Para Fugir de Impostos, Jogador Alemão Diz Que Poker é Jogo de Azar

Por: 03/11/2012

Para não pagar impostos sobre seus US$1.3 milhão em premiações de torneios ao vivo, Scharf disse à justiça alemã que o poker é um jogo de azar, e que “qualquer um pode ganhar no jogo de poker”.

Mas a desculpa não colou para as autoridades de Cologne, sua cidade natal. Segundo a legislação germânica, apenas os ganhos de jogadores recreativos estão livres de impostos, e esse não é o caso de Scharf, que tem no poker sua principal fonte de renda.

Para o juiz do caso, que reconheceu que jogadores profissionais usam suas habilidades analíticas para diminuir os efeitos da sorte, Eduard Scharf deve pagar sua contribuição ao governo, já que por estarem diretamente ligados à sua habilidade, seus ganhos no poker contam como renda comercial.

Eddy Scharf é um conhecido jogador profissional alemão, com várias mesas finais do WSOP, incluindo dois braceletes, além de mesas finais em eventos do WPT. Ele também é um ex-integrante do antigo time de Red Pro’s do Full Tilt.

 

Historiador por formação, conheceu o MaisEV em sua primeira semana de vida, ainda em 2007. Em pouco tempo, tornou-se editor-chefe do site para fazer o que faz de melhor: escrever.

Veja mais:

Salas de Poker