Governador do RJ Defende Legalização dos Jogos

Por: 09/09/2011

“Eu acho que o jogo no Brasil, se aberto e legalizado, poderia ser uma fonte de financiamento importante para tanta coisa. Inclusive para saúde. Não se fala tanto em financiamento de saúde? Eu lamento que no Brasil a gente não possa modificar isso e ter jogos legalizados, organizados, controlados e com dinheiro bem aplicado.”

Para ele, a proibição dos jogos de apostas no Brasil é uma hipocrisia.

“Não pode bingo, aí descobrem um bingo ilegal; não pode cassino, descobrem cassinos ilegais. Isso é uma falta de pragmatismo e de bom senso, uma hipocrisia. Se há demanda, vai existir oferta, então, vamos organizar essa oferta no Congresso Nacional, com uma lei direita, organizada, que controle para onde vai esse dinheiro. Mas como o Brasil tem avançado em tantas coisas, tenho certeza de que em breve superaremos essa hipocrisia.”

Esta não é a primeira vez que Sérgio Cabral fala sobre o assunto. Em dezembro do ano passado, enquanto participava da entrega de veículos à instituições beneficentes do estado, ele disse que ao invés de proibir, o governo deveria controlar o jogo. “Quando o jogo passa a ser ilegal, ninguém ganha.”

Historiador por formação, conheceu o MaisEV em sua primeira semana de vida, ainda em 2007. Em pouco tempo, tornou-se editor-chefe do site para fazer o que faz de melhor: escrever.

Veja mais:

Salas de Poker