Em Busca de Recorde, Justin Bonomo Lidera Mesa Final do Big One For One Drop e Fedor Hold é o Vice-Líder

Por: 17/07/2018

Justin Bonomo busca quebrar recorde de Fedor Holz, que chega à mesa final como segundo colocado. Confira os stacks dos seis finalistas.

justin bonomo wsop fb 2O maior vencedor no poker ao vivo em 2018, o craque Justin Bonomo, chega forte para vencer o torneio mais caro do ano, o Big One For One Drop (US$1.000.000, NLH) da WSOP , ao chegar na mesa final na liderança.

Com 48.950.000 fichas, Justin tem uma boa vantagem para Fedor Holz, segundo colocado com 22.125.000. Além da briga pelo título, a rivalidade entre os dois também significa uma marca histórica. Fedor embolsou US$ 16.093.402 em torneios em 2016, e Justin quer deixar a soma para trás. Apenas este ano, o americano já embolsou US$ 14.945.935, e basta chegar na zona de premiação para bater o recorde do alemão.

Completam a mesa final Dan Smith, com 21.450.000, Rick Salomon, com 19.650.00 fichas, David Einhorn, dono de um stack de 12.300.000 fichas e Byron Kaverman é o short stack, com 10.525.000. Dos seis jogadores, apenas cinco serão contemplados com pelo menos US$ 2.000.000, e o título vale US$ 10.000.000.

O dia também teve a eliminação de vários nomes fortes, entre eles Phil Ivey (8º), Erik Seidel (9º) e Daniel Negreanu (16º).

O Big One For One Drop ainda registrou as entradas de Rainer Kempe, Brian Rast e do finalista Byron Kaverman antes do início do dia, elevando o total de entradas para 27 e o prizepool chegando a US$ 24.840.000.

O dia decisivo acontece a partir das 21:30 (horário de Brasília), com 26 minutos restantes nos blinds 250.000/500.000 big blind ante 500.000.

 

Curta a página do MaisEV no Facebook e siga-nos no Twitter

 

CONHEÇA O BARALHO QUATRO CORES MAISEV, IDEAL PARA JOGOS AO VIVO.

Alex Faccini

Alex Faccini

Conheceu o poker em 2006 através da ESPN, em uma mesa que contava com Sam Farha e Phil Ivey. Se apaixonou pelo jogo e pela malandragem de Farha, o único jogador com sangue HUE BR. Passou pelas faculdades de Direito e Publicidade, sem concluir nem uma, nem outra. Apaixonado por cinema, música, literatura e outras artes mais, aprendeu a jogar sinuca em botecos com tiozinhos tomando cachaça, e tem a certeza que vivemos em uma Matrix. Sempre se esquece de encher as formas de gelo.

Veja mais:

Salas de Poker