Como analisar mãos de poker em 5 minutos

Por: 28/11/2018

Aprenda com o novo artigo do Upswing Poker como analisar mãos de poker e melhorar seu jogo com dois métodos: básico e avançado

como analisar mãos de pokerA diferença entre um jogador de poker forte e um fraco é o que eles fazem depois de uma sessão.

Jogadores fracos jogam mãos de poker e depois esquecem delas. Eles se colocam em situações difíceis e falham em se ajustar baseados em erros passados.

Jogadores fortes estudam as mãos que jogaram. Eles analisam as situações cuidadosamente e tentam da melhor maneira possível eliminar falhas em seus jogos. Quando um jogador forte encontra uma falha, ele a corrige e se preparam para quando uma situação similar aparecer.

Hoje vou mostrar uma rotina curta e prática de 5 passos para você aprender como analisar mãos de poker. Você pode usar essa rotina para estudar após uma sessão, para se aquecer antes de uma sessão, ou sempre que quiser fazer algo produtivo fora das mesas.

Depois, vou compartilhar um método avançado sobre como analisar mãos de poker de uma perspectiva teórica, (escrita pelo colunista do Upswing Poker, Thomas Pinnock), que ajudará a identificar falhas na sua estratégia.

Vamos começar!

Passo 1: Grave as mãos

É imperativo para qualquer jogador de poker que leve o jogo a sério que salve seus históricos de mãos. É claro que isso não é possível para jogadores de poker ao vivo, mas eles podem escrever mãos especialmente notáveis para estudar mais tarde.

Para quem joga online, há vários programas que podem fazer isso por você, como Poker Tracker, Holdem Manager, Hand2Note, etc.

Então, qualquer que seja a situação, você deve ter um método de registrar as mãos.

Passo 2: Prepare seu histórico de mãos e identifique as situações difíceis

Formate seu históricos de mãos da mesma forma todas as vezes para que fique fácil de ler, especialmente se for postar no Fórum MaisEV. Um formato limpo e consistente vai sempre resultar em mais feedback estratégico.

Enquanto você prepara seu histórico de mãos, tente identificar as situações difíceis na mão – aquelas que mais precisam de análise.

Por exemplo, considere a seguinte mão (isso é um screenshot direto do Poker Tracker):

mãos upswing1

O Herói pagar no pré-flop, flop e turn são decisões triviais e fáceis, mas o river é questionável. Então, neste caso, nós queremos descobrir se temos equidade suficiente para pagar no river.

Nós precisamos pagar 28 BB para ganhar 56 BB no river, o que significa que precisamos vencer 33% das vezes versus o range de apostas do vilão no river.

Passo 3: Faça os cálculos

Se você leva o poker a sério, precisa ter um programa que calcule equidades. Há um monte de programas que fazem isso:

Eu prefiro o Flopzilla porque ele tem algumas funções extras, então é o que vou usar neste artigo.

Nota do editor: Para aqueles que não estão familiarizados com o programa, nós usamos caixas vermelhas para destacar informações relevantes em todas as imagens do Flopzilla.

Agora, insira os detalhes da mão no programa (no Flopzilla, a mão do Herói é colocada como “Dead Cards”):

upswing flopzila1

Passo 4: Anote qual foi sua intuição

Pagar no river parece muito loose? Ou parece que é um call rápido?

Faça uma anotação física ou mental do que sua intuição diz sobre essa situação.

Passo 5: Considere perspectivas diferentes

Quando eu estudo, acho útil considerar as perspectivas de alguns tipos diferentes de jogador:

  • O Otimista
  • O Pessimista
  • O Realista

Eu quase sempre começo com O Otimista, que vê o range do Vilão assim:

mãos upswing2

Neste caso, O Otimista assume que o vilão aposta por valor um número normal de mãos e blefa com tudo que não tenha acertado o board. Como resultado, ele faz um call instantâneo no river com 64% de equidade.

Em seguida, eu considero O Pessimista. (Eu vou com os extremos primeiro, porque eles moldam as duas pontas do espectro. Quando eu conheço os extremos, é muito mais fácil achar o meio termo e ter uma visão realista da situação).

