Quando Devo Mudar Minha Estratégia Durante Um Torneio?

Por: 18/01/2018

Em novo artigo no MaisEV, Faraz Jaka ensina como e porque adaptar – ou não adaptar – seu jogo em um torneio

Faraz JakaUma das perguntas mais comuns que chegam de amadores que estão jogando grandes eventos são:

1. Sempre vejo você construindo um stack grande no começo. O que preciso fazer de diferente para ter um stack grande logo de cara?
2. Ok, agora passei para o dia 2 e sou um dos chip leaders. Como devo ajustar a minha estratégia agora?
3. Estou no segundo dia do evento e tenho somente metade do stack médio… o que devo fazer para conseguir alcançar os demais jogadores?

A resposta para todas essas perguntas é exatamente a mesma: não faça nada diferente … apenas jogue poker! A principal diferença entre todos esses cenários é que você pode estar jogando poker com 200bb, com 100bb poker ou com 40bb.

O que significa que 90% do tempo, não importa qual etapa do torneio você esteja, seu jogo só é diferente com base em alguns fatores. Qual o nível de blinds e quem são os seus oponentes.

Claro que, quando você estiver se aproximando da bolha e quando estiver na mesa final, haverá alguns pequenos ajustes devido ao ICM e aos grandes saltos de pagamento. Mas, além disso, sua estratégia deve ser na maior parte dos casos alterada somente com base no tamanho do seu stack, e nos jogadores em sua mesa.

Tamanho do Stack

Em geral, quando você está deep stack, com 200 big blinds por exemplo, você tem a flexibilidade de jogar qualquer estratégia que quiser. Por ser muito raro ficar all in com 200 big blinds, você não colocará seu torneio em risco muito frequentemente. Isso permite que você jogue mãos muito mais arriscadas, como um 57 naipado, pares baixos e A5 naipaido, que têm um potencial de levar potes gigantes. Você pode decidir jogar essas mãos de uma posição inicial ou mesmo 3-betar com elas para destabilizar seus oponentes.

Estas são ótimas variações para fazer no seu jogo quando você têm um stack de 200 big blinds. Você pode até mesmo justificar calls em raises e 3-betar em posição com essas mãos se estiver tão deep. Quando você estiver no dia 1 de um grande torneio ao vivo ou for chip leader no dia 2, é provável que você tenha 200 big blinds e poderá adicionar essas mãos à sua estratégia.

Quando você tiver um stack mais curto, digamos 40 big blinds ou menos, você deve fazer dois ajustes. Valorize cartas altas, (blockers) e também leve em consideração sua posição no torneio. As mãos que normalmente podem estar somente acima da média, como K10o ou JQ, tornam-se mais valiosas para tentar roubar os blinds, ou blefar com 3-bet porque você está “bloqueando” as chances de seu oponente acordar com uma mão premium como AK, AQ, AJ, JJ +. Ao segurar essas cartas, há menos combinações dessas mãos premium no baralho que seu oponente possa ter.

Com um stack curto como esse, mãos como 57s e pares baixos, tornam-se menos valiosas porque, se você pegar uma mão alta e rara, você pode ganhar, no máximo, apenas 40 big blinds com elas, e você não bloquea seu oponente de ter mãos premium que ele pode shovar no pré-flop.

Ajustes baseados nos seus oponentes

Seus oponentes. Esse é o outro fator importante que vai determinar como você ajusta sua estratégia. Quando você tem jogadores fracos antes de você, que foldam com muita frequencia para raises, você poderá entrar bastante de limp (apenas dar call) no pré-flop para mantê-los no jogo. Quando há um jogador fraco no big blind, você pode jogar mais loose e entrar em mais mãos. Quando há jogadores que supervalorizam mãos como top pair, você pode optar por dar call nos seus raises com um range pouco maior para que você possa acertar 2 pares+ e dobrar seu stack facilmente.

Por outro lado, se você está em uma mesa com muitos jogadores experientes à sua esquerda, que colocam muita pressão em você, você deve jogar mais tight, optando por jogadas mais conservadoras até que a dinâmica da mesa mude e você esteja em uma posição melhor para assumir mais riscos. Se você está no dia 1, ou na mesa final, é sempre necessário considerar esses ajustes.

Outro ponto a levar em conta para saber o nível da sua mesa é responder essa pergunta sempre em relação ao field. A ideia de jogar mais tight ao estar em mesas com jogadores fortes é tentar esperar para jogar potes com jogadores mais fracos. Ah, e se não houver jogadores mais fracos e todo o field estiver cheio de sikos? Nesse caso, você escolhe o jogador que você considere o pior da mesa e o usa como base dos jogadores que você quer enfrentar. Se você esperar demais, os blinds vão comer suas fichas. Em geral, eu diria que em uma mesa cheia de sicks, eu ainda me inclinaria a jogar um pouco mais tight, pois a melhor estratégia agora é apenas esperar que as pessoas fiquem impacientes e cometam erros enquanto você continua a jogar um poker seguro. Isso é chamado jogar GTO, e não exploitative, uma estratégia na qual você tenta coisas mais ousadas para forçar seus oponentes ao erro.

Então, siga jogando poker da maneira que você conhece e mantenha sua estratégia.Os blinds subindo nada mais é que você jogar stakes mais altos — já que suas fichas valem mais nesse momento. Mas a estratégia de poker em um jogo 1/2 NL vs um jogo NL  50/100 é EXATAMENTE a mesma. A única diferença no seu jogo deve ser baseada no tamanho do seu stack e nos seus oponentes.

GL nas mesas!

 

Faraz Jaka é co-fundador do novo site de poker brasileiro Checkraise. Faraz já acumulou mais de 10 milhões de dólares em torneios ao vivo e online e foi coroado o Jogador do Ano da World Poker Tour em 2010. Você pode seguir suas novidades e atualizações em português no Faraz Jaka Brasil.

 

Curta a página do MaisEV no Facebook siga-nos no Twitter

 

CONFIRA OS MELHORES SOFTWARES PARA JOGAR ONLINE

Faraz Jaka
Faraz Jaka é co-fundador do novo site de poker brasileiro Checkraise. Ele já acumulou mais de 10 milhões de dólares em torneios ao vivo e online e foi coroado o Jogador do Ano da World Poker Tour em 2010. Você pode seguir suas novidades e atualizações em português no Faraz Jaka Brasil
Faraz Jaka

Veja mais:

Salas de Poker