Brasil termina em primeiro lugar no ranking de conquistas da Turbo Series

Por: 10/03/2021

Relembre os títulos e veja números curiosos da Turbo Series

turbo series br


Mais uma vez o Brasil terminou uma série do PokerStars no topo do ranking de títulos.

Na edição que terminou domingo passado (7), os brasileiros foram os que mais soltaram o grito de campeão. Ao longo dos 134 eventos da rápida série, por 18 vezes – ou 13,43% – os jogadores do país subiram ao lugar mais alto do pódio.

Ao longo da Turbo Series, Brasil e o Reino Unido trocaram posições, mas os três títulos no dia final (de “allindonksGG”, Alessandro Mocelin e a conquista de Pedro Madeira no Main Event High) garantiram a vitória no ranking com um título a mais que os britânicos.

Com um field grande de jogadores do país nas mesas do PokerStars, e com vários nomes entre os melhores do mundo, seria uma surpresa o Brasil não terminar no topo entre os países campeões. Mas a disputa com o Reino Unido tem uma explicação: os britânicos tiveram uma performance acima da média nos heads-up da série. Enquanto os brasileiros conquistaram 21 vices, com um aproveitamento próximo de 50% nos duelos finais, os jogadores da terra da Rainha foram derrotados nos heads-up apenas 12 vezes, tendo um aproveitamento próximo a 60% na disputa pelo ouro.

O terceiro lugar no ranking coube à Holanda, que celebrou 13 títulos e conquistou outros 12 vices e o Canadá, que costuma frequentar o pódio, ficou com a quinta posição após pobres performances nos heads-up, sendo batido 1/3 das vezes e faturando sete títulos e 14 vices.

Já o país com o melhor desempenho nas disputas foi a Moldávia. O pequeno país do leste europeu teve um aproveitamento de 100% nos HU’s da série, com seus jogadores faturando três títulos.

OS PRINCIPAIS NÚMEROS

Com US$ 25.220.000 garantidos em seus 134 eventos, a Turbo Series se mostrou um verdadeiro sucesso e evaporou os números facilmente.
No total, a série distribuiu US$ 29.156.565,12 em prêmios, sendo US$ 4.040.981,76 apenas aos campeões de eventos.

O maior prizepool foi distribuído no Main Event HIgh. Foram US$ 2.244.000 distribuídos entre os 287 melhores colocados do torneio, e Pedro Madeira também ficou com o título de maior prêmio da série ao faturar US$ 332.163,90 com o troféu

Por falar em prêmios grandes, outro brasileiro também entrou na lista das 10 maiores premiações. O gaúcho Renan Bruschi, dono da conta “Internett93o”, puxou a 9ª maior forra com a vitória no Evento #92.

A série também contou com eventos com fields expressivos que, ainda assim, não conseguiram superar o garantido. É o caso dos dois maiores eventos da série em número de inscrições. Mesmo que disputados em Fases, os dois causaram um pequeno overlay ao PokerStars.

Vale destacar o Evento #02, único da série disputado em formato freezout e que registrou a presença de mais de 12 mil jogadores.

TOP 10 EVENTOS DA TURBO SERIES EM NÚMERO DE ENTRADAS

  • 44.452 – Evento #65 $11 NLHE, Phase 2, $500K Gtd
  • 40.808 – Evento #129 $11 NLHE, 8-Max, Phase 2, $500K Gtd
  • 21.865 – Evento #128 $55 NLHE, Main Event – Low, $1M Gtd
  • 14.534 – Evento #63 $22 NLHE, Double Deuce SE, $200K Gtd
  • 14.081 – Evento #125 $22 NLHE, 8-Max, Double Deuce SE, $200K Gtd
  • 12.091 – Evento #2 $11 NLHE, 8-Max, PKO, Hyper, $100K Gtd
  • 11.410 – Evento #123 $22 NLHE, 6-Max, PKO, $125K Gtd
  • 10.887 – Evento #108 $11 NLHE, 8-Max, Big Spider, $100K Gtd
  • 10.632 – Evento #132 $215 NLHE, 6-Max, Sunday Supersonic SE, $275K Gtd
  • 10.016 – Evento #70 $215 NLHE, 6-Max, PKO, Sunday Supersonic SE, $400K Gtd

Mas a série não contou apenas com fields magnânimos. Com eventos caros e de várias modalidades, não é de surpreender que alguns eventos tenham contado com um field restrito, como foi o caso do Evento #03. Disputado no primeiro dia da Turbo Series, mas ainda sem todo o “hype” da série, o caro torneio de $5.200 até bateu o garantido de US$ 750 mil com as suas 166 entradas, mas por pouco. Já o menor field da série não teve a mesma sorte. O Evento #28, de 8-Game e com entrada de $530, comportou apenas 88 inscrições e um micro prejuízo de US$ 6 mil à sala.

TURBO, PERO NO MUCHO

Todos os eventos da série foram disputados em formato rápido, mas não tão rápido assim. Embora a média dos torneios tenha sido de pouco mais de 5 horas – 303 minutos, para ser mais exato -, alguns torneios demoraram um tanto a mais, com várias disputas durando mais de 7 horas, e dois eventos passando das 8 horas de jogo, caso do Evento #63 e o Main Event Low, que duraram 8h12 e 8h22, respectivamente.

Já alguns eventos foram encerrados de forma realmente…turbo. Cinco deles levaram menos de 2h30 para conhecer seus campeões, e o torneio “The Flash” coube ao Evento #111, em que o britânico “daveyt86” derrubou 2007 oponentes (e o brasileiro ellocofertasi no heads-up) em apenas 2h03. *

No total, as disputas da Turbo Series duraram por 675 horas e 51 minutos.

Outro fato incomum foi que, mesmo com 134 eventos na grade, nenhum jogador soltou o grito de campeão por duas vezes na edição. Porém, quatro jogadores chegaram perto, com um título e um vice, entre eles o brasuca Renan Bruschi (campeão no #92 e vice no #82), e o craque holandês Jans Arends, dono da conta “Graftekkel” (campeão do #95 e vice do #92).

*Os eventos Time, com hora marcada para encerrar, não entraram na conta dos eventos mais rápidos.

Para comprar ou vender créditos de poker, sem burocracia e com segurança. Acesse a ROYALpag.com. Receba em 5 minutos.

Alex Faccini

Alex Faccini

Conheceu o poker em 2006 através da ESPN, em uma mesa que contava com Sam Farha e Phil Ivey. Se apaixonou pelo jogo e pela malandragem de Farha, o único jogador com sangue HUE BR. Passou pelas faculdades de Direito e Publicidade, sem concluir nem uma, nem outra. Apaixonado por cinema, música, literatura e outras artes mais, aprendeu a jogar sinuca em botecos com tiozinhos tomando cachaça, e tem a certeza que vivemos em uma Matrix. Sempre se esquece de encher as formas de gelo.

Salas de Poker