O Pessimista vê o range do Vilão dessa forma:

mãos upswing3

Este range de aposta por valor é o mesmo do Otimista, mas o range de blefe é limitado aos melhores combos de blockers, mais precisamente, QT. Mesmo no pior caso nós ainda temos ~31% de equidade. As coisas já estão parecendo muito boas.

Quando o Pessimista tem um resultado tão favorável, não me importo em analisar a mão pelos olhos do Realista, porque também será favorável. Mas para este artigo, vamos ver como O Realista pensa.

Realisticamente, acredito que meu oponente continuará blefando com todos os backdoor flush draws, e todos os  Qx e mãos menores que erraram o board e não formaram flush draws no flop.

Veja como seria esse range:

mãos upswing4

Podemos ver que temos equidade mais que suficiente (40.68%) para pagar nessa situação.

Passo 6: Reflita e faça anotações

Depois de analisar suas mãos, certifique-se de fazer anotações sobre as diferenças entre seus pensamentos iniciais – que baseado na minha experiência, são sempre otimistas – e os resultados realísticos. Com o tempo, isso vai ajudá-lo a melhorar sua intuição estratégica.

Encerramento da análise de mãos em 5 minutos

Análise de mãos é o pão com manteiga do poker fora das mesas, e repetir este método rápido certamente fará de você um jogador melhor. Se você realmente quer melhorar no poker, acho que deve analisar pelo menos uma mão todo os dias para manter suas habilidades afiadas e seu gráfico para cima.

Agora, vamos ver como é o método avançado de como analisar mãos de poker por uma perspectiva teórica. Diferente do método de 5 minutos, que vai ajudar a encontrar a melhor jogada em um vácuo, o seguinte método vai ajudá-lo a encontrar a melhor jogada dentro de sua estratégia geral.

 

Análise avançada de mãos de poker

Se você quer descobrir a melhor maneira teórica de enfrentar uma situação e/ou identificar falhas na sua estratégia, esta seção é para você.

Veremos duas técnicas: uma para quando você estiver atacando (apostando ou aumentando) e uma para quando estiver defendendo (enfrentando uma aposta ou raise). Vou analisar técnicas para ambas as situações neste artigo, e ver um exemplo de uma mão do ponto de vista de ambos os jogadores para que você possa ver o método em ação.

Quando você dominar essas técnicas, sua confiança para enfrentar situações difíceis estará nas alturas.

Frequências mínimas de defesa (MDF) são seu escudo

Frequência mínimas de defesa (MDF) é a frequência com que você precisa continuar quando enfrenta uma aposta para que as mãos do vilão que tem zero equidade sejam indiferentes ao blefe.

Em outras palavras, o MDF é a fração do seu range com que você precisa continuar quando enfrenta para evitar que o Vilão tenha lucro blefando com quaisquer duas cartas.

Por exemplo, se o vilão aposta 75% do pote, seu MDF pode ser calculado como 57.14%. Então você precisa continuar com aproximadamente 57.14% do seu range contra esta aposta para evitar que o vilão consiga te explorar ao blefar muito – ou pouco.

Pot odds são sua espada

Pot odds o ajudam a decidir com que frequência você precisa blefar para fazer os bluff catchers do vilão indiferentes a sua aposta. Neste sentido, pot odds estão relacionados à frequência com que você blefa quando faz uma aposta.

Em cada street, podemos deixar o vilão indiferente ao call ao desistir de blefes proporcionalmente às pot odds que damos quando fazemos nossa aposta.

Por exemplo: se você aposta 75% do pote no river, as pot odds que o vilão recebe para pagar são 30%. Isso significa que o vilão precisa estar correto 30% das vezes para pagar com seu bluff-catcher mais fraco. Em essência, você pode reduzir o EV da decisão do vilão à zero ao blefar exatamente 30% das vezes – o vilão não conseguirá te explorar ao foldar muito ou pouco na sua aposta.

Vamos trabalhar de trás para a frente para determinar as frequências ótimas no turn e no flop (assumindo a mesma aposta de 75% do pote). No river, você precisa desistir de 30% de seu range de apostas do turn, enquanto apostará com os 70% remanescentes.  Se 70% das mãos com que você aposta são mãos com valor, então a proporção de suas mãos que são apostas por valor no turn são 70%*70% = 49%.

