Clique Aqui [Politica Internacional] - Página 51

Lista de Usuários Marcados

Página 51 de 535 PrimeiroPrimeiro ... 41495051525361101151 ... ÚltimoÚltimo
Resultados 501 a 510 de 5341
Like Tree5552Likes

Tópico: [Politica Internacional]

  1. #501
    Banido
    Data de Ingresso
    24/11/08
    Posts
    6.452
    Citação Postado originalmente por DiegoSestito Ver Post
    Citação Postado originalmente por Tche_88 Ver Post
    Citação Postado originalmente por DiegoSestito Ver Post
    Citação Postado originalmente por Tche_88 Ver Post
    Citação Postado originalmente por DiegoSestito Ver Post
    Citação Postado originalmente por Tche_88 Ver Post


    O que vc não entendeu é que não precisa saber o valor. Precisa apenas entender o conceito. Serve para refutar o pensamento de que quanto maior for a taxa do imposto cobrado maior será a arrecadação.

    Engraçado que a teoria austríaca não depende de saber o valor exato onde ocorre o equilíbrio do mercado. Ao contrário, a maioria das políticas de intervenções na economia é necessário saber o ponto de equilíbrio do mercado. Inclusive a teoria de keynes que vc tanto defende. Mas como é seu profeta serve qualquer conta maluca que já serve e é ciência de qualidade.
    É OBVIO que precisa saber o valor, gênio. Se você não sabe, você não pode afirmar nada e a curva se torna inútil. Se o Ymax = 80% ou se Ymax = 20% faz toda a diferença do mundo. O conceito é verdadeiro, vai chegar uma hora que a produção vai diminuir a ponto do governo arrecadar menos do que arredaria caso tributasse menos, isso é um fato. O problema é que sem saber como funciona F(x) e qual é a função quadrática da parábola, o conceito é inútil.

    Engraçado é que a teoria austríaca não depende da matemática, ela é a resposta fácil, ela é o deus das lacunas da economia. Ela diz: Eu não sei como isso funciona, mas ao invés de tentar entender, eu vou fechar meu olho e deixar que o caos impere.
    Não é inútil pq eu posso contestar alguém que acha que aumentando impostos automaticamente vai aumentar arrecadação. Além disso eu posso observar empiricamente como se comporta cada taxa, observar se a arrecadação começa a cair com o aumento do imposto. Vc não devia reclamar dessa precariedade já que as teorias que vc defende funcionam assim e vc chama de ciência verdadeira. Qualquer um que entenda um pouco de economia sabe mais ou menos o desenho da parábola apenas pra vc que é uma loteria. Dito isso, quem precisa se preocupar com isso é keynesiano/socialista que necessitam de altos impostos.

    Engraçado que eu levantei um problema sobre seu profeta e em vez de vc responder com argumentos veio com falinha. É mais fácil?
    Nossa cara, você tem uma dificuldade de entendimento que é fora do comum.

    Você pode contestar sim, nisso você tem razão. O problema é o seguinte: A curva é um conceito, não um modelo matemático. Por ela, o que da pra saber é que uma hora a produção cai o bastante pra arrecadação diminuir, e eu concordo com o conceito. O problema é definir quando isso acontece. A produção cai com 10%, 30%, 70% ou 90%? Não tem como saber isso com a curva, é impossível (e só vai ser possível, quando alguém descobrir qual f(x) a curva segue). Entendeu até aqui?

    Ai você me diz que eu acho que o Keynesianismo e o Socialismo ciências verdadeiras.. Eu não acho. O que eu acho é que é melhor tentar matematizar a economia, do que deixar para o caos decidir. Eu acho muito melhor que tentem descobrir modelos matemáticos para entender como funciona a dinâmica, e para depois disso molda-la de forma benéfica, do que simplesmente dizer que é complexo demais e é melhor deixar cada um por si e rezar pra que de tudo certo.

