Cinco dicas para defender seu big blind em torneios com Benjamin “bencb789” Rolle

Por: 23/09/2020

Em um vídeo recente do canal Raise Your Edge, Benjamin Rolle explicou o conceito de implementar equidade, articulou com um solver e compartilhou suas melhores práticas para jogar no big blind. Neste artigo, transcrevemos e traduzimos a explicação de “bencb789”

bencb big blindOlá! Hoje vou dar algumas dicas de como defender o big blind. Mas primeiro, precisamos discutir um conceito muito importante – implementação de equidade.

Com certeza você sabe o que são pot odds, outs, e equidade de mãos. Entretanto, há nuances para essa simples matemática do poker. Se estivermos em um pot de $100 com uma mão com 30% de equidade, isso não significa que nossa expectativa é $30. Fora de posição, ganharemos menos. O quanto, depende da implementação da equidade da nossa mão.

Digamos que temos KJo, stacks de 50 blinds, um pote de $100, 40% de equidade pré-flop contra o cutoff. O quanto do pote precisamos ganhar com o tempo? $40? Errado. Eu posso mostrar os números.

bencb bb 1

Esse é um exemplo de defensa de big blind contra o hijack sem ante, mas isso não é importante nesse exemplo.

Na linha de open range do HJ você vê um range bastante padrão. Contra este range, a realização de equidade do KJo é em média 73%. Nós frequentemente teremos que foldar em flops com ases – às vezes foldaremos nossa melhor mão, em muitos casos nossa pior, mas com alguma equidade. Vamos supor que a equidade seja apenas 10-15%, mas ela corresponde a 10-15 dólares, o que não conseguiremos ganhar porque foldamos as cartas. Diferente do nosso oponente, não podemos dar check e ganhar uma carta grátis. Quando jogamos fora de posição, a implementação de equidade sempre será menor que 100%, enquanto a do nosso oponente em posição será maior.

Multiplique 73% por $40 e terá uma expectativa de $29.2. Esta é q quantia que ganharemos no longo prazo, defendendo nosso big bilnd em um pote de $100.

Agora os pot odds entram em jogo. O vilão abriu com um mini raise, nos dando uma chance de 20% de pagar. Assim, devemos defender com qualquer mão que nos dê mais de $20 no longo prazo.

Vejamos a tabela de implementação de equidade para todas as mãos contra um raise do cutoff.

bencb bb 2

Os números mudarão dependendo da posição do agressor. Quando a equidade da mão multiplicada pela equidade realizada é abaixo do limite definido pelos pot odds, devemos desistir. Para que ter 35% de equidade só podemos realizar pouco mais da metade? Proteger uma mão assim sempre levará a perdas.

Mas é claro que você não precisa memorizar todos esses números. É suficiente entender que mãos estão no limite.  Ases offsuit fracos são muito ruins em implementar equidae contra jogadores nas posições iniciais e só funcionam bem contra ranges grandes co cutoff e button.

Agora que explicamos o que é implementação de equidade, podemos avançar para o tópico mais importante – dicas de como proteger o big blind.

1. Quanto menor seu stack, maior deve ser seu range de proteção.

bencb bb 3

A imagem mostra nossa estratégia contra um jogador no UTG que abriu com um raise de 2.5x com stack de 100bb. Nossa defesa é bem conservadora porque implementar equidade com mãos como K9o não é nada bom. A equidade direta dessa mão contra o range do UTG é 34%, e a realização não é maior que 60%. No fim das contas nossa equidade corresponde a 21%, e contra um raise de 2.5x isso não é suficiente.

Você não precisa decorar todos os ranges. Rapidamente você vai começar a diferenciar entre as mãos que precisam ser protegidas o tempo todo das que estão no limite. Mãos que são marginais contra um raise de um jogador forte podem ser jogadas fora. Não há sentido em lutar por uma expectativa de quase zero.

