Nove Brasileiros Vão ao Dia 2 do Crazy Eights, Confira os Nomes

Por: 02/07/2018

Crazy Eight já está na zona de premiação. Confira os stacks dos principais nomes.

crazy eights 450O Crazy Eights é um dos eventos mais democráticos da WSOP. A partir de um buy-in de US$ 888, os jogadores concorrem a um prêmio de US$ 888.888 reservado ao campeão. Com isso, o número de participantes é grande, e não é diferente com os brasileiros.

No dias 1A e 1B foram cinco jogadores classificados, com Fernando Viana puxando a fila brasileira, com 207.000 fichas.

Já nos dias 1C e 1D, que ocorreram ontem, mais quatro brasileiros avançaram, com Alexandre Novaes com o maior stack, com 238.000 fichas.

A liderança no geral ficou com o americano Raymond Trujillo, que ensacou 685.000 fichas. O craque Chris Moorman avançou entre os líderes, com 511.000 fichas, e Moshin Charania (307.000), Sorel Mizzi (282.000), Marvin Rettenmaier (272.000), Martin Finger (255.000), Andrey Zaichenko (180.000), Jeff Madsen (167.000) e Mike Leah (155.000) são alguns nomes fortes que seguem no jogo.

Com um total de 8.598 inscritos, os 458 remanescentes já se encontram ITM e vão receber pelo menos US$ 2.702.

Com média de 150.183, o jogo reinicia às 18 horas, com os blinds em 3.000/6.000 e os níveis passando de 30 para 60 minutos.

CHIP COUNT DOS BRASILEIROS NO DIA 2 DO CRAZY EIGHTS

Alexandre Novaes (238.000)

Fernando Viana (207.000)

Leandro Guedes (205.000)

José Carlos Brito (170.000)

Carlos Fortes (159.000)

Jorge Breda (132.000)

Bruno Foster (125.000)

Pedro Padilha (116.000)

Junior Banck (113.000)

 

Curta a página do MaisEV no Facebook e siga-nos no Twitter

 

VEJA OS MELHORES ACESSÓRIOS PARA JOGAR POKER AO VIVO.

Alex Faccini

Alex Faccini

Conheceu o poker em 2006 através da ESPN, em uma mesa que contava com Sam Farha e Phil Ivey. Se apaixonou pelo jogo e pela malandragem de Farha, o único jogador com sangue HUE BR. Passou pelas faculdades de Direito e Publicidade, sem concluir nem uma, nem outra. Apaixonado por cinema, música, literatura e outras artes mais, aprendeu a jogar sinuca em botecos com tiozinhos tomando cachaça, e tem a certeza que vivemos em uma Matrix. Sempre se esquece de encher as formas de gelo.

Salas de Poker