Jake Schwartz Lidera Dia Final do Evento #6; Akkari é 79º

Por: 03/06/2019

Jake Schwartz tem vantagem na briga pelo seu primeiro bracelete e brasileiro foi eliminado durante o Dia 2.

Jake SchwartzO craque Jake Schwartz tem US$ 2,5 milhões em prêmios na careira, mas nenhum título de expressão. Na WSOP, o seu melhor resultado é um vice, conquistado em 2013. Mas tudo isso pode mudar no dia de hoje, quando acontece a decisão do Evento #6 (US$2.500, Limit Mixed Triple Draw). Jake tem o maior stack entre os 13 finalistas, com 789.000 fichas.

Entretanto, a tarefa de Jake não deve ser fácil, já que entre seus oponentes estão jogadores com bons stacks e vários nomes fortes do jogo. Entre os três melhores estão os americanos Sumir Mathur (574.000) e Brayden Gazlay (490.000). Também seguem no jogo Mike Gorodinsky (483.000), e Jon Turner, dono da conta PearlJammer (228.000). Abaixo, o chip count completo dos 13 finalistas.

André Akkari, mesmo avançando com um stack acima da média e no terço superior da tabela, não contou com a sorte para chegar à zona de premiação, e foi eliminado em 79º lugar, distante dos 45 contemplados com uma forrinha.

A decisão do Evento #6 acontece a partir das 18 horas (de Brasília), com blinds 5.000 /10.000 e limites 10.000/20.000. A vitória vale US$ 160.447 e os 13 já garantiram pelo menos US$ 7.283.

CHIP COUNT DIA FINAL EVENTO #6 WSOP

1- Jake Schwartz: 789.000
2- Sumir Mathur: 574.000
3- Brayden Gazlay: 490.000
4- Mike Gorodinsky: 483.000
5- David Gee: 441.000
6- Jesse Hampton: 305.000
7- Andrew Yeh: 282.000
8- Mark Gregorich: 280.000
9- Jon Turner: 228.000
10- Dan Zack: 208.000
11- Kristijonas Andrulis: 159.000
12- Bryce Yockey: 99.000
13- Andrew Brown: 92.000

 

Curta a página do MaisEV no Facebook e siga-nos no Twitter.

 

CONHEÇA OS MELHORES ACESSÓRIOS PARA JOGAR POKER AO VIVO.

Alex Faccini

Alex Faccini

Conheceu o poker em 2006 através da ESPN, em uma mesa que contava com Sam Farha e Phil Ivey. Se apaixonou pelo jogo e pela malandragem de Farha, o único jogador com sangue HUE BR. Passou pelas faculdades de Direito e Publicidade, sem concluir nem uma, nem outra. Apaixonado por cinema, música, literatura e outras artes mais, aprendeu a jogar sinuca em botecos com tiozinhos tomando cachaça, e tem a certeza que vivemos em uma Matrix. Sempre se esquece de encher as formas de gelo.

Veja mais:

Salas de Poker