Howard Lederer Finalmente Se Desculpa Por Escândalo do Full Tilt

Por: 24/05/2016

Howard Lederer usou o blog de Daniel Negreanu para se desculpar pelos escândalos do Full Tilt na Black Friday

Howard Lederer

Cinco anos. Este foi o tempo necessário para que Howard Lederer, um dos fundadores do Full Tilt, outrora segunda maior sala de poker do mundo e uma das empresas mais bem-sucedidas do mercado, se desculpasse pelo escândalo que deixou milhares de jogadores com dinheiro bloqueado em suas contas até hoje.

LEIA MAIS SOBRE A BLACK FRIDAY

Ironicamente, Lederer fez seu mea culpa através do blog de um de seus maiores críticos, Daniel Negreanu.

Segue abaixo, na íntegra, a declaração de Howard Lederer.

Estou escrevendo para me desculpar para todos na comunidade do poker, especialmente para todos os jogadores que tinham dinheiro no Full Tilt em 15 de abril de 2011. Quando o Full Tilt fechou em 2011, houve um déficit nos fundos, uma desgastada venda para recuperar estes fundos, e um grande atraso em pagar os jogadores. Nesse período, houve poucas explicações para o atraso, e nenhuma desculpa. Os jogadores se sentiram traídos. Eles confiaram no site, e confiaram em mim, e eu não correspondi a essa confiança.

Eu assumo total responsabilidade pela falha do Full Tilt em proteger os depósitos dos jogadores, o que levou à Black Friday. O déficit nos fundos nunca deveria ter acontecido. Eu deveria ter supervisionado melhor ou me certificado de que os responsáveis estivessem supervisionando. Eu fui o fundador da empresa que lançou o Full Tilt, e me tornei o rosto da administração da empresa na comunidade do poker. Muitos dos nossos jogadores jogavam lá porque confiavam em mim.

Embora eu já não estivesse mais supervisionando as operações cotidianas, minha falta de atenção aos dois anos que levaram à Black Friday colocaram os depósitos dos jogadores em perigo. Meu envolvimento no Full Tilt entre 2003 e 2008 me colocou em uma posição única de confiança – uma confiança que eu desapontei ao falhar em garantir que o Full Tilt fosse devidamente administrado quando saí da empresa em 2008. Minha falha em me certificar de que houvesse supervisão apropriada quando saí resultou no  que começou a se desdobrar na Black Friday. Os jogadores não conseguiam mais receber seu dinheiro por pelo menos um ano e meio, e para muitos, esse tempo têm sido muito maior. Eu fui um jogador de poker por toda a minha vida adulta. Eu sei da importância de ter acesso ao bankroll. As oportunidades perdidas, a frustração e ansiedade que muitos dos clientes do FTP experimentaram nesses anos é inaceitável. Não posso me desculpar o suficiente pelo que aconteceu.

Durante a ascensão do Full Tilt, eu recebi muitos elogios. Não consegui enxergar na época, mas eu deixei as manchetes me mudarem. Nos primeiros anos após a Black Friday, eu dei desculpas, para meus amigos, minha família, e eu mesmo, dizendo não ser o vilão ou não estar errado. Nos meses que seguiram a crise, eu foquei minhas energias em tentar negar as alegações que de fato não eram verdadeiras. Eu me convenci que fui uma vítima das circunstâncias e que a crítica era injustamente direcionada a mim em vez de outros. Eu não consegui enxergar o todo.

Em um casamento no outono de 2014, eu estava sentado do lado de um amigo, falando sobre o Full Tilt. Eu estava resmungando sobre como minha vida tinha se tornado injusta. Meu amigo não deixou barato. Vou parafrasear aqui, mas ele disse “Howard, não interessa se você sabia sobre o déficit ou o que você fez pra ajudar os jogadores a receberem. Eles sentem que você mentiu pra eles. Você era a face da empresa na comunidade do poker. Milhares de jogadores jogavam lá porque confiavam em você. Muitos profissionais representavam o site porque acham que você estava no controle. E você aceitou de bom grado os elogios enquanto faltava com a confiança.”

Na hora, a resposta do meu amigo pareceu um tapa na cara, mas agora é claro que foi justa. Um pedido de desculpas não é suficiente, mas é o que posso aceitar para a comunidade do poker sobre um acontecimento que eu não deveria ter permitido que acontecesse. Eu sinto muito.

Daniel Negreanu, que emprestou sua plataforma para a declaração, também aproveitou o espaço para tecer seus comentários em resposta.

“Acho que esse é o tipo de desculpas que as pessoas esperavam cinco anos atrás. (…) A escolha de aceitar este pedido de desculpas é pessoal. Não há jeito certo ou errado de ler isso. (…) eu acho que ele só quer poder jogar poker novamente sem todo aquele ódio em sua direção. Vai conseguir isso com essas desculpas? Eu não sei, posso falar apenas por mim. Pessoalmente, não me incomodo mais com ele sentado na minha mesa de poker. Os jogadores foram pagos e ele parece que finalmente reconheceu e admitiu que realmente estragou tudo.”

 

Curta a página do MaisEV no Facebook e siga-nos no Twitter

 

VEJA AQUI OS MELHORES LIVROS DE ESTRATÉGIA DE POKER.

Historiador por formação, conheceu o MaisEV em sua primeira semana de vida, ainda em 2007. Em pouco tempo, tornou-se editor-chefe do site para fazer o que faz de melhor: escrever.

Veja mais:

Salas de Poker