    E a falinha foi porque o "problema" que você levantou é ridículo. O keynesianismo não precisa de valor exato nenhum, ele precisa de aproximações. As "contas malucas" são modelos matemáticos aproximados, e eles vão funcionar muito melhor do que modelo nenhum, embora como toda aproximação, a porcentagem de acerto não é 100%. O que eu to tentando te dizer é o seguinte: IMO é muito melhor evoluir os modelos, do que chutar o balde e dizer que modelos matemáticos não funcionam e que o cool é a ufologia, digo praxeologia.
    Por isso que é péssimo discutir contigo. Vc sempre vem com as mesmas falácias.

    Os austríacos são contra os modelos matemáticos pq existem variáveis desconhecidas e por causa disso não podemos ter certeza de nada. Um modelo matemático nunca seria preciso por causa disso. É essa a crítica. Não tem nada de ser contra matemática.

    Quando um austríaco diz que é melhor deixar livre é pq não tem nenhuma teoria que melhore a situação. Vc pode ficar ai desenvolvendo suas teorias/modelos matemáticos que se for melhor que deixar livre um austríaco vai aceitar.

    Me explica como não é necessário ser exato já que se vc ficar um pouco acima do ponto de equilibrio quando deveria ficar abaixo as consequências serão opostas das desejadas aumentando ainda mais o problema.

    Ser melhor que modelo nenhum precisa ser debatido.
    Digo o mesmo.

    Para todo modelo matemático, sempre existiu variáveis desconhecidas, até que as variáveis são decifradas e o modelo vai ganhando precisão. Alias, não só na matemática, vários problemas computacionais são resolvidos com precisão aproximada utilizando modelos incompletos.. Ou com algoritmos semi-eurísticos e de lógica difusa. O que você parece acreditar, é que é melhor não ter modelo nenhum do que utilizar modelos aproximados. Só mostra que você não sabe pra onde corre o baralho no assunto.

    Esse é o ponto. Qualquer modelo aproximado é melhor do que modelo nenhum.

    Porque é melhor ter uma base de analise onde Xa e Xb (onde Xa e Xb são máximo e minimo de aproximação) são medidos para encontrar X* (onde X* é o ponto de equilíbrio ideal), do que não ter modelo matemático nenhum e não tentar achar o ponto de equilíbrio. Mas enfim, quitei a discussão, pode ficar com a ultima palavra ai.
    Seu exemplo só é válido se não existisse a mão invisível. Eu discordo dessa sua premissa. Então refute os argumentos sobre a mão invisível do mercado antes.
    Registre-se ou faça login para ver assinaturas.

  2. #502
    World Class Avatar de DiegoSestito
    Data de Ingresso
    23/06/12
    Localização
    A, A
    Posts
    7.733
    Citação Postado originalmente por Tche_88 Ver Post
    Citação Postado originalmente por DiegoSestito Ver Post
    Citação Postado originalmente por Tche_88 Ver Post
    Citação Postado originalmente por DiegoSestito Ver Post
    Citação Postado originalmente por Tche_88 Ver Post
    Citação Postado originalmente por DiegoSestito Ver Post
    Citação Postado originalmente por Tche_88 Ver Post


    O que vc não entendeu é que não precisa saber o valor. Precisa apenas entender o conceito. Serve para refutar o pensamento de que quanto maior for a taxa do imposto cobrado maior será a arrecadação.

    Engraçado que a teoria austríaca não depende de saber o valor exato onde ocorre o equilíbrio do mercado. Ao contrário, a maioria das políticas de intervenções na economia é necessário saber o ponto de equilíbrio do mercado. Inclusive a teoria de keynes que vc tanto defende. Mas como é seu profeta serve qualquer conta maluca que já serve e é ciência de qualidade.
    É OBVIO que precisa saber o valor, gênio. Se você não sabe, você não pode afirmar nada e a curva se torna inútil. Se o Ymax = 80% ou se Ymax = 20% faz toda a diferença do mundo. O conceito é verdadeiro, vai chegar uma hora que a produção vai diminuir a ponto do governo arrecadar menos do que arredaria caso tributasse menos, isso é um fato. O problema é que sem saber como funciona F(x) e qual é a função quadrática da parábola, o conceito é inútil.