Em comparação, veja a estratégia de jogar com stacks de 20bb contra um raise de 2.2bb.

bencb bb 4

Estamos defendendo com um range maior, e a razão não é apenas o raise menor. O motivo principal é a implementação de equidade. É maior em stacks menores.

Por que?  Imagine que de algum jeito você acertou bem o flop. Na maioria das vezes, check-push é a melhor jogada. Isso é ainda mais lucrativo em stacks de 10-15 big blinds. Mas quando você tem 100 big blinds para trás, não pode dar check-shove em mãos feitas ou draws.  Em um flop 954r, check-shove com T9o não é uma jogada lucrativa para proteger sua equidade.  Sendo assim, com stacks de 20bb, podemos jogar muito mais agressivo, o que por sua vez nos permite realizar uma equidade muito melhor.

A ação correta na teoria, que muitas gente descobri por si nos short stacks, é dar check com mais frequência no flop. Continuation bets frequentes se tornam menos lucrativas devido ao fato de que muitas vezes o oponente dará check-shove, especialmente em boards com draws. Assim, damos check com algumas das mãos com que teríamos dado bet-fold. E isso naturalmente leva ao fato que o jogador no big blind vê turns grátis mais frequentemente, aumentando a realização da equidade dele.

A tabela a seguir mostra a porcentagem de equidade realizada quando defendemos o big blind em stacks de 15 blinds.

bencb bb 5

Veja: até uma mão como A3o realiza 67% de equidade!

E aqui está a tabela para 30bb.

bencb bb 6

A3o – 57%! Uma diferença enorme.

Você entendeu a ideia geral: quanto menor for o stack efetivo, melhor será realizada a equidade do big blind.

2. Para blefes com stacks mais deep, escolha suited connectors fortes.

Não 54s, mas, digamos, JTs, T9s, Kxs e Axs fortes.

Esta é a teoria contra o UTG em stacks de 100bb:

bencb bb 7

3-bet-folds estão marcados de azul.

Como você pode ver, estamos blefando com algumas mãos bem fortes! A reação natural para o oponente será pagar. E por sinal, temos que jogar contra jogadores recreativos, porque não precisamos balancear o range contra eles. Contra regulares, entretanto, não podemos nos dar ao luxo de ter um range de 1% de 3-bet com o big blind – aí não termos valor com nossos Ases e Reis. 3-betar com QJs e QTs são ações bem positivas: Nós forçamos nosso oponente a foldar KJo, KTo, às vezes até KQo, e também temos um bom potencial para o pós-flop devido à jogabilidade da nossa mão.

E aqui está a estratégia para 30 big blinds.

bencb bb 8

Mas esta não é única maneira possível. Algumas podem dizer, “Ben, eu vi os ranges do Monker e ele aconselha 3-betar com mãos offsuit com figuras, especialmente contra jogadores em late position – Q7o, K4o, etc.” Bem, isso é perfeitamente razoável. Entretanto, não se esqueça de que somos humanos e as soluções do solver são as soluções da máquina. Nossos 3-bets ainda serão pagos, e mãos offsuited com figuras são muito difíceis de jogar pós-flop, se você não acertar um par não terá um draw com elas. Ter um blocker nos dá um pouco mais de EV pré-flop às custas de fold equity adicional, mas as dificuldades pós-flop compensam, porque não podemos jogar pós-flop com perfeição de computador. É muito mais fácil navegar com mãos como 97s, 76s, 65s. Você também pode jogar contra seu oponente: 3-bet com mãos conectadas contra jogadores mais passivos, e 3-bet com mãos como A9o contra os mais agressivos, que dão 4-bet por blefe com blockers como A4s, A5s.

No geral, ambas as estratégias são boas, e só peço que você veja as coisas de uma perspectiva maior. O que os solvers mostram é opcional. Eles podem escolher as mãos baseadas no nível de jogo pré-flop deles, mas nós jogamos bem diferente.

