Macro e Micro Poker

Por: 20/01/2009

Periodicamente, eu leio artigos sobre jogadores de feeling versus jogadores matemáticos. Os jogadores de feeling dizem: “Jogadores matemáticos simplesmente não entendem. Eles fazem todos os seus cálculos, mas jogam como robôs. Um pouco de instinto vencerá um robô em qualquer dia.”

Então o defensor matemático contra-ataca: “Em seu cerne, poker é matemática. A matemática não pode estar errada; é a verdade em si. Negar a matemática é negar seu nariz.”.

Esses argumentos testam minha paciência. Francamente, eu não acho que nenhum dos dois entenda. Ou então, ambos têm razão, mas se negam a entender completamente exatamente em que ponto ou porque podem estar certos.

Eu acho que seus argumentos caem é no que eu chamo de macro poker e micro poker. Eu acho a distinção de macro e micro valiosa; ajuda a me manter pensando sobre as coisas certas. Espero que vocês achem valioso também.

Macro poker é um conjunto de princípios vencedores. Você não tem que saber quantos outs um straight draw vale para entender macro poker. Na verdade, macro poker é geralmente genérico; macro poker funciona em no-limit hold’em ou deuce-to-seven triple draw ou qualquer outra forma de poker.

Aqui vai um típico pensamento de macro poker: “Some todos os dólares que você apostou jogando poker. A grande maioria desses dólares devem ter sido apostados de late position. Somente uma pequena porcentagem desse total deve ter sido apostada de outras posições.” Virtualmente todas as estratégias lucrativas seguem este princípio.

Você não tem que olhar para nenhuma carta ou observar seus oponentes ou resolver nenhuma equação para saber que é verdade. Não “depende”. Aposte mais alto e com mais freqüência em late position. Faça isso, e você estará no caminho de jogar lucrativamente.

“Fold mais quando o pote é pequeno comparado com o tamanho das apostas do que quando está grande.” Esse é outro bom princípio. “Jogue potes grandes com mãos grandes e potes pequenos com mãos pequenas”. Esse é particularmente útil em no-limit, mas é bom em muitos jogos.

Eu tenho uma opinião sobre seleção de lugares (seat selection) que vai contra o que a maiorias dos puristas pensa. Eles falam sobre jogadores agressivos à direita, jogadores passivos à esquerda, “smelly players” do outro lado da mesa e daí em diante. Eu li longos sermões sobre o melhor lugar do camarada com o nervoso hábito de jogar suas fichas quando ele flopa bottom two.

Meus pensamentos vêm direto de macro poker. Macro poker diz que o dinheiro flui em sentido horário na mesa. Dessa forma, eu quero sentar de forma de que a maior “onda” de dinheiro quebre em mim; eu quero os piores jogadores diretamente à minha direita. Eles são a maior fonte de dinheiro, e eu quero sentar o mais perto possível dessa fonte.

Eu não me preocupo sobre como mãos individuais serão jogadas. “Bem, se jogadores agressivos estão à direita, então eu se eu flopar um set eu posso dar mais check-raise na mesa”. Para mim, isso é se aprofundar em detalhes onde o aprofundamento não é necessário. Eu sei que o dinheiro flui em sentido horário, então eu quero estar posicionado de forma a absorver o maior fluxo possível.

Esse é o poder do macro poker. Você pode frequentemente resolver problemas confiantemente com quase nenhuma análise. O problema em analisar os detalhes é que é quase certo que você vai esquecer algum. Você vai pensar em dez possibilidades, mas esquecer duas. Às vezes essas duas possibilidades que você esqueceu mudam sua resposta completamente; é melhor fazer julgamentos sem analisar detalhe nenhum se isso é tudo o que você pode fazer com razoável certeza de que está correto.

Macro poker também é ótimo para ajustar vários tipos de jogo. “Como eu lido com um maníaco?” “E se ninguém me pagar?”.

Pense em termos amplos: “Que erros seus oponentes fazem?” Maníacos jogam muito dinheiro com mãos fracas. Jogadores weak-tight foldam com muita freqüência. Então pense: “Como eu posso explorar esses erros?” Você pode desafiar o maníaco a jogar grandes potes com mãos que você poderia largar contra jogadores típicos, e você aposta light mais frequentemente contra os weak-tights.

Como você pode ter adivinhado, micro poker são os detalhes. Micro poker é descobrir como jogar um flopped set contra um weak-tight, agressivo e short-stack player, nessa ordem. Micro poker é decidir quando A-T suited vale um reraise nessa situação, ou se você deve se prender a A-J suited ou melhor. É a parte do “isso depende” do poker.

Não me entendam mal; boas habilidades de micro poker são vitais. Você tem que saber como avaliar situações até os detalhes. Mas eu acho que muita gente se prende aos detalhes e erra porque tem pouca perspectiva. Esse é o mesmo erro que Mike Caro descreve como “Fancy Play Sindrome.” (Estou usando esse termo com cuidado, porque cada vez que você fizer uma jogada que não é 100% óbvia, alguém vai declarar que é FPS.) As pessoas se ocupam muito com cálculos (ou, ao contrário, erros nos cálculos) de fold equity e hand ranges, que fazem coisas estúpidas que nunca fariam se pensassem sobre macro poker.

Aqui vai um exemplo de jogos heads-up limit. Um importante princípio de macro poker para heads-up é que cada bet e cada raise que você faz te compromete mais com o showdown. Quanto maior você fizer o pote, mais confiante você precisa ser de que você verá o showdown. “Fold mais nos potes pequenos do que nos maiores.”

Alguns jogadores de heads-up gostam de fazer coisas como 3-bet o turn, planejando foldar para um 4-bet. Eles construirão um pote monstruoso com blefes de várias camadas, mas desistirão por um ou mais bets no river. Essas jogadas devem ser “só de vez em quando”. Elas deve ter um papel de equilibrar na sua estratégia. Elas mantém o oponente adivinhando, “Hmmm, um 3-bet no turn significa que estou vencido… normalmente.”

Sua principal estratégia, entretanto, deve ser de acordo com os princípios de macro poker, “Fold mais nos potes pequenos do que nos maiores.” 3-betting o turn deve significar que você vai até o showdown na maioria das vezes. Se esse não é o caso, então não importa quão esperto você é, você perderá para qualquer jogador competente e adaptável. Suas decisões de micro devem suportar, não desafiar, princípios macro.

Enquanto tanto macro quanto micro poker sejam importantes, macro é primário. Para ganhar, sua estratégia deve ser de acordo com princípios de macro. Suas decisões de micro devem ser otimizações desse padrão.

Eu acho que os defensores do feel tendem a desafiar idéias de macro, e que os defensores da matemática gostam das coisas de micro. Mas eu acho que ambos os lados estão perdendo tempo, já que micro e macro são partes integrantes de um jogo vencedor.

Se você tiver dúvidas sobre os termos utilizados neste artigo, veja nosso dicionário de termos de poker.

Este artigo foi originalmente postado no site americano Noted Poker Authority e traduzido e disponibilizado pelo site Teorias do Poker.

Historiador por formação, conheceu o MaisEV em sua primeira semana de vida, ainda em 2007. Em pouco tempo, tornou-se editor-chefe do site para fazer o que faz de melhor: escrever.

Veja mais:

Salas de Poker