    Engraçado é que a teoria austríaca não depende da matemática, ela é a resposta fácil, ela é o deus das lacunas da economia. Ela diz: Eu não sei como isso funciona, mas ao invés de tentar entender, eu vou fechar meu olho e deixar que o caos impere.
    Não é inútil pq eu posso contestar alguém que acha que aumentando impostos automaticamente vai aumentar arrecadação. Além disso eu posso observar empiricamente como se comporta cada taxa, observar se a arrecadação começa a cair com o aumento do imposto. Vc não devia reclamar dessa precariedade já que as teorias que vc defende funcionam assim e vc chama de ciência verdadeira. Qualquer um que entenda um pouco de economia sabe mais ou menos o desenho da parábola apenas pra vc que é uma loteria. Dito isso, quem precisa se preocupar com isso é keynesiano/socialista que necessitam de altos impostos.

    Engraçado que eu levantei um problema sobre seu profeta e em vez de vc responder com argumentos veio com falinha. É mais fácil?
    Nossa cara, você tem uma dificuldade de entendimento que é fora do comum.

    Você pode contestar sim, nisso você tem razão. O problema é o seguinte: A curva é um conceito, não um modelo matemático. Por ela, o que da pra saber é que uma hora a produção cai o bastante pra arrecadação diminuir, e eu concordo com o conceito. O problema é definir quando isso acontece. A produção cai com 10%, 30%, 70% ou 90%? Não tem como saber isso com a curva, é impossível (e só vai ser possível, quando alguém descobrir qual f(x) a curva segue). Entendeu até aqui?

    Ai você me diz que eu acho que o Keynesianismo e o Socialismo ciências verdadeiras.. Eu não acho. O que eu acho é que é melhor tentar matematizar a economia, do que deixar para o caos decidir. Eu acho muito melhor que tentem descobrir modelos matemáticos para entender como funciona a dinâmica, e para depois disso molda-la de forma benéfica, do que simplesmente dizer que é complexo demais e é melhor deixar cada um por si e rezar pra que de tudo certo.

    E a falinha foi porque o "problema" que você levantou é ridículo. O keynesianismo não precisa de valor exato nenhum, ele precisa de aproximações. As "contas malucas" são modelos matemáticos aproximados, e eles vão funcionar muito melhor do que modelo nenhum, embora como toda aproximação, a porcentagem de acerto não é 100%. O que eu to tentando te dizer é o seguinte: IMO é muito melhor evoluir os modelos, do que chutar o balde e dizer que modelos matemáticos não funcionam e que o cool é a ufologia, digo praxeologia.
    Por isso que é péssimo discutir contigo. Vc sempre vem com as mesmas falácias.

    Os austríacos são contra os modelos matemáticos pq existem variáveis desconhecidas e por causa disso não podemos ter certeza de nada. Um modelo matemático nunca seria preciso por causa disso. É essa a crítica. Não tem nada de ser contra matemática.

    Quando um austríaco diz que é melhor deixar livre é pq não tem nenhuma teoria que melhore a situação. Vc pode ficar ai desenvolvendo suas teorias/modelos matemáticos que se for melhor que deixar livre um austríaco vai aceitar.

    Me explica como não é necessário ser exato já que se vc ficar um pouco acima do ponto de equilibrio quando deveria ficar abaixo as consequências serão opostas das desejadas aumentando ainda mais o problema.

    Ser melhor que modelo nenhum precisa ser debatido.
    Digo o mesmo.

    Para todo modelo matemático, sempre existiu variáveis desconhecidas, até que as variáveis são decifradas e o modelo vai ganhando precisão. Alias, não só na matemática, vários problemas computacionais são resolvidos com precisão aproximada utilizando modelos incompletos.. Ou com algoritmos semi-eurísticos e de lógica difusa. O que você parece acreditar, é que é melhor não ter modelo nenhum do que utilizar modelos aproximados. Só mostra que você não sabe pra onde corre o baralho no assunto.