3. Defenda com muitas mãos offsuit contra raises de jogadores em late position, mas jogue tight contra raises de early position.

Vamos ver a estratégia contra o cutoff com stacks de 50bb.

bencb bb 9

Estamos defendendo com muitos Q e K offsuit! Aqui é como jogamos contra jogadores em early position:

bencb bb 10

Contra um raise standard de 2.3bb, os limites de defesa são K8o e Q9o. (Contra um minraise, o range de defesa se expande consideravelmente). Até alguns ases offsuited foldam. O motivo, como lembramos, é a pobre implementação de equidade.

4. Defenda com range maior contra jogadores que fazem pouco cbet.

Este conselho não é teórico, mas prático. 80% de continuation bet em posição é uma estratégia inteligente. Quando você joga com estatísticas e vê que o c-bet em posição do seu oponente é  60-70%, o range de proteção precisa ser expandido, porque este jogador nos permite ver o turn mais vezes e realizar uma melhor equidade. Qualquer Ás e muitas outras mãos marginais podem ser defendidas contra ele. Isso não é uma fonte de dinheiro, mas os benefícios se acumulam no longo prazo.

E se a sala que você está jogando não aceita softwares de estatísticas? Observe os oponentes e diminua o número de mesas. Quando o vilão dá check bhind em um board onde ele tem que apostar com todo o range, como Ax Kx ou Kx Qx, você não precisa de um HUD para deduzir o percentual de cbet dele, nem de uma grande número de mãos.

O oposto seria se ajustar para um jogador que dá cbets continuamente e continua apostando nas próximas streets. Contra maníacos, você pode foldar mais mãos marginais, jogar com um range mais conservador e puní-los com combinações fortes. Em teoria, check-raises são uma boa contra-estratégia contra ranges amplos de continuation bet, mas jogadores mega agressivos normalmente sabem como blefar 3-betando, nos forçando a jogar pelo nosso stack com combinações marginais mais frequentemente. Isso é possível para alguns, mas para o resto eu aconselho parar e esperar mãos melhores. Meias medidas contra agressores não funcionarão – eles estão prontos para responder à altura.

Meu último conselho também é prático.

5. Se envolva em potes contra jogadores recreativos.

A teoria nos mostra o limite aproximado de proteção. Isso pode ser expandido contra jogadores fracos. Entretanto, se começarmos a defender com mãos ruins, a diferença no nível de jogo não compensará a falta de força da mão. Então, quando você começar a expandir seu range de proteção, não exagere.

Mas é claro que isso é um conselho muito genérico. Os ajustes exatos dependem do tipo de oponente, posição e stacks efetivos. Mas estou apenas sugerindo que se lembre de que quando um jogador fraco entra no pote, não devemos adotar uma estratégia automática por padrão. O limite de defesa contra o MP em stacks de 50 blinds é T8o. Contra um amador fraco, você provavelmente pode defender bem com T7o, T6o, 97o, o seja, adicionamos uma ou duas mãos de cada coluna. Sua intuição e experiência devem ajudar a fazer os ajustes necessários. É importante entender exatamente como vamos superar o oponente, quais são suas fraquezas. Se classificarmos alguém como um jogador fraco mas não pudermos explicar o porque ele é ruim, talvez seja apenas nosso ego falando.

É claro que devender o big blind é um tópico muito vasto. Posso falar disso por cinco horas. Não há fórmula mágica, você tem que trabalhar duro. Espero que minhas cinco dicas o coloquem na direção correta.

 

Caso precise comprar fichas para as principais salas de poker, indicamos a DM Créditos

Danilo Telles

Danilo Telles

Historiador por formação, conheceu o MaisEV em sua primeira semana de vida, ainda em 2007. Em pouco tempo, tornou-se editor-chefe do site para fazer o que faz de melhor: escrever.

Veja mais:

Salas de Poker