Daniel Colman Faz Declaração Polêmica Após Vitória no Big One, Negreanu Responde

Por: 04/07/2014

Vencedor do Big One for One Drop, Daniel Colman gerou polêmica ao se negar a dar entrevistas depois da grande vitória.


Após ganhar US$ 15 milhões e derrotar Daniel Negreanu no Big One for One Drop da WSOP, Daniel Colman continua no centro das atenções da mídia especializada, mas não pela cravada e sim por suas atitudes depois dela.

Daniel Colman se recusou a dar entrevistas ao fim do torneio, se retirando rapidamente dos salões e voltando depois apenas para tirar uma inexpressiva foto em frente à sua premiação. A justificativa, segundo  seus colegas, era de que ele não queria promover um jogo em que “a maioria dos jogadores perde”.

A atitude de Daniel Colman não foi bem aceita por veiculos como o Las Vegas Sun e a toda poderosa PokerNews, que em seguida o atacou dizendo até que ele deveria doar todo o dinheiro que ganhou no poker para instituições como “Apostadores Anônimos.”

Depois disso, Daniel Colman decidiu se defender no fórum americano 2+2, reforçando suas opiniões sobre não dar publicidade a um jogo que, do seu ponto de vista, é prejudicial.

Confira abaixo o que disse o campeão Daniel Colman.

“Eu realmente não devo explicações à ninguém, mas darei uma…

Primeiro, eu não devo nada ao poker. Tive sorte o suficiente para me beneficiar finaceiramente deste jogo, mas eu o joguei o bastante para ver o lado feio deste mundo. Não é um jogo onde os profissionais estão sempre felizes e vivendo uma vida satisfatória. Ter um trabalho onde todos estão a mercê da variância pode ser insanamente estressante e levar a muitos hábitos que não são saudáveis. Nunca, em um milhão de anos, eu recomendaria que  alguém tente ser um profissional de poker.

Daniel ColmanTambém não é um jogo onde os amadores estão sempre felizes em perder seu dinheiro por diversão. Esses perdedores perdem muito mais dinheiro do que os vencedores ganham. Muito disso é dinheiro que eles não têm condição de perder. É claro que não há problemas nisso porque se alguém é burro o bastante para apostar com dinheiro que não pode perder, é problema dele. Mas eu não concordo com isso. No mundo perfeito, os mercados se baseiam em consumidores informados fazendo transações racionais. Na realidade esse não é o caso, os mercados são baseados em propaganda tentado se aproveitar dos impulsos das pessoas e das suas fraquezas para que tomem decisões irracionais. Eu entendo se alguém quiser jogar poker por vontade própria, mas não concordo assim como não concordo com propagandas de cigarro e álcool.

Me incomoda que as pessoas se importem tanto com o bem estar do poker, já que o poker é um jogo que tem um efeito tão negativo nas pessoas que o jogam, tanto financeiramente quanto emocionalmente.

Quanto a me promover, sinto que conquistas individuais raramente devem ser celebradas. Não vou participar disso pelos outros e não quero isso para mim mesmo. Se você se pergunta porque nossa sociedade está tão iludida por indivíduos bem sucedidos, e em ser exageradamente consumista, ela não é assim sem motivos. É porque serve a um propósito claro. Se você faz com que as pessoas se espelhem em alguém que pense que é melhor “ganhar riqueza e esquecer de si”, então você pode fazê-as ignorar o contrato social que é muito bom para os sistemas de poder. Também serve como meio de distração para que as pessoas não prestem atenção no que realmente importa.

Essas são apenas minhas opiniões pessoais. E sim, eu sei que estou em conflito. Eu lucrei com esse jogo que se aproveita da fraqueza das pessoas. Eu gosto do poker, amo a estratégia, mas para mim é um jogo muito sombrio.

Fico feliz em ler opiniões que possam me convencer do contrário.”

O post de Daniel Colman gerou uma série de discussões que dividiu os jogadores de poker. Muitos sugerem que ao negar entrevistas, Daniel Colman perdeu a maior oportunidade que teria de divulgar seu ponto de vista e tentar mudar essa situação.

Mas a resposta mais contundente foi a do outro Daniel, o Negreanu, que terminou em segundo lugar neste mesmo torneio e é o maior vencedor de torneios de todos os tempos.

Para Negreanu, esse “lado sombrio” do poker a que Daniel Colman se refere realmente existe e a maioria dos jogadores realmente são e sempre serão perdedores, assim como ele nunca conseguirá disputar a liga profissional de golfe ou encarar Lebron James em partidas da NBA, como ele afirmou em seu blog.

Daniel NegreanuO ponto em que ele discorda de Daniel Colman é que o poker também tem um lado bastante positivo. “O poker não é só isso. O One Drop juntou um grupo de homens ricos para um torneio de poker, mas o objetivo final? US$ 4.6 milhões doados para uma causa. FAZENDO A DIFERENÇA! Tudo através do jogo que amamos,” falou o KidPoker.

“O outro lado do poker que eu vejo por mais de 20 anos no jogo, é um que talvez o Daniel não tenha experimentado ainda. Um em que idosos se reunem para jogar barato e socializar. Bingo, bridge, poker, coisas que os tirem de dentro de casa e os faça se socialiar, conectar com outras pessoas, e se divertirem.

O poker, e especificamente os torneios de poker, são uma competição igual a qualquer outra. Os melhores chegam ao topo, ganham mais dinheiro, e a grande maioria seja na sinuca, tênis, basquete, golfe ou no ramo dos restaurantes, falham. O capitalismo como sistema pefemite que a maioria das pessoas tentem o sucesso em qualquer carreira que escolham.

“O que quer que você escolha fazer na vida, tenha certeza de que a INTEGRIDADE está no centro. Se você realmente tem um problema sobre a moralidade de jogar poker profissionalmente, faça uma escolha. Não comprometa seus princípios por causa de dinheiro. Se você realmente acredita no seu coração de que o que você está fazendo prejudica os outros, e você não quer prejudicar os outros, você precisa fazer uma escolha.”

 

 Daniel Negreanu é autor do livro Power Hold’em, disponível na Loja MaisEV!

 

Historiador por formação, conheceu o MaisEV em sua primeira semana de vida, ainda em 2007. Em pouco tempo, tornou-se editor-chefe do site para fazer o que faz de melhor: escrever.

Veja mais:

Salas de Poker