Americanos Terão Que Esperar Mais Um Ano Por Pagamento do Full Tilt

Por: 20/07/2013

Para muitos, a ação que ficou conhecida no mundo do poker como “Black Friday” (sexta-feira negra), quando o Departamento de Justiça americano (DOJ)  apreendeu os domínios dos maiores sites de poker no país e cancelou transações financeiras entre sites e jogadores, já é história. Mas para os americanos que jogavam no Full Tilt, os acontecimentos do dia 15 de abril de 2011 ainda são um peasdelo.

Com a compra do Full Tilt pelo Rational Group – empresa que opera o PokerStars – os jogadores estrangeiros receberam o saldo que constava na conta antes do bloqueio, mas os americanos tiveram o DOJ intervindo no processo e repassando a responsabilidade para o Garden City Group (GCG), firma especializada em processos administrativos e financeiros, que ficou responsável por calcular e devolver os valores devidos aos jogadores dos Estados Unidos.

De acordo com um supervisor da GCG (que não quis se identificar), em artigo publicado pela Cardplayer americana, os pagamentos levarão no mínimo um ano para ser efetivados. A demora se deve ao fato de que o GCG tem que trabalhar em conjunto com a Unidade de Confisco de Bens do Gabinete do Procurador dos Estados Unidos para o Distrito Sul de Nova York e com a Unidade de Confisco de Bens e Lavagem de Dinheiro, uma divisão do Departamento de Justiça americano.

Além desse trabalho em conjunto ser lento, há outro fator preponderante. Segundo a fonte, o GCG ainda nem começou a analisar a massiva quantidade de dados que informam a quantia a ser recebida por cada jogador. Conforme divulgado por jogadores em fóruns de poker, há usuários com milhares e até milhões de dólares confiscados. Se isso não fosse o bastante, o GCG terá que criar uma fórmula estimativa do quanto deverá ser pago a cada jogador. Os jogadores estrangeiros receberam 100% do balanço em suas contas, porém, no caso dos americanos, não há garantia de que o valor a ser devolvido seja integral.

Uma vez que tudo isso seja resolvido, ainda restará ao GCG receber uma ordem judicial para iniciar o processo de devolução.

Contratada pelo DOJ em março deste ano, a GCG não tem previsão de quando o processo terá início. Especula-se que a devolução dos valores não deve ocorrer antes de 2015.


Veja mais:

Salas de Poker