Em entrevista exclusiva, Dan Cates fala sobre poker, pandemia e seu projeto de caridade

Por: 09/02/2021

Astro dos high stakes dá detalhes sobre a Dan Cates Foundation, instituição de caridade que criou e fala sobre se aposentar do poker

daniel cates 450O estadunidense Dan Cates (31), mais conhecido pelo nickname “Jungleman” é certamente um dos mais renomados jogadores de poker high stakes, com mais de US$ 9 milhões de ganhos em torneios ao vivo e outros US$ 11 milhões nos cash games online.

Recentemente, o jogador vem publicando em suas redes sociais postagens sobre assuntos contraditórios: seu estilo de vida esbanjador e playboy e a nova organização beneficente que leva o seu nome, a Dan Cates Foundation.

Em conversa com o MaisEV, Dan Cates falou sobre a criação da fundação, a vida na pandemia e comentou os rumores de que teria se aposentado do poker.

Em primeiro lugar, como você está nesta pandemia?

Tenho tentado estar o mais ocupado possível para usar o tempo da melhor maneira possível. Tenho trabalhado muito comigo mesmo, por mais clichê que possa parecer … Decidi que, em última análise, a utilidade e a felicidade máximas vêm de dentro de nós mesmos. De alguma forma, isso me levou a fazer muitas coisas como improvisação, grafite, festas, colocar açafrão na testa, fingir ser um Lorde das Trevas, fazer filosofia prática, muita leitura e mais… 

Como a Dan Cates Foundation começou? Como você teve a ideia?

Acidentalmente. Eu mesmo não tive a ideia… principalmente comigo dando um monte de festas, correndo em carros esportivos com garotas gostosas pelo bem maior e pensando “Espere um segundo, para um estranho eu apenas pareço um babaca rico fazendo merda de babaca rico. Droga, não posso culpá-los por dizer que sou o próximo “Dan Bilzerian“, pelo amor de Deus “.

Tive a ideia de me fortalecer e então retribuir, mas meu amigo Liam apontou que eu nunca poderia retribuir com essa ideia em mente… Então eu falei para ele “vamos fazer alguma coisa de caridade” repetidas vezes até que conhecemos Mo Samba, que por acaso ajuda as pessoas que querem retribuir a fazer exatamente isso.

Por que começar sua própria organização em vez de trabalhar com outras já existentes?

Minha própria organização representa nossa própria iniciativa e, inevitavelmente, trabalharemos com outras organizações. Com o espírito de retribuir, não faz sentido não trabalhar com outras organizações de forma prolífica.

Você pode nos contar mais sobre as iniciativas que a fundação está realizando ou planejando realizar?

A Dan Cates Foundation representará o aspecto de caridade dos meus objetivos e financiará as instituições de caridade e organizações sem fins lucrativos com as quais trabalhamos de formas puramente beneficentes. Começaremos fazendo alguns projetos menores. A esperança final é fazer e inspirar uma diferença maior.

VEJA MAIS: DAN CATES: “ELE AGE COMO SE FOSSE MUITO BOM, MAS NA VERDADE PARECE SER MUITO RUIM”

LEIA TAMBÉM: DAN “JUNGLEMAN12” CATES: “ISILDUR1″ SABE O QUE VOCÊ ESTÁ PENSANDO”

Em 2020 você disse que se afastaria um pouco do poker. O que você tem feito desde então?

Tenho investigado caminhos para algo maior do que o poker em termos de alcance de poder e também tenho trabalhado para me desenvolver de várias maneiras, muitas das quais não são óbvias. Os exemplos incluem: termos de ser menos rígido socialmente e mais espontâneo, me tornar organizado (aos poucos), me tornar um ouvinte melhor, menos reativo, um companheiro e parceiro melhor.

Grande parte disso foi tentar melhorar-me socialmente. Esta foi uma das razões por trás de tantas festas

Você também estava fazendo aulas de atuação, certo? Como vai isso? Alguma chance de seguir carreira nessa área ou é apenas por hobby ou crescimento pessoal?

Eu me concentrei na atuação como um hobby no momento porque não parece tão eficaz para o meu desenvolvimento quanto eu pensava e é mais difícil de focar agora, mas eu suspeito que chegará um tempo em que devo focar de todo o coração… isso não me impede de brincar de fingir com vários novos personagens 🙂

Não poderíamos terminar sem falar sobre poker, é claro. Você tem jogado alguma coisa? Algum plano de voltar de vez ao cenário ou você se aposentou para sempre?

Estou jogando um pouco, como disse, nunca afirmei ter me aposentado. Eu só acho que focar fortemente nisso no momento é como correr uma corrida de ratos em uma escala maior para mim… Não fará diferença na minha vida ou de ninguém se eu continuar a ralar por mais alguns milhões no poker. Embora seja uma parte importante da minha vida, não sinto que seja minha verdadeira vocação.

 

Para comprar ou vender créditos de poker, sem burocracia e com segurança. Acesse a ROYALpag.com. Receba em 5 minutos.

Danilo Telles

Danilo Telles

Historiador por formação, conheceu o MaisEV em sua primeira semana de vida, ainda em 2007. Em pouco tempo, tornou-se editor-chefe do site para fazer o que faz de melhor: escrever.

Salas de Poker