    Esse é o ponto. Qualquer modelo aproximado é melhor do que modelo nenhum.

    Porque é melhor ter uma base de analise onde Xa e Xb (onde Xa e Xb são máximo e minimo de aproximação) são medidos para encontrar X* (onde X* é o ponto de equilíbrio ideal), do que não ter modelo matemático nenhum e não tentar achar o ponto de equilíbrio. Mas enfim, quitei a discussão, pode ficar com a ultima palavra ai.
    Seu exemplo só é válido se não existisse a mão invisível. Eu discordo dessa sua premissa. Então refute os argumentos sobre a mão invisível do mercado antes.
    Quais argumentos? Eu não vou procurar 1 por 1 e refutar só porque você pediu. A mão invisível não é uma teoria cientifica, e nem um postulado matemático, portanto você não pode usar como prova a priori para o seu argumento, você sabe disso né?

    Se você quiser discutir os argumentos da mão invisível, coloca ai os que você quer que sejam refutados e amanha eu tento te responder, porque agora to indo dormir. Flw.
    Registre-se ou faça login para ver assinaturas.

  3. #503
    Expert Avatar de xXxYnfynytySxXx
    Data de Ingresso
    26/07/10
    Posts
    4.511
    Quem diria que num post de politica internacional.....

    ...eu leria algo como Funcao quadratica da parabola LOL

    ...eu dizia que...na Aritimetica.

    PS: Esse topico esta evoluindo nuuuma velocidade.
    Registre-se ou faça login para ver assinaturas.

  4. #504
    Banido
    Data de Ingresso
    24/11/08
    Posts
    6.452
    Citação Postado originalmente por DiegoSestito Ver Post
    Citação Postado originalmente por Tche_88 Ver Post
    Seu exemplo só é válido se não existisse a mão invisível. Eu discordo dessa sua premissa. Então refute os argumentos sobre a mão invisível do mercado antes.
    Quais argumentos? Eu não vou procurar 1 por 1 e refutar só porque você pediu. A mão invisível não é uma teoria cientifica, e nem um postulado matemático, portanto você não pode usar como prova a priori para o seu argumento, você sabe disso né?

    Se você quiser discutir os argumentos da mão invisível, coloca ai os que você quer que sejam refutados e amanha eu tento te responder, porque agora to indo dormir. Flw.
    Adam Smith e a Mão Invisível

    Neste livro ele apresenta o conceito da "Mão Invisível", o que ele acreditou ter descoberto foi que indivíduos buscando seu próprio interesse poderiam ajudar outros indivíduos mesmo sem intenção alguma. Ele demonstra isso apresentando a teoria da oferta e da procura, ou seja, que um produto que o mercado oferta em abundância e tem pouca procura terá a tendência a ter seu preço reduzido, e que um produto com pouca oferta mas muita procura terá um preço mais elevado.

    A "Mão Invisível" pode ser de ajuda para os empresários, pois esta aponta o caminho certo para um investimento, e dessa forma aumenta a oferta do produto, consequentemente diminuindo seu preço e favorecendo a sociedade.
    Não acredito que estou debatendo isso. Vou tomar o lugar do @ekalil dando action pra tudo lol
    Registre-se ou faça login para ver assinaturas.

  5. #505
    World Class Avatar de DiegoSestito
    Data de Ingresso
    23/06/12
    Localização
    A, A
    Posts
    7.733
    Citação Postado originalmente por Tche_88 Ver Post
    Citação Postado originalmente por DiegoSestito Ver Post
    Citação Postado originalmente por Tche_88 Ver Post
    Seu exemplo só é válido se não existisse a mão invisível. Eu discordo dessa sua premissa. Então refute os argumentos sobre a mão invisível do mercado antes.
    Quais argumentos? Eu não vou procurar 1 por 1 e refutar só porque você pediu. A mão invisível não é uma teoria cientifica, e nem um postulado matemático, portanto você não pode usar como prova a priori para o seu argumento, você sabe disso né?