Repetindo este processo para o flop (49%*70%), vemos que a proporção de mãos por valor no flop é 34.3%.

Em, outras palavras, para fazer com que os bluff-catchers no range do vilão indiferentes ao call precisamos ter uma frequência de apostas por valor de aproximadamente:

  • 3% no flop (65.7% blefes)
  • 49% no flop (51% blefes)
  • 70% no flop (30% blefes)

… e desistir de uma média de 30% do nosso range em cada street.

Isso assume que nossos blefes não tem chance de vencerem se formos pagos. Entretanto, se nossos blefes tem equidade, podemos nos safar com mais frequência ao blefar – apostar menos vezes por valor do que os números mostram acima. Isso considera o fato de que nossos blefes têm chance de se tornarem apostas por valor em streets posteriores.

Mão de Exemplo:

Vamos usar o MDF e pot odds para analisar o seguinte histórico de mão da perspectiva de ambos os jogadores.

NL100, 100BB de Stacks Efetivos

Pré-flop
Chega em fold até o CO, que abre pra 2.25BB, 2 folds, BB paga.

Flop (5BB) A♥ T♦ 6♠
BB check, CO aposta 3.75BB, BB paga

Turn (12.5) 2♠
BB check, CO aposta 9.38BB, BB paga

River (31.26BB) 3♣
BB check, CO aposta 23.45BB, BB paga

Começaremos com o jogador no big blind.

Defendendo do BB

NL100, Stacks efeticos de 100BB

Chega em fold até o CO que abre para 2.25 BB, Herói paga no BB

mãos upswing5

Flop (5BB) A♥ T♦ 6♠

Herói dá check, CO aposta 3.75 BB, Herói…?

CO aposta 75% do pote então o MDF do Herói é 57.14%

Primeiro, vejamos como nosso range pré-flop se compara com o range pré-flop do CO:

mãos upswing6

Vemos que nosso range tem apenas 47.01% de equidade, o que significa que estamos em desvantagem. Como resultado, é ok para nós foldar ligeiramente mais mãos no flop do que o requerido por nosso MDF. De outra forma, terminaremos com um range muito fraco quando chegarmos ao river e só então seremos forçados a foldar.

(O flop é a melhor street para over-fold porque o pote é menor e investimos menos).

mãos upswing7

Range para o BB continuar vs range de c-bet no flop do CO (66,A9s-A2s,KTs,K6s,QTs,Q6s,J6s,T8s-T4s,96s+,86s+,ATo-A8o,A5o-A4o,KJo-KTo,QTo+,JTo,T9o,98o)

Nós escolhemos continuar com 188 das 354 combinações pré-flop com que iniciamos. Isso representa uma frequência de defesa de 53.11%.

Algo notável: apesar de serem maiores em força absoluta, as mãos 99-77 tem menos equidade contra o range de valor do vilão do que mãos como J6s ou 98o:

mãos upswing8

Dada a vantagem do range do vilão (e em nome da simplicidade), vamos dar call com todo o nosso range. Mãos fortes que podem levar check-raise como 66 ou Ato continuarão em nosso range de call para evitar que o vilão faça over-betting agressivamente em streets posteriores.

Turn (12.5) 2♠
Herói dá check, CO aposta 3.75 BB, Herói…?

CO aposta 75% do pote, então o MDF do Herói é 57.14%

mãos upswing9

Range para o BB continuar vs range de c-bet no flop do CO (66,A9s-A2s,KTs,K6s,QTs,Q6s,J6s,T8s-T4s,96s+,86s+,ATo-A8o,A5o-A4o,KJo-KTo,QTo+,JTo,T9o,98o)

O 2♠ não muda nada. Isso não ajuda muitos blefes do CO e só traz um backdoor flush draw. Contra esta aposta de 75% do pote nós escolhemos defender 110/187 combinações = 58.82% do nosso range.

Nossas mão Tx mais fracas sem um flush draw podem ser foldadas. Nossos gut-shots agora são muito fracos para continuar sem um flush draw – os únicos draws que são suficientemente fortes são 9s8s, 9s7s, 8s7s. Você pode escolher dar check-raise com esses draws, junto com seu set de 66, por causa de seu valor de showdown baixo e alto potencial de draw. Para dar sequência a esse exemplo, também vamos dar call com esse range.

