Resumo GPL Dia 7 – Mojave Runna Como Deus e Liv Boeree Aplica Slowroll em Jungleman12

Por: 19/04/2016

Mojave levou o SP Mets de volta à zona de classificação.

mojave vitória spmets

A terceira semana começou excelente para o São Paulo Metropolitans. Graças a uma fenomenal performance de Felipe Mojave, a equipe somou 12 dos 14 pontos possíveis e deixou a lanterna da conferência América. Claro que Mojave teve uma excepcional corrida de cartas, como você verá abaixo, mas fez o que deve ser feito e puxou importantes pontos para o Mets.

Também não faltaram jogadas controversas. Alguns blefes e algumas mãos em que o paulista pediu mesa em posição merecem ser revistas.

Abaixo, as principais mãos:

Mão #1 (04:15:30):Felipe aplica uma 3-bet com 65 em posição contra o sueco Anton Wigg, com AK (AntesVante no PokerStars), fica gigante em um bom flop e manda o sueco para valuetown.

Mão #3 (04:18:46): Mike McDonald vê a ação esquisitar com par de ás e faz um belo fold no river.

Mão #4 (04:23:09): Mojave defende o big blind e flopa dois pares.

Mão #21 (04:46:45) Mojave elimina Anton Wigg.

Mao #27 (04:41:10) Tyler Kenney força o fold de Felipe, com top pair.

Mão #40 (05:08:01): Felipe orbiga Mike McDonald a largar a melhor mão no river.

Felipe e Tyler começaram o heads-up com stacks parelhos, com o americano com uma leve vantagem. Tyler ocupou boa parte do duelo na liderança, mas Felipe conseguiu virar o jogo e poderia ter ganho na mão 73, quando pôs o jogador do New York Rounders em all-in. Porém, seu A7 segurou e já com os blinds grandes, o americano fechou o jogo na mão 79.

Na segunda partida, Felipe também seguiu correndo bem. Ele flopou TPTK em um 3-way pot e chegou a liderança logo no início. A primeira mão controversa ocorreu na mão 16 (06:08:58), quando Felipe pediu mesa com trips e um bom kicker contra Jake Cody, também com trips e um kicker pior. Provavelmente Felipe tenha achado que o britânico estivesse com um range um pouco mais sólido no UTG+1, além do flush no river também ter travado um pouco a ação.

Na 20ª mão (06:13:54), Felipe faz uma trinca com seu KK, mas não consegue extrair ao optar por uma linha conservadora ao não aplicar uma 3-bet contra o raise de McDonald pré-flop.

Já na mão 22(06:16:30), em um 3-bet pot contra Maria Ho, Felipe surpreende ao mesar em posição com um overpair após dois barris da americana.

Mas o jogador do São Paulo Mets segue crescendo seu stack e seus oponentes começam a ser eliminados. O brasileiro quase elimina Tyler Kenney na mão 54 (06:47:21), mas o river mantém o jogador do New York na briga.

Na mão 95 (07:16:00), Felipe elimina Anton e começa o heads-up com 64K fichas, contra 86K de Kenney, um cenário bem semelhante ao do primeiro duelo.

Aos poucos Felipe vai diminuindo a vantagem e, mais importante vai fazendo o americano gastar seu próprio tempo. Na mão 110 (07:25:49), uma troca de raises termina com Felipe colocando Tyler em all-in. Depois do tank, o blefe não passa, e Tyler vira o jogo. Porém, Felipe logo retoma a ponta e com o americano em “hot seat”, com apenas dois segundos para agir, é praticamente uma questão de tempo para fechar o jogo.

Tyler chega a ficar sitout e a não conseguir agir, foldando mãos fortes como A-7.

Na mão 137, Felipe conquista, enfim, a primeira vitória do São Paulo Metropolitans.

Com o belo resultado o SP Mets pula para o quarto lugar, dentro da zona de classificação, empatado com o Los Angeles Sunset e com o Las Vegas Moneymakers. Agora será importante que a equipe vença alguns jogos de heads-up para seguir perto dos times da zona de classificação.

Jungleman12 segue com péssima performance.

Daniel Cates, o jungleman12 dos high stakes online é um dos jogadores mais badalados da Global Poker League. Com um temperamento passional e muita ousadia, é sempre interessante ver os jogos do craque. Porém, ele segue somando poucos pontos para o Berlin Bears, que continua na lanterna da conferência América.

O americano até começou bem ao aplicar um belo blefe em Fabrice Soulier na 27ª mão do primeiro jogo desta terça-feira (01:09:40). Logo depois ele tentou repetir a estratégia, mas desta vez pegou Liv Boeree com semi nuts e dobrou o stack da inglesa (01:36:25), até então bem short.

O homem da selva durou até a mão 69 (01:49:30), quando achou Max Pescatori com uma mão premium e acabou somando seu único pontos nos jogos 6-max até então. O russo Andrey Pateychuk venceu Max Pescatori no heads-up e mostrou a força do time de Moscou.

No jogo 2, o momento mais interessante foi na mão 41 (03:10:45), quando Cates shovou seu Q9 e Liv, com AA decidiu tirar um sarro de Daniel e aplicou um slowroll. Um flush draw ainda permitiu alguma tensão, mas sem acertar nada, jungleman12 acabou eliminado mãos depois.

Liv correu bem e venceu o duelo contra Weiyi Zhang, da surpreendente equipe Hong Kong Stars, empatada em primeiro lugar com 31 pontos. A liderança, pelo critério do número de vitórias é do Paris Aviators.

classificação eurásia week 3

 

classificação america week 3

 

 

Curta a página do MaisEV no Facebook e siga-nos no Twitter

VEJA OS MELHORES SOFTWARES PARA SIT’N GO’S.


Veja mais:

Salas de Poker