    Se você quiser discutir os argumentos da mão invisível, coloca ai os que você quer que sejam refutados e amanha eu tento te responder, porque agora to indo dormir. Flw.
    Adam Smith e a Mão Invisível

    Neste livro ele apresenta o conceito da "Mão Invisível", o que ele acreditou ter descoberto foi que indivíduos buscando seu próprio interesse poderiam ajudar outros indivíduos mesmo sem intenção alguma. Ele demonstra isso apresentando a teoria da oferta e da procura, ou seja, que um produto que o mercado oferta em abundância e tem pouca procura terá a tendência a ter seu preço reduzido, e que um produto com pouca oferta mas muita procura terá um preço mais elevado.

    A "Mão Invisível" pode ser de ajuda para os empresários, pois esta aponta o caminho certo para um investimento, e dessa forma aumenta a oferta do produto, consequentemente diminuindo seu preço e favorecendo a sociedade.
    Não acredito que estou debatendo isso. Vou tomar o lugar do @ekalil dando action pra tudo lol
    Eu realmente não sei se tu faz de proposito, ou se você tem algum problema cognitivo. Eu sei do que se trata a mão invisível, eu sei como ela funciona e eu sei a definição. O que eu pedi para você demonstrar, é como o conceito refuta meu argumento.
    Registre-se ou faça login para ver assinaturas.

  6. #506
    Table Captain
    Data de Ingresso
    26/03/09
    Localização
    MG
    Posts
    920
    Citação Postado originalmente por Sam Farha - Spinoza Ver Post
    Citação Postado originalmente por Tche_88 Ver Post
    Citação Postado originalmente por DiegoSestito Ver Post
    Citação Postado originalmente por Tche_88 Ver Post


    O que vc não entendeu é que não precisa saber o valor. Precisa apenas entender o conceito. Serve para refutar o pensamento de que quanto maior for a taxa do imposto cobrado maior será a arrecadação.

    Engraçado que a teoria austríaca não depende de saber o valor exato onde ocorre o equilíbrio do mercado. Ao contrário, a maioria das políticas de intervenções na economia é necessário saber o ponto de equilíbrio do mercado. Inclusive a teoria de keynes que vc tanto defende. Mas como é seu profeta serve qualquer conta maluca que já serve e é ciência de qualidade.
    É OBVIO que precisa saber o valor, gênio. Se você não sabe, você não pode afirmar nada e a curva se torna inútil. Se o Ymax = 80% ou se Ymax = 20% faz toda a diferença do mundo. O conceito é verdadeiro, vai chegar uma hora que a produção vai diminuir a ponto do governo arrecadar menos do que arredaria caso tributasse menos, isso é um fato. O problema é que sem saber como funciona F(x) e qual é a função quadrática da parábola, o conceito é inútil.

    Engraçado é que a teoria austríaca não depende da matemática, ela é a resposta fácil, ela é o deus das lacunas da economia. Ela diz: Eu não sei como isso funciona, mas ao invés de tentar entender, eu vou fechar meu olho e deixar que o caos impere.
    Não é inútil pq eu posso contestar alguém que acha que aumentando impostos automaticamente vai aumentar arrecadação. Além disso eu posso observar empiricamente como se comporta cada taxa, observar se a arrecadação começa a cair com o aumento do imposto. Vc não devia reclamar dessa precariedade já que as teorias que vc defende funcionam assim e vc chama de ciência verdadeira. Qualquer um que entenda um pouco de economia sabe mais ou menos o desenho da parábola apenas pra vc que é uma loteria. Dito isso, quem precisa se preocupar com isso é keynesiano/socialista que necessitam de altos impostos.

    Engraçado que eu levantei um problema sobre seu profeta e em vez de vc responder com argumentos veio com falinha. É mais fácil?
    Sua filosofia é tipo isso né?




    O engraçado é que são dois extremos libertários.
    Sendo assim, acho que nem os polliticos do DEM te representam propriamente.
    Forever alone!