River (31.26BB) 3♣
Herói dá check, CO aposta 23.45 BB, Herói…?

CO aposta 75% do pote, então o MDF do Herói é 57.14%

mãos upswing10

Range para o BB continuar vs range de c-bet no river do CO (66,A9s-A6s,A3s-A2s,T6s,ATo-A8o,A5o-A4o)

O river é o 3♣ trazendo o backdoor straight mas impedindo o backdoor flush. Aqui precisamos foldar todos os nossos Tx e alguns dos Ax mais fracos. Escolhemos defender com 63/109 das mãos = 57.8% do nosso range.

Atacando do CO

NL100, 100BB de Stacks Efetivos

Pré-flop
Chega em fold até o CO, que abre pra 2.25BB, 2 folds, BB paga.

mãos upswing11

Flop (5BB) A♥ T♦ 6♠
BB dá check, Herói…?

Primeiro precisamos fazer um plano de ataque. Para este exemplo, podemos escolher uma estratégia simples de ataque de apostar três streets com nossas mãos de valor com 75% do pote em cada street. A pergunta então se torna: quais são nossas mãos de valor?

Para descobrir isso, precisamos considerar todas as nossas mãos e a equidade delas contra as mãos que esperamos que o vilão pague todas as streets, considerando outs relativamente neutros.

mãos upswing12

De nossa análise do BB acima, vemos que o vilão precisa pagar com a maior parte de seu range de Ax. Podemos mapear a equidade de todas as nossas mãos contra o range do vilão para continuar em três streets no Power-Equilab. Usando todos os Ax+ do range comendado de BB vs CO do Upswing Lab, vemos que a mão mais fraca tem mais que 50% de equidade contra este range é A9o com 56.5% de equidade.

56.5% é um range bem apertado – não estaremos confortáveis em pagar um check-raise no flop ou turn. É forte o bastante para apostar duas streets por valor, mas precisamos escolher uma de três linhas com essa mão:

  • Apostar flop, apostar turn, check behind river
  • Check behind flop, apostar turn, apostar river
  • Apostar flop, check behind turn, apostar river

Para este exemplo, escolheremos check behind A9 no flop e tentar valor em três streets com AJ+.

mãos upswing13

Range do CO no flop vs BB

Range de valor no flop: AA,TT,66,ATs+,A6s,T6s,ATo+

Contando o número de mãos em nosso range, vemos que temos 451 combinações depois de remover as cartas do board. Nosso range de valor tem 58 combos, ou 12.86% de todo nosso range pré-flop. Daí, calculamos o número mínimo de blefes que precisamos se escolhermos apostar 75% do pote em todas as três streets.

Sabemos que no máximo 34.3% do nosso range no flop deve ser de mãos de valor, então nosso range de aposta no flop deve ser pelo menos 58/0.343 = 169.1 combos. Isso significa que precisamos de pelo menos 169.1 – 58 = 11.1 combos de blefes. (Lembre-se que quanto mais equidade nossos blefes tiverem, mais frequentemente poderemos blefar).

Quando selecionamos blefes, procuramos escolher mãos com bom valor de draw e/ou baixo valor de showdown. Um dos melhores candidatos a blefe é 98o – tem pelo menos 4 outs para um gut-shot straig draw pro nuts mas quase nunca vencerá no showdown. 84s é outro bom candidato porque não tem valor de showdown.

Mãos com 6x são candidatos razoáveis para blefe por algumas razoes: tem 5 outs para dois pares ou trincas, pode colocar pressão em pares maiores, é pago por draws e tem folds de mãos com até 30% de equidade, de overcards e par.

mãos upswing14

Range de blefe no flop 55-22,KJs+,K6s,QJs,Q6s,J6s,95s+,84s+,74s+,63s+,53s+,43s,32s,KJo+,QJo,98º

Escolhemos defender com 159/451 das mãos = 35.25% do nosso range. Quando apostamos, nossa frequência de aposta por valor é 58/(58+159) = 26.7%. Você pode pensar que isso é pouco, mas lembre que nossos blefes tem boa equidade e que temos vantagem de range então nossos blefes no flop são ligeiramente mais lucrativos.

