Clique Aqui Você é feliz em seu emprego? - Página 56

Lista de Usuários Marcados

Resultados da Enquete: Você é feliz em seu emprego?

Votantes
175. Você não pode votar nesta enquete
  • Sim, e trabalho com algo que me dá tesão

    63 36,00%
  • Sim, embora não trabalho com algo que me dê tanto tesão

    44 25,14%
  • Não, apesar de trabalhar em algo que achei que traria felicidade

    32 18,29%
  • Não, meu emprego é um saco

    36 20,57%
Página 56 de 57 PrimeiroPrimeiro ... 64654555657 ÚltimoÚltimo
Resultados 551 a 560 de 564
Like Tree4532Likes

Tópico: Você é feliz em seu emprego?

  1. #551
    World Class Avatar de ekalil
    Data de Ingresso
    24/02/08
    Localização
    São Paulo
    Posts
    27.207
    Diploma na teoria pode valer mto pouco, mas na pratica ainda eh provavelmente o primeiro item que qualquer RH vai usar pra selecionar candidatos.

    Sempre que vcs pensarem em uma vaga de emprego, tentem imaginar que o RH recebe uma porrada de candidatos, entao o que eles fazem eh procurar formar de eliminar gente da forma mais rapida possivel.

    A primeira coisa eh olhar a formacao superior. Se nao tem, praticamente ja ta fora. A pessoa nem vai se dar ao trabalho de ver o resto do CV. Se tem, vai depender da escola. Dependendo da qualidade dos candidatos, se for uma escola sem um bom nome tb ja era. Depois de reduzir o pool de candidatos pra uma meia duzia eh que vao olhar com mais detalhe o resto.

    Tem uma pesquisa que apontou que, em media, um profissional de RH analisa um CV por 6 segundos.

    How to Make Your Resume Last Longer Than 6 Seconds | TIME.com
    fbomfa, rafaelmb, dunadan and 1 others like this.
    Registre-se ou faça login para ver assinaturas.

  2. #552
    Chip Leader
    Data de Ingresso
    26/08/14
    Posts
    1.079
    Citação Postado originalmente por Saretoo0 Ver Post
    Citação Postado originalmente por lftein Ver Post
    Citação Postado originalmente por Saretoo0 Ver Post
    Me formei, e a unica coisa que mudou na minha vida foi que agora tenho um papel carimbado que muitos chamam de diploma. Ganhei um puta aumento, mas foi de trabalho, o salario continua uma bosta. Morar em cidade pequena é foda.
    A formação acadêmica (dependendo da área, obviamente) , só ajuda na hora de arrumar o emprego. Em alguns casos, apesar de não fazer a mínima diferença, é uma exigência e você vai precisar muito do seu papel carimbado quando quiser trocar de emprego e se candidatar a alguma vaga em outra empresa.
    Pode ser que no futuro mude alguma coisa, mas até o momento não...
    No Brasil a faculdade me serviu pra arrumar um emprego. Estudava Engenharia Elétrica, arrumei um estágio e fui contratado. Mas mesmo depois de formado não fui registrado como engenheiro e provavelmente estaria igual, não tivesse aparecido a oportunidade de ser transferido pro EUA.

    Acredito que isso deve ser std no Brasil. Trabalha-se na profissão de formação, mas não é registrado/recebe salário como tal.
    Registre-se ou faça login para ver assinaturas.

  3. #553
    Table Captain Avatar de Saretoo0
    Data de Ingresso
    26/07/13
    Posts
    937
    Citação Postado originalmente por Sier Ver Post
    Citação Postado originalmente por Saretoo0 Ver Post
    Citação Postado originalmente por lftein Ver Post
    Citação Postado originalmente por Saretoo0 Ver Post
    Me formei, e a unica coisa que mudou na minha vida foi que agora tenho um papel carimbado que muitos chamam de diploma. Ganhei um puta aumento, mas foi de trabalho, o salario continua uma bosta. Morar em cidade pequena é foda.
    A formação acadêmica (dependendo da área, obviamente) , só ajuda na hora de arrumar o emprego. Em alguns casos, apesar de não fazer a mínima diferença, é uma exigência e você vai precisar muito do seu papel carimbado quando quiser trocar de emprego e se candidatar a alguma vaga em outra empresa.
    Pode ser que no futuro mude alguma coisa, mas até o momento não...
    No Brasil a faculdade me serviu pra arrumar um emprego. Estudava Engenharia Elétrica, arrumei um estágio e fui contratado. Mas mesmo depois de formado não fui registrado como engenheiro e provavelmente estaria igual, não tivesse aparecido a oportunidade de ser transferido pro EUA.