    Os equivocos da sua filosofia sao que voces negligenciam as condicoes materiais no mundo como, por exemplo, a atual distribuicao dos meios de producao e suas consequencias ... e voces tb negligenciam o carater intersubjetivo que perfaz a politica, mas deixa isso pra lah que eh muito filosofico!

    Engracado neh?!
    Estamos juntos quanto a questoes dos bancos ... oh coisa inusitada hahaha!

    Jah vi alguem aqui (acho que foi o Bzerro) dizendo que adorou o video e que o Molyneux deu um banho no Safatle.
    Agora pega os pots dele aqui e ve se ele concorda mesmo com o Molyneux?
    Nesse quesito, s'o vc Tche eh completamente coerente e talvez o unico aqui.
    Como eu disse: forever alone!
    Que post idiota, como se opinião grupal é relevante para discutir o posicionamento político.

    O fato do vídeo é simples foi uma surra monumental, chega ao ponto que o safatle não tem mais o que falar. Molyneux apresenta vários dados, cita inúmeros contexto histórico para fundamentar sua argumentação, enquanto o Saflate quando a coisa fica feia para ele ( apela para os nórdicos) - como todo marxista safado faz. O pior do vídeo é o Safatle ainda defendendo o nível de crescimento da URSS no Pós Guerra - sendo que isso já foi desmascarado -os números eram falsos, rolava espionagem industrial, roubo, matança e corrupção generalizada, etc.

    Mesmo os nórdicos Molyneux mostra como a situação deles não é tão boa, são países com imigração pequena, e a previdencia social deles não suportarão o modelo por muito tempo, devido baixo índice de natalidade, aumento de pessoas dependendo do "sistema". Fora que é totalmente anti moral vc quebrar o pacto em gerações fazendo com que pessoas já nascem endividadas para alimentar o sistema. E é engraçado este ponto, porque direto vejo vcs esquerdistas reclamando de pagar juros de dívida como se austeridade que fosse a culpada, e não o endividamento criado para aumento do "sistema estatal".

    Meu posicionamento político não é o mesmo do Molyneux e não precisa ser. No caso era um debate entre dois posicionamentos políticos divergentes, mesmo que eu não me sinta representado por nenhum dos dois - Safatle e Molyneux - o dever de qualquer estudante sério é analisar o debate em "si", não o que vc considera correto ou aderir ao lado do debate porque que lhe é conveniente devido ao seu posicionamento político. Se vc faz isso vc não capta ou entende o que o debatedor quis dizer, e já o interpreta de maneira falseada. Aquela velha história "não importa o que ele diz, e sim o que eu acho que ele disse".

    Da próxima vez pegue alguém que defenda argumentação de forma melhor e com mais capacidade. Safatle já mostrou ser um cara fraco, Marilena Chauí que vc tanta ama - em um país que intelectualismo fosse levado a sério - não teria poder de falar mais nada. Já foi desmascarada desde a década de 80 pelo José Guilherme Merquior, Merquior mostrou o plágio dela ao Claude Lefort, e isto fez com que ele tivesse que brigar com toda esquerda nacional por constatar um fato - veja aqui novamente posicionamento boiada intelectual para defender uma desonestidade intelectual. Marilena Chauí para se justificar disse teve um caso amoroso com o Lefort, aí entre beijos e pensamentos vai saber o que é de quem, etc. Mas novamente ela foi acusava de plágio pelo Bruno Tolentino - quando ele mostrou que novamente ela plagiava outro intelectual agora o Julián Marías se não me falha memória.

    Enfim cara leve vc mesmo a sério e para de defender esses intelectuais uspianos por mero provincianismo. E da uma preguiça em todo mundo aqui do fórum essas insinuações "é muito filosófico para vc entender", se é e vc é o fodão explica para nós cambadas de incultos. Essa presunção arrogante academica - " Uhum é muito complexo para vcs meros mortais entender"; nos causa vergonha alheia, porque as vezes é muito complexo para vc que não entendeu tentar explicar o que não entendeu.
    Riverwinner likes this.
    Registre-se ou faça login para ver assinaturas.

