Phil Hellmuth entra para o mundo dos e-Sports

Por: 05/11/2019

Phil Hellmuth fará parte do conselho administrativo do QLASH, time que mantem 15 equipes em diferentes modalidades de jogos eletrônicos.

qlas hellmuth

Já faz algum tempo que os e-Sports deixaram de ser um negócio para o futuro e se tornaram uma realidade imediata. O setor movimenta milhares de dólares todos dias e, cada vez mais, chama a atenção de investidores de outros setores.

O QLASH é um time de e-Sports criado pelos jogadores de poker Luca Pagano e Eugene Katchalov. Atualmente, 15 equipes são mantidas pela organização que atua em modalidades como Fortnite, Call of Duty, League of Legends, FIFA, Pubg e muito mais.

A proximidade com o ucraniano Katchalov trouxe para o mundo dos e-Sports ninguém menos que o mito do poker, dono de quinze braceletes WSOP, Phil Hellmuth.

“Conheço Eugene há muito tempo graças ao poker e o respeito imensamente. Sua inteligência, sua ética de trabalho e sua paixão são tangíveis e, acredito que ele fará grandes coisas no negócio de e-Sports. Eugene e Luca estabeleceram metas ambiciosas com o QLASH e, devido ao seu investimento pessoal e paixão significativos, quando me pediram para investir meu dinheiro, não pensei duas vezes.”, justificou o Poker Brat.

Hellmuth não será um simples investidor e fará parte do conselho administrativo do time, tendo papel fundamental na tomada de decisões.

“O poker, de várias maneiras, é uma indústria semelhante aos e-Sports ” , diz o próprio Katchalov. “Ambos compartilham muitos dos atributos necessários para ter sucesso, como saber se adaptar aos oponentes, um objetivo em constante evolução, um pouco de RNG, a necessidade constante de trabalhar duro e com paixão, e assim por diante. Mas o poker e o e-sports também compartilham muito em termos de audiência: muitos entusiastas do poker estão interessados no e-sports e vice-versa. A experiência de Phil faz dele um parceiro de valor inestimável, porque ele sabe entender e apreciar nossa missão baseada na comunidade e os problemas que estamos tentando resolver. Sempre tentamos trazer para os e-Sports o que funcionou no poker, especialmente no aspecto da comunidade em que nos concentramos, particularmente no QLASH “.

“A estima e o entusiasmo de Hellmuth – concluiu o CEO, Luca Pagano – são um incrível voto de confiança para nós. Iniciamos uma longa jornada que nos levará a construir algo louco e mal podemos esperar para fazer coisas espetaculares juntos”.

Alex Resende

Alex Resende

Envolvido com tecnologia desde muito jovem, encontrei nas ciências biológicas minha verdadeira vocação. Aprecio no poker a atmosfera e toda a gama de variáveis que uma pessoa tem que lidar a cada jogada.

Veja mais:

Salas de Poker