    Acredito que isso deve ser std no Brasil. Trabalha-se na profissão de formação, mas não é registrado/recebe salário como tal.
    Infelizmente no Brasil profissionais de TI nem tem profissão registrada, não tem piso, não tem sindicato, é um classe que infelizmente esta abandonada, oque é uma pena.
    FewMoments likes this.
    Registre-se ou faça login para ver assinaturas.

  4. #554
    Chip Leader Avatar de CaioTostes
    Data de Ingresso
    12/03/10
    Localização
    US
    Posts
    1.211
    Larguei um emprego top no BR (Para minha cidade, cargo coordenador de TI), mas nao estava feliz. Resolvi mudar pros EUA trabalhei 1 ano limpando chao/garcom e agora finalmente estou trabalhando com TI novamente. Fui contratado tem tres meses como IT Support engineer numa empresa de sports+tecnologia. Muito foda o ramo da empresa (desenvolve hardware e software para maratonas (cronometragem) e corridas de carro/moto/kart. Muito feliz com o trampo novo!

    Ja viajei pra Europa, mexico e duas cidades pelos EUA nesses 3 meses pela empresa.
    Registre-se ou faça login para ver assinaturas.

  5. #555
    Chip Leader
    Data de Ingresso
    01/07/10
    Posts
    2.067
    Citação Postado originalmente por ekalil Ver Post
    Diploma na teoria pode valer mto pouco, mas na pratica ainda eh provavelmente o primeiro item que qualquer RH vai usar pra selecionar candidatos.

    Sempre que vcs pensarem em uma vaga de emprego, tentem imaginar que o RH recebe uma porrada de candidatos, entao o que eles fazem eh procurar formar de eliminar gente da forma mais rapida possivel.

    A primeira coisa eh olhar a formacao superior. Se nao tem, praticamente ja ta fora. A pessoa nem vai se dar ao trabalho de ver o resto do CV. Se tem, vai depender da escola. Dependendo da qualidade dos candidatos, se for uma escola sem um bom nome tb ja era. Depois de reduzir o pool de candidatos pra uma meia duzia eh que vao olhar com mais detalhe o resto.

    Tem uma pesquisa que apontou que, em media, um profissional de RH analisa um CV por 6 segundos.

    How to Make Your Resume Last Longer Than 6 Seconds | TIME.com

    Claro.
    Questão que na geração passada quem tinha ensino superior e/ou falava ingles, hoje ta rico.
    Nessa geração já parte do básico ter ensino superior.
    Qualquer vaga exige superior, ingles avançado, office avançado, etc etc etc pra fazer algo simples e ganhar R$1.200.
    ekalil and dunadan like this.
    Registre-se ou faça login para ver assinaturas.

  6. #556
    Chip Leader Avatar de dunadan
    Data de Ingresso
    27/01/10
    Localização
    Nova Zelândia
    Posts
    2.112
    Citação Postado originalmente por dunadan Ver Post
    Citação Postado originalmente por dunadan Ver Post
    Tenho 29 anos e uma vida que eu dificilmente imaginaria ter quando estava na faculdade. Sou do sul do RS e trabalho em Belém em uma construtora. Ganho um salário maior do que a grande maioria dos que postaram aqui (não quero parecer presunçoso, só não vou falar o valor pelas mesmas questões que o Urbach levantou) e a empresa paga aluguel, energia, tv a cabo, viagem pra casa todo mês com 3 dias de folga, etc. Como sou solteiro e sem filhos eu basicamente não tenho que mexer no meu dinheiro.

    Dificilmente alguém apostaria nessa vida pra mim quando meu pai, na época servente de pedreiro, conheceu a minha mãe e acabou engravidando ela com 13 anos (pois é ).
    Meus pais sempre trabalharam muito pra nada faltar em casa. Houve situações com algum aperto mas nada absurdo. Chegamos a morar por um tempo em uma casa sem água nem energia porque meu pai mesmo a construiu nos fins de semana e faltou grana pra fazer tudo de uma vez. Apesar de ambos terem estudado apenas até a quarta e quinta série, conseguiram depois de alguns anos abrir o próprio negócio. Com isso as coisas melhoraram bastante e tínhamos uma boa vida.

    Eu nessa situação toda não tinha ideia do que fazer da minha, acabei abandonando o ensino médio no meio sem qualquer razão pra isso. Com 19 anos resolvi pegar uma graninha que tinha e ir pra Europa trabalhar com qualquer coisa, acabei desistindo em um mês. Não por ser fresco e não aguentar as condições ou não querer trabalhar como garçom ou algo parecido, mas porque percebi que aquilo não ia me ajudar em nada na vida. Voltei e continuei trabalhando com a minha mãe (meus pais se separaram e ela continuou com o negócio).