  7. #507
    Banido
    Data de Ingresso
    13/04/11
    Localização
    O Lula tá preso, BABACA.
    Posts
    5.459
    Já q falou tanta merda eu tenho q dizer q, pelo menos no caso do Brasil, os juros de nossa dívida n foi ocasionado pq houve um estado de bem estar social e de repente a dívida cresceu e temos q arcar com o custo do sistema estatal. O que aconteceu foi uma mudança unilateral nas taxas de juros realizado pelos EUA, quando eles tinha emprestado muita grana pra Ditadura Militar fazer o milagre econômico, em nome da propaganda anticomunista. Quando a crise do petróleo estourou os americanos através de um dispositivo contratual chamado juros flutuantes mudaram a taxa para exorbitantes 20%+ a.a. Isso nos quebrou. Tanto que a década de 80 é chamada de década perdida.

    Mais tarde houve a malandragem da internalização da dívida e o resto é história. Parece que a gente já pagou 9 trilhões desde o regime militar. hauhauahuahuahua. Otários. Ficam defendendo essa safadeza ainda. Tem que suspender o pgto dos juros dessa dívida, apurar as ilegalidades a mandar prender os criminosos. E nunca mais negociar com pilantras. Igual ao que aconteceu na Islândia.
    Registre-se ou faça login para ver assinaturas.

  8. #508
    Banido
    Data de Ingresso
    24/11/08
    Posts
    6.452
    Citação Postado originalmente por DiegoSestito Ver Post
    Citação Postado originalmente por Tche_88 Ver Post
    Citação Postado originalmente por DiegoSestito Ver Post
    Citação Postado originalmente por Tche_88 Ver Post
    Seu exemplo só é válido se não existisse a mão invisível. Eu discordo dessa sua premissa. Então refute os argumentos sobre a mão invisível do mercado antes.
    Quais argumentos? Eu não vou procurar 1 por 1 e refutar só porque você pediu. A mão invisível não é uma teoria cientifica, e nem um postulado matemático, portanto você não pode usar como prova a priori para o seu argumento, você sabe disso né?

    Se você quiser discutir os argumentos da mão invisível, coloca ai os que você quer que sejam refutados e amanha eu tento te responder, porque agora to indo dormir. Flw.
    Adam Smith e a Mão Invisível

    Neste livro ele apresenta o conceito da "Mão Invisível", o que ele acreditou ter descoberto foi que indivíduos buscando seu próprio interesse poderiam ajudar outros indivíduos mesmo sem intenção alguma. Ele demonstra isso apresentando a teoria da oferta e da procura, ou seja, que um produto que o mercado oferta em abundância e tem pouca procura terá a tendência a ter seu preço reduzido, e que um produto com pouca oferta mas muita procura terá um preço mais elevado.

    A "Mão Invisível" pode ser de ajuda para os empresários, pois esta aponta o caminho certo para um investimento, e dessa forma aumenta a oferta do produto, consequentemente diminuindo seu preço e favorecendo a sociedade.
    Não acredito que estou debatendo isso. Vou tomar o lugar do @ekalil dando action pra tudo lol
    Eu realmente não sei se tu faz de proposito, ou se você tem algum problema cognitivo. Eu sei do que se trata a mão invisível, eu sei como ela funciona e eu sei a definição. O que eu pedi para você demonstrar, é como o conceito refuta meu argumento.
    Eu falei da mão invisível como premissa. Não ficou claro em seu seu post se vc queria refutar a mão invisível ou ela como argumento apenas(principalmente por seu histórico ).

    Pense na prática de tiro ao alvo. Vc calcula a distância do alvo, a resistência do ar/ventos, ângulo da arma etc. Temos nosso "modelo". Nesse caso vc teria razão em dizer que um modelo mesmo que incompleto é melhor que nada. A chance de acertar o alvo aumenta conhecendo uma das variáveis.

