Como o poker pode ajudar seu desempenho no trabalho

Por: 02/07/2019

Entenda como as habilidades no poker podem ajudar na vida profissional e corporativa

poker trabalho

Fonte: Pexels

Quando vamos negociar alguma ação no trabalho, somos tomados por um espírito desafiador e engajado que nos faz alterar desde a postura até o tom de voz, visando convencer nossos colegas de que a nossa ideia é o melhor caminho para atingirmos um determinado objetivo. Esse convencimento da tomada de decisões encontra analogias e, muitas vezes, treinamento, em uma prática que passou de diversão a carreira profissional há não muito tempo.

O poker conquistou o mundo com a sua jogabilidade estrategista. Desde a declaração de que passou a ser considerado esporte mental, assim como o xadrez, tem sido cada vez mais comum ouvir falar sobre o assunto. Como não haveria de deixar de ser, a internet teve papel fundamental na disseminação do poker ao redor do mundo, culminando em uma audiência cada vez maior do jogo.

Apesar de ser um jogo comum em cassinos, a principal diferença do jogo de cartas e dos demais jogos de cassino é que, no poker, os jogadores jogam uns contra os outros, e não contra a casa. Essa diferenciação perdura, inclusive, em ambiente virtual. Em um cassino online, por exemplo, é possível encontrar jogos que testam e melhoram suas habilidades, como o poker ou o blackjack, e jogos que dependem exclusivamente da sorte, como a roleta e o caça níquel online. Ambas as modalidades são clássicos dos cassinos.

Com isso, a procura por campeonatos tem sido cada vez maior. Em 2018, o Main Event da World Series of Poker alcançou um número animador de inscrições. Mas, falando no cenário brasileiro, também há muito o que se comemorar. Apesar da crise econômica, há grandes perspectivas para o crescimento do esporte no Brasil, o que é uma excelente notícia.

noche de poker

Foto: Noche de Poker, por Marce Grez (CC BY 2.0

Segundo dados publicados pela Confederação Brasileira de Texas Hold’em, há cerca de 7,5 milhões de jogadores de poker no Brasil. Dentre eles, há uma gama de nomes bastante conhecidos em meios diversos, como o jornalista Felipe Andreolli, o chef renomado Henrique Fogaça e a atleta Maurren Maggi. Uma vez que o espaço no poker vem sendo cada vez mais conquistado por brasileiros, inclusive aqueles que não eram pessoas públicas anteriormente, o esporte acaba por chamar mais atenção e, consequentemente, promover o crescimento do jogo no país. Assim, há abertura para a criação de torneios nacionais, cujos impactos vão além do horizonte desportivo. Com isso, a profissionalização da categoria passa a ser uma possibilidade mais palpável, gerando amplitude de cargos existentes nos bastidores, como comentaristas especializados na área e, consequentemente, gerando empregos.

É verdade que o poker reúne uma série de habilidades que ajudam não só nas suas partidas, mas que agregam – e muito – em situações diversas, como a vida profissional que mencionamos anteriormente. Além de divertida, é uma prática de alto desenvolvimento pessoal, já que demanda que seus jogadores estejam atentos a toda movimentação e escolha de palavras de seus oponentes, identificar e calcular riscos e, principalmente, traçar estratégias a curto, médio e longo prazos.  Uma partida de poker transpira a concentração e a observação de seus jogadores, uns aos outros.

A maneira como o poker envolve seus praticantes vem conquistando cada vez mais adeptos do jogo, que vieram, posteriormente, a fazer uso de analogias relacionadas ao poker em ambientes profissionais, também conduzidos pela tomada de decisão e estratégia, adicionado à pressão de estar sendo observado o tempo todo durante a partida. Certamente, é uma boa forma de desenvolver e integrar uma equipe visando a alta performance.

Danilo Telles

Danilo Telles

Historiador por formação, conheceu o MaisEV em sua primeira semana de vida, ainda em 2007. Em pouco tempo, tornou-se editor-chefe do site para fazer o que faz de melhor: escrever.
Danilo Telles

Veja mais:

Salas de Poker