Impostos Devoram Quase Metade do Prêmio de Scott Blumstein

Por: 25/07/2017

Scott Blumstein é o segundo maior fatiado pelo governo e quatro jogadores receberão o prêmio integral.

mesa final do main event 450Terminado o Main Event da WSOP, chega a hora dos jogadores acertarem as contas coma Receita Federal. E se Scott Blumstein foi quem mais teve motivos para comemorar no último domingo, passado a conquista do bracelete ele será o jogador que mais verá a grana evaporar.

Dos US$ 8.150.000 ganhos com o título, Scott irá usufruir apenas US$ 4.310.571, de acordo com o site TaxableTalk. Morador de New Jersey, serão US$ 3.839.429 pagos em impostos federais e estaduais. A soma corresponde a 47,11% do valor conquistado.

Mas embora Scott seja quem mais deixará dinheiro ao governo, o jogador é apenas o segundo a pagar a maior porcentagem em impostos.

O “campeão” neste sentido é o americano Bryan Piccioli, que deixará nada menos do que 47,23% do prêmio em impostos. Morador de San Diego, na Califórnia, o estado tem taxas ligeiramente maiores que New Jersey e, dos US$ 1.675.000 ganhos com o sexto lugar, ele verá apenas US$ 791.023 ir para a sua conta bancária.

Londres, a meca para os profissionais

Não é de se estranhar que muitos profissionais do jogo escolham Londres como residência. A capital cinza pode não ser o lugar mais agradável quando se fala em clima, mas para quem joga poker é um dos lugares onde o sol mais brilha. Sorte de John Hesp que, mesmo não morando na capital inglesa, irá desfrutar 100% do seu prêmio graças às leis do país, que isentam ganhos obtidos no poker. Na mesma situação se encontra o inglês Jack Sinclair, oitavo colocado, que poderá desfrutar de todo o prêmio de US$ 1.200.000.

Outros dois jogadores que tem motivos para comemorar são os franceses Benjamin Pollak e Antoine Saout. Os dois deixaram a terra do baguette e decidiram fixar residência na terra da Rainha e, assim, também verão o prêmio integral da World Series cair na conta.

É importante dizer que caso Benjamin e Antoine tivessem permanecido na França, cerca de 48% do prêmio sumiria com o pagamento de impostos.

Já o caso do argentino Damián Salas é igual ao de muitos brasileiros. A Argentina, assim como o Brasil, não faz parte do acordo de bitributação e 30% do dinheiro ganho na WSOP é tributado. Deste modo, dos US$ 1.425.000 pelo sétimo lugar, Damián irá receber apenas US$ 997.500.

Prêmios Após Impostos da Mesa Final do Main Event da WSOP*

Jogador Prêmio Original Prêmio Após Impostos
1. Scott Blumstein US$ 8.150.000$ US$ 4.310.571
3. Benjamin Pollak US$ 3.500.000$ US$ 3.500.000
2. Dan Ott US$ 4.700.000$ US$ 2.600.194
4. John Hesp US$ 2.600.000$ US$ 2.600.000
5. Antoine Saout US$ 2.000.000$ US$ 2.000.000
8. Jack Sinclair US$ 1.200.000$ US$ 1.200.000
7. Damián Salas US$ 1.425.000 US$ 997.500
6. Bryan Piccioli US$ 1.675.000 US$ 791.023
9. Ben Lamb US$ 1.000.000$ US$ 597.517

*O número na coluna “Jogador” se refere a posição final na mesa final.

 

Curta a página do MaisEV no Facebook e siga-nos no Twitter.

 

AQUI VOCÊ ENCONTRA OS MELHORES ACESSÓRIOS PARA JOGAR POKER

Alex Faccini

Alex Faccini

Conheceu o poker em 2006 através da ESPN, em uma mesa que contava com Sam Farha e Phil Ivey. Se apaixonou pelo jogo e pela malandragem de Farha, o único jogador com sangue HUE BR. Passou pelas faculdades de Direito e Publicidade, sem concluir nem uma, nem outra. Apaixonado por cinema, música, literatura e outras artes mais, aprendeu a jogar sinuca em botecos com tiozinhos tomando cachaça, e tem a certeza que vivemos em uma Matrix. Sempre se esquece de encher as formas de gelo.

Veja mais:

Salas de Poker