brasil,  a aposentadoria de Doyle Brunson e a conquista do 15º bracelete por Phil Hellmuth.

 

 

Curta a página do MaisEV no Facebook e siga-nos no Twitter.

 

QUER VENCER NO POKER? A LOJA MAISEV TEM TUDO QUE VOCÊ PRECISA PARA APRENDER!

Danilo Telles

Danilo Telles

Historiador por formação, conheceu o MaisEV em sua primeira semana de vida, ainda em 2007. Em pouco tempo, tornou-se editor-chefe do site para fazer o que faz de melhor: escrever.

Veja mais:

Salas de Poker