GGPoker dá segunda chance a jogadores banidos na rede, entenda

Home » GGPoker dá segunda chance a jogadores banidos na rede, entenda

Banidos no GGPoker e network poderão pedir revisão do caso até a metade do mês. Medida gerou polêmica entre membros da comunidade.

Há um mês o GGPoker estabeleceu o Conselho de Integridade do Poker (PIC, em inglês), órgão que busca arbitrar em casos de suspeitas de trapaças (e, se necessário, banir) ao reunir diversos nomes com credibilidade na comunidade e os principais operadores de poker. E se o lançamento do Conselho foi bem recebido, a primeira medida do CIP não foi lá de encher os olhos.

A sala fez um anúncio oficial em sua comunidade no Reddit informando que dará uma espécie de “segunda chance” aos jogadores banidos no GGPoker ou em uma das diversas salas que compõe a rede (grande maioria de operadores asiáticos). Exceto o caso de jogadores banidos por motivos graves, a sala vai permitir uma reanálise das outras questões, que pode resultar no retorno às atividades de jogos.

VEJA TAMBÉM: GGPoker anuncia Conselho de Integridade do Poker para barrar jogadores desonestos

“Como tal, gostaríamos de estender um ‘Ramo de Azeitona’ (uma espécie de bandeira branca) aos jogadores de jogos e torneios a dinheiro previamente proibidos na Rede GGPoker até 15 de agosto de 2022”.

Dessa forma, os impedidos terão que enviar um e-mail para [email protected] com o assunto Olive Branch Application. Na corpo do e-mail deverão ser informados nome completo, screen name no GGPoker ou em outra sala da rede, razão da exclusão, prova de identidade e uma selfie com o documento e o comprovante de endereço. Os pedidos deverão ser feitos até o dia 15 e a solicitação será analisada caso a caso até o dia 22.

Alguns jogadores questionaram que tipo de razão, que não grave, poderia provocar a exclusão de alguma sala. Via de regra, os sites tendem a banir permanentemente apenas casos considerados como sérias violações dos Termos e Condições, com todas as outras infrações não sofrendo a severa ação.

Jason Koon, embaixador do GGPoker e membro do Conselho, respondeu via Twitter que “muitos jogadores já foram banidos há mais de dois anos por infrações como o uso de extensas tabelas pré-flop” e que “coisas como essas não merecem um banimento permanente”.

CONFIRA: Bryn Kenney será embaixador de nova sala 4Poker: “paixão pelo poker”, afirma COO

Os contrários ao símbolo de paz promovido pela sala ainda afirmaram estar frustrados com a chance do GGPoker estar disposto a deixar os trapaceiros voltarem. Para estes, uma ação coercitiva seria visto com melhores olhos como primeira medida do Conselho, que é composto por Fedor Holz (GGPoker), Andrew “LuckyChewy” Lichtenberger (LearnWPT), Seth Davies (Run it Once), e Nick Petrangelo (Upswing Poker).

Já os que celebraram a ação acreditam que os infratores de violações mais graves seguirão de fora dos panos, e que este tipo de “abertura” do CIP é uma forma de assumir o controle, e não de uma forma ruim, sobre os extensos casos de trapaça que circundam o poker online e ao vivo.

O MaisEV agora tem um canal no Telegram! Participe para receber e debater as principais notícias do mundo do poker (t.me/maisev).

Para comprar ou vender créditos de poker, sem burocracia e com segurança. Acesse a ROYALpag.com. Receba em 5 minutos.

Salas de poker
partypoker
4,8 rating
Bônus de boas-vindas com até $30 em ingressos SPINS
GGPoker
4,8 rating
Bônus de boas-vindas de 100% até US$ 600
Bodog
4,5 rating
Bônus de boas-vindas de até US$ 1.000
PokerKing
4,3 rating
Bônus de boas-vindas de 100% até US$ 2.000
PokerStars
4,0 rating
Bônus de boas-vindas de 100% até $600 e $30 grátis
888poker
3,8 rating
Bônus de boas-vindas de 100% até US$ 400
Código de bônus
Código de bônus WELCOME100