    Agora imagina que existe um imã no alvo que atrai a bala. Essa seria a mão invisível dos deuses do tiro ao alvo. Nesse caso teríamos que debater se com o modelo é melhor ou se sem modelo nenhum(mão invisível) seria melhor. Vc não pode afirmar que com o modelo é melhor pq vc está deduzindo que sem o modelo seria uma loteria para acertar o alvo e existindo a mão invisível(imã) não vai ser uma loteria.

    Voltando para economia, existindo a mão invisível no mercado, ela precisa ser comparada ao modelo e ver se é melhor intervir ou deixar livre. Deixar livre não é deixar ao caos como vc sugere. Deixar livre é deixar para a mão invisível fazer o seu trabalho.
    Registre-se ou faça login para ver assinaturas.

  9. #509
    World Class Avatar de JoseIrineu
    Data de Ingresso
    12/09/07
    Localização
    São Paulo, Brasil
    Posts
    18.939
    Images
    16
    ^^^^ puta que pariu!!!!!
    Registre-se ou faça login para ver assinaturas.

  10. #510
    Expert Avatar de Sam Farha - Spinoza
    Data de Ingresso
    15/05/13
    Posts
    4.480
    @Bzerro

    Quando eu falei sobre o carater intersubetivo que perfaz todas as nossas relações (incluindo a política), eu nao quis exalar prepotencia.
    Apenas apontei um dado notorio no discurso do Molyneux que eh esdruxulo.
    A notoriedade disso no discurso dele eh a simplicacao grosseira e vergonhosa que ele faz das relacoes sociais.
    Para ele o agir humano eh um dado imediato e objetivo.
    Eu disse que essa discussao eh filosofica demais para enfatizar o carater denso e complexo de tudo isso.
    Eu ateh posso tentar discutir essa questao aqui, mas sei que, dada a sua complexidade, isso tudo vai parecer masturbacao intelectual e gerecao de lero-lero.
    Ora, se nem em encontros filosoficos com palestras de duas horas essa discussao contemporanea eh facil, pq eu vou achar que eh produtivo faze-la aqui?
    Repito: isso eh uma discussao contemporanea.
    Assim como existe uma discussao entre os imbroglios entre os fundamentos da fisica relativistica e da fisica quantica, tambem existe uma discussao entre natureza x cultura na visao dos neokantianos x a visao dos neonietzscheneanos.

    Outra coisa: o seu poder interpretativo e argumentativo eh muito fraco.
    Voce diz que o Molineux refutou o Safatle atraves de fatos historicos e bla bla bla ...
    Ora, como a sua capacidade de interpretacao eh pessima, voce conseguiu transformar uma discussao maior e abrangente num simples embate reducionista e ideologico.
    A discussao mesma eh sobre a natureza do Estado e as suas implicacoes.
    Eu poderia te ajudar a discutir tudo isso com base nas premissas e silogismos que tanto o Molineux, como o Safatle usa, mas como percebi que voce eh muito fraquinho, deu preguica.
    Alem do que seria muito engracado ver voce tentando sustentar algumas premissas que o Molineux usa.
    Para ele (Molineux) 90% dos historiadores que todos nós lemos sao um bando de picaretas. hahahaha

    Eh uma pena ver um post tao ridiculo como o seu vir de um estudante de filosofia, pois fica claro que voce nao tem capacidade nenhuma para conseguir distinguir conceitos ou entender o devir de ideias da nossa culltura.
    Soh lhe resta mesmo o papel vegonhoso do ataque as pessoas sob a forma da retorica popular em relacao a marxistas, uspianos, intelectuais ... enfim, segundo a sua textualidade: vagabundos ordinários.
    Não há o que discutir com voce.
    Voce nao consegue me afetar de nenhuma forma, a nao ser atraves da vegonha e da lamentacao.

    Boa sorte!
    Registre-se ou faça login para ver assinaturas.

Permissões de postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •  
© 2007-2019 · MaisEV · Todos os direitos reservados