    No ano seguinte eu fiz um daqueles supletivos de fim de semana que se faz todas as provas do ensino médio de uma vez e "me formei". Em seguida fiz vestibular pra administração e durante o curso trabalhei de graça por muito tempo pela experiência. Felizmente tive um bom chefe que teve um papel importante no meu desenvolvimento.

    Estou a 2 anos e meio no meu primeiro emprego de verdade e em condições muito boas, mas não quero isso pra minha vida. Não me sinto desmotivado mas tenho aquela sensação constante de que eu poderia estar fazendo algo muito maior.


    Sobre dinheiro e felicidade

    Eu não sou rico e nem fui pobre, mas vivi em condições muito diferentes das que vivo hoje. Não me preocupo muito com coisas materiais mas posso comprar o que quero, viajar quando quero ou ajudar quem eu quiser se necessário e não me preocupar se for demitido graças ao que guardei. Obviamente isso é excelente e dá uma tranquilidade e satisfação muito boas, mas em geral eu digo com sinceridade que eu sempre fui feliz.

    Não quero prolongar muito sobre esse assunto, mas acho que é consenso que a partir de um determinado ponto o dinheiro não contribui em nada na felicidade (de fato lembro de ler alguma pesquisa que mostra que a partir de um ponto ele prejudicaria ao invés de melhorar). O que realmente influencia, na minha opinião, são as expectativas que criamos e a maneira como enfrentamos as situações.

    Sem dúvida o que eu penso da vida e como eu enfrento as coisas é muito mais responsável por eu ser tão feliz do que o dinheiro que eu ganho com meu trabalho.
    Uns 6 meses depois desse tópico conversei com meu chefe e disse que queria sair da empresa para viajar. Fiquei ainda quase dois meses trabalhando para fazer uma transição suave e deixei as portas abertas. Meu principal destino seria o sudeste asiático, então pensei em 3 meses, que depois passei para 6 e quando finalmente saí do Brasil em Março decidi que ficaria viajando por um ano.
    Mais de 7 meses se passaram, agora cheguei na Tailândia depois de passar mais de meio ano na Europa. Trabalhei como voluntário em alguns lugares, passei o verão em uma ilha top, me perdi várias vezes, tive conversas muito interessantes, aprendi um pouquinho de vários idiomas que esqueci no outro dia, senti menos saudades de casa do que esperava, descobri que as pessoas são muito menos diferentes do que eu esperava. Me sinto muito mais confiante, melhorei muito meu inglês e até um pouco o espanhol, melhorei minhas habilidades com fotografia e me sinto muito mais confortável para falar em público.

    Em algum ponto decidi que um ano seria impossível, pensei em dois, conhecer todos os continentes. Recentemente consegui um visto para trabalhar por até um ano na Nova Zelândia, com o dólar como está vai dar um gás bom para realmente ir para todos os continentes eventualmente.

    Sinto saudades da minha família, especialmente meus sobrinhos pequenos, mas desde que saí não tive um dia ruim. Sei que é clichê, mas apesar de não ter casa, carro ou qualquer bem material me sinto cada dia mais rico e mais feliz de ser eu. Todo dia penso que tomei a decisão mais acertada da minha vida até agora. Pode ser que daqui a dois anos eu volte me ferre para achar emprego e me arrependa (apesar de que agora não consigo imaginar me arrependendo nem no pior cenário na volta para o Brasil).

    O melhor de tudo é que eu absolutamente não consigo imaginar limites para nada na minha vida agora e tenho plena consciência de que eu sou o único responsável pelo meu futuro. Se amanhã eu acordar querendo ser presidente do Brasil eu vou trabalhar para isso. Se eu não puder eu vou chegar o mais próximo possível e vou aproveitar a experiência de tentar mesmo que fracasse.

    Não tenho muitos planos pro futuro e nem imagino o que vou estar fazendo quando for quotar este post novamente. Espero que esteja dedicando alguma parte do meu tempo para ajudar outras pessoas, mas até agora não encontrei a maneira certa de fazer isso. Quanto ao trabalho, espero que a viagem me ajude a pensar qual seria uma boa carreira e que eu consiga segui-la. Se não tudo bem, talvez eu esteja sendo bobo e inocente, mas tenho a impressão de que estou aprendendo cada vez mais a aproveitar qualquer coisa que venha pela frente.
    Este tópico é o diário que eu nunca fiz. Não muito tempo depois desse tópico, enquanto estava na China, conheci uma dinamarquesa diferente de todo mundo que tinha conhecido até então. seguimos conversando, nos encontramos de novo na Indonésia, depois nas Filipinas. Em Maio resolvi ir para o Brasil porque um amigo ia casar e um novo sobrinho iria nascer. Minha então namorada foi em seguida e viajamos pelo Brasil, Uruguai e Argentina. Em setembro acabou era hora de ir para a Nova Zelândia porque estava no limite do meu working holiday visa - Se eu não entrasse até 10 de setembro, perderia o visto. A mulher foi para a Espanha e em seguida de volta para a Dinamarca.

