Aprendendo Com Jared Tendler

Por: 21/02/2013

Apesar de Jared não saber jogar poker, o fenomenal jogador de high stakes disse que este coach mental foi de fundamental importância para seu MAIOR salto de qualidade que teve em seu processo de consolidação como um TOP PLAYER. Eis aqui dicas do próprio Jared dadas ao autor do livro citado acima e como se deu esse trabalho entre ambos:

“Dusty é um grande trabalhador, e as pessoas constantemente lhe perguntam como é possível que ele consiga jogar tanto poker (mais de 1 milhão de mãos por ano e 7 milhões nos últimos quatro anos). Alguns o veem como um talento que beira a aberração, outros como um personagem digno de um circo; outros querem ser ensinados.

Peça ao Dusty uma explicação e você obterá uma meia resposta – mas não porque ele está escondendo algo. Ele apenas não sabe ao certo como consegue. Dusty é como um daqueles atletas de elite em outros esportes que têm tremenda habilidade, mas não possuem uma compreensão exata do que os torna quem eles são.

Se você quer ser um trabalhador como o Dusty, não é suficiente entender o que ele consegue fazer agora. Você precisa entender como ele chegou aqui. Não aconteceu ao acaso; foi algo em que ele trabalhou dia após dia.

O trabalho duro no poker é algo reservado para aqueles dispostos a arregaçar as mangas. Não é algo que Dusty ou qualquer pessoa tenha nascido sabendo. Foi aprendido. Eis aqui algumas características que você encontrará nos trabalhadores duros do poker:

1) Dedicação. Poucos entendem que a habilidade de Dusty trabalhar em sessões monstruosamente longas no poker vem de seus dias no golfe. Bater em milhares em bolas de golfe por dia requer o mesmo nível de dedicação que o poker requer, e a diferença é que ele vem praticando golfe desde os 8 anos de idade. Dedicação requer consistência, especialmente quando as coisas ficam difíceis. Esteja você em uma fase excelente de sorte ou em uma péssima de azar, esteja você tiltado ou com dificuldade de se concentrar, confuso e cheio de dúvidas, ou subindo de stakes e sentindo o peso da pressão, dedicação significa arar a plantação dia após dia, não importa o que lhe aconteça.

2) Iniciativa. Dusty estava disposto a trabalhar duro em seu “traseiro de couro*” porque ele tinha sonhos de se tornar um grande. Seja no golfe ou no poker, quando ele colocava sua cabeça em um objetivo ele queria ter sucesso no nível mais alto. Esta iniciativa lhe deu o impulso necessário para trabalhar no poker como poucos. Você não precisa ter metas tão grandiosas, mas, pelos diabos, é bom que você seja motivado por seus objetivos.

3) Resistência. Trabalhar duro no poker requer uma resistência mental comparável à resistência física necessária para se correr uma maratona. É importante olhar para o desenvolvimento de sua resistência mental na mesma forma que olharia para sua resistência física. Quando Dusty estourou no mundo do poker, ele já possuía os músculos mentais para jogar sessões-maratonas. Com muita frequência os jogadores acham que trabalhar com o poker é fácil, têm a expectativa alta demais, e perdem seu gás muito cedo. Se você espera demais cedo demais, sua mente irá à ruína assim como seu corpo iria se você tentasse correr 42 quilômetros quando você conseguir correr confortavelmente apenas 8.

4) Uma vontade de ser empurrado. Construir músculos mentais significa que você deve empurrar a si mesmo nos momentos em que está cansado, tiltado, distraído, ou tendo qualquer outro tipo de problema. Poucos percebem que é nessas horas que se aprende a trabalhar duro. Desistir é fácil. Aprender a trabalhar duro é difícil. Force a si mesmo a trabalhar como um treinador lhe forçaria, e então trabalhar duro se torna algo fácil.

5) Descanso. Para correr mais longe você precisa de músculos maiores, para jogar sessões mais longas de poker você precisar de mais neurônios (os músculos do cérebro). Músculos e neurônios crescem mais no período de descanso, não no de treinamento. Se você quiser um cérebro maior, precisa treinar para isto. E então você precisa de descanso.

Descansar significa tirar a cabeça do poker e dormir bem. E depois daqueles dias em que você trabalhar ainda mais duro, descanse ainda mais. Seu cérebro precisa disso.

6) Ser automático. De todas as decisões que Dusty toma às mesas, menos de 3% requerem que ele pense. Com 7 milhões de mãos já trabalhadas, há poucas situações que o desafiam. A maioria é automática.

Decisões que requerem pensar utilizam energia mental. Dusty joga longas sessões com facilidade porque ele é como uma lâmpada energicamente eficiente, usando apenas uma fração da energia que a maioria dos jogadores usa. Ele consegue jogar por mais tempo, jogar mais mesas e jogar mais mãos sem nem de perto precisar usar a quantidade de energia que você precisa.

Tornar suas decisões automáticas sem jogar 7 milhões de mãos é algo complicado. Há duas formas de se chegar lá: 1) estar continuamente concentrado em expurgar erros simples; 2) revisão de decisões difíceis. Elas têm muito a ensiná-lo.

7) Remoção de erros mentais. Questões como tilt, ansiedade, concentração, motivação, etc, podem ser colocadas de lado para que você possa trabalhar, mas apenas por um curto período de tempo. Fora o estrago que elas causam em seu jogo, elas também são colossais desperdícios de energia. Se você quiser jogar um número massivo de mãos, precisa se desfazer delas.”

Contatos para coach dúvidas e sugestões podem ser enviadas pelo email: ecmarra93@hotmail.com ou pelo skype: marreta84

Um abraço!

Eduardo Marra


Veja mais:

Salas de Poker