Pedro Padilha Lidera Nove Brasileiros no Evento #71 da WSOP

Por: 03/07/2019

Pedro Padilha tem o 14º maior stack em evento em homenagem aos veteranos e que tem buy-in de apenas $500. Confira os stacks.

Pedro PadilhaO Evento #71, Salute To Warriors, encoraja militares e veteranos de guerra a participar e distribuiu $40 de cada buy-in a organizações de apoio aos veteranos (e que não tem a lendária saudação “Warriors, come out to play” depois do “shuffle up and deal”, como eu imaginava), teve início ontem, dia 2, e com entrada de apenas $500, teve a inscrição de 1.723 “guerreiros” dos quais apenas 267 seguem guerreando, entre eles nove brasileiros.

Quem se deu melhor entre os brasucas no campo de batalha foi o craque Pedro Padilha, que ensacou 332.500 fichas e tem o 14º maior stack no geral.

Também acima da média de 161.329 avançaram Peter Patrício (265.000), Ramon Kropmanns (220.000) James Alvarez (199.000), Luiz Ferreira (192.000) e Joaquim Junior (173.000). Completam o esquadrão tupiniquim Marcos Sketch (83.500), Maristela Arantes (80.000) e Daniel Almeida (80.000).

A liderança ficou nas mãos do francês Dominique Terzian, dono de 801.000 fichas, e o torneio tem entre os destaques classificados Ben Yu (370.500), Mike Sexton (300.000), David Oppenheim (193.500) e Vinny Pahuja (129.500).

O Dia 2 inicia às 16 horas, de Brasília, com os blinds em 2.500/5.000 big blind ante 5.000, e os jogadores se encontram próximo do estouro bolha, que irá premiar 259 jogadores com a mini forra de US$ 699. O campeão tem reservado o prêmio de US$ 121.161.

 

Curta a página do MaisEV no Facebook e siga-nos no Twitter

 

CONHEÇA O BARALHO DE QUATRO CORES MAISEV PARA JOGOS AO VIVO

Alex Faccini

Alex Faccini

Conheceu o poker em 2006 através da ESPN, em uma mesa que contava com Sam Farha e Phil Ivey. Se apaixonou pelo jogo e pela malandragem de Farha, o único jogador com sangue HUE BR. Passou pelas faculdades de Direito e Publicidade, sem concluir nem uma, nem outra. Apaixonado por cinema, música, literatura e outras artes mais, aprendeu a jogar sinuca em botecos com tiozinhos tomando cachaça, e tem a certeza que vivemos em uma Matrix. Sempre se esquece de encher as formas de gelo.

Salas de Poker