Turn (12.5) 2♠
BB dá check, Herói…?

mãos upswing15

Range do CO no turn vs BB

O 2♠ não muda nada. O único blefe que melhorou para uma aposta por valor é par de 2. Entretanto, conseguimos alguns backdoor flush draws e mais alguns gut-shot straight draws com 54s/53s/43s.

  • Range de valor no turn AA,TT,66,22,ATs+,A6s,T6s,ATo+

Escolhemos defender com 61/213 das mãos = 28.64% do nosso range no flop. Para equilibrar isso, precisamos escolher alguns blefes para que pelo menos 49% do nosso range de apostas no turn sejam mãos com valor. Sabendo disso, calculamos que precisamos de pelo menos 63.5 combos de blefes para equilibrar nossas 61 mãos cp, valor.

Olhando para nossos blefes, precisamos escolher mãos que possamos desistir ou arriscamos blefar demais. Combinações como 33-55 ou 8♣4♣ podem ser desistidas no river porque tem pouco valor de draws.

Mãos como KQ tem 4 outs para gut-shot com os 6 outs para o 2º par que pode vencer no showdown. Entretanto, se apostarmos no turn, o range de continuação do vilão encolhe para JT+, significando que os 6 outs para o 2º para não serão mais suficientes para vencer o pote.

32s vira um par fraco, e podemos usar os 5 outs para dois pares ou trinca para apostar no turn. 54s/53s/43s também podem se aproveitar da equidade extra do gut-shot para continuar blefando. Também continuaremos blefando com todos os backdoor flush draws. Continuaremos blefando com nossos 6x mais fracos porque nossos 6x mais fortes ainda podem vencer no showdown se o oponente der check.

  • Range de blefe no turn: J6s,96s+,86s+,76s,63s+,53s+,43s,32s,KsQs,KsJs,QsJs,9s5s,8s5s,7s5s,8s4s,7s4s,98o

Escolhemos continuar com 68 combinações de blefe = 31.92% do nosso range de apostas no flop. Daremos check/fold com 84 combinações = 39.44% do nosso range. Isso é maior que a proporção de fold de 30% que estamos procurando, mas é um resultado de ser “azarado” com uma carta inútil no turn.

River (31.26BB) 3♣
BB dá check, Herói…?

mãos upswing16

Range do CO no river vs BB

O 3♣ é uma carta boa para o nosso range. Fazemos o nut straight com 54s e alguns dois pares com 63s e 32s.

  • Range de valor no river: AA,TT,66,22,ATs+,A6s,T6s,63s,54s,32s,ATo+

Isso nos dá um total de 69/125 combinações = 55.2% para apostar por valor. Quando apostamos 75% do pote, precisamos blefar no máximo 30% das vezes para tornar que o vilão fique indiferente a pagar com seus bluff-catchers. Já que nossos blefes não tem equidade, e o range de continuação do vilão irá bloquear parte do valor do nosso range, não podemos blefar mais do que 30% das vezes e manter o balanceamento.

  • Range de blefe no river: 97s+,87s,9s5s,8s5s,7s5s,8s4s,7s4s,98o

Quando optamos apostar por blefe no river, escolhemos mãos com o menor valor de showdown e/ou mãos que bloqueiam bastante o range de continuação do vilão mas não seu range de fold. Aqui nós blefamos com todos as mãos com 9+ ou mais fracas com um total de 29 combinações, significando que nossa frequência de blefe quando apostamos é 29/(29+69) = 29.6%.

Encerrando

Por hoje é só, pessoal! Como sempre, se tiverem qualquer dúvida ou feedback sobre este artigo de como analisar mãos de poker, não hesitem em comentar abaixo. Boa sorte, grinders!

 

 

Este artigo sobre como analisar mãos de poker foi publicado originalmente no site Upswing Poker, onde Doug Polk, Ryan Fee e Parker Talbot dão cursos especializados nas várias modalidades de poker.  Conheça as tabelas pré-flop gratuitas, com indicação das melhores mãos para aumentar e inicie no poker da maneira certa.

Upswing Poker
Upswing Poker é a escola de poker de Doug Polk e Ryan Fee, jogadores profissionais de high stakes com três braceletes da WSOP. Clique nos links e confira as tabelas gratuitas de jogadas pré-flop.
Upswing Poker

Veja mais:

Salas de Poker