    Estava animado em conhecer um lugar que eu sabia por fotos que era lindo, mas sem ideia de como seria o futuro com alguém que nesse ponto eu já amava bastante. Barreiras geográficas podem ser bem chatas.
    Cheguei na Nova Zelândia sem plano nenhum. Comecei a procurar emprego, mas a limitação do visto que eu tinha era de trabalhar no máximo 3 meses para a mesma empresa ficando no máximo um ano no Brasil. Esse limite reduz bastante as possibilidades de emprego e acabou demorando mais do que eu esperava para conseguir algo. Por sorte um amigo estava em Auckland e tinha um outro amigo que morava lá. Acabei ficando com eles e não ter que gastar com hospedagem/ter amigos em volta foi bem legal para o começo. Um outro conhecido que já esteve aqui disse que trabalhou nesse hotel em um parque nacional onde fica a maior montanha do país. Resolvi tentar e em dois dias consegui um emprego de porter, que é basicamente o cara que carrega malas e faz de tudo.

    O trabalho era divertido porque passava o dia tendo contato com pessoas do mundo todo, tanto as que trabalhavam aqui quando hóspedes. Enquanto ia descobrindo como as coisas funcionam, também descobri como eles eram ruins com processos, aumatização e gestão por aqui. Comecei a fazer algumas coisas em excel sempre que tinha um tempinho livre no trabalho. Meu chefe gostou e disse que tinha uma vaga para auditor e achava que eu me enquadrava no perfil. Nesse meio tempo as incertezas sobre o relacionamento que falei continuavam, mas esse esquema foi uma oportunidade para finalmente estarmos juntos. Coloquei como condição um emprego para ela e visto de trabalho para os dois. Eles aceitaram e me deram um aumento considerável.

    Neste momento nós dois moramos juntos em uma área que é patrimônio da humanidade, uma montanha enorme é a vista da janela da minha sala e eu tenho o prazer de trabalhar com gente de quase 30 países diferentes. Claro que nada é um sonho. Eu não sou apaixonado pelo trabalho, acho até bem entendiante. O ambiente de trabalho não é dos melhores por conta da gestão. Mas eu achei que nesse momento era a melhor oportunidade e eu decidi por isso. Perto do fim do ano a mulher vai pra Alemanha pra estudar e eu fico aqui até dezembro. Daí pra frente não sei como vai ser, vou estar sem planos mais uma vez e provavelmente procurando uma maneira de estar com ela. Quem sabe se no próximo review eu vou ser pai, monge, CEO de uma empresa que eu não iniciei ainda, vendedor de pulseiras ou piloto de avestruz?! Apesar das inseguranças e incertezas, essa é a vida que eu escolhi e eu sou grato por todas as coisas boas e todos os desafios que vêm com ela.
    Registre-se ou faça login para ver assinaturas.

  7. #557
    World Class Avatar de ekalil
    Data de Ingresso
    24/02/08
    Localização
    São Paulo
    Posts
    27.207
    @dunadan,

    Vc nao parece ser alguem que precise desse tipo de conselho, mas se em algum momento vc sentir que esta perdendo tempo, ganhando pouco ou qualquer coisa do tipo, lembre que essas experiencias valem mais do que qualquer coisa (pelo menos na minha opiniao).
    lagostinha and dunadan like this.
    Registre-se ou faça login para ver assinaturas.

  8. #558
    Chip Leader Avatar de panteracorderosa
    Data de Ingresso
    01/02/09
    Posts
    1.413
    Registre-se ou faça login para ver assinaturas.

  9. #559
    Expert Avatar de jigub
    Data de Ingresso
    26/05/10
    Localização
    Amazonas
    Posts
    2.837
    @dunadan

    pode me passar seu e-mail por MP pra gente trocar uma ideia?? Valeu irmão, abraços
    dunadan likes this.
    Registre-se ou faça login para ver assinaturas.

  10. #560
    World Class Avatar de squallz
    Data de Ingresso
    11/09/07
    Localização
    SP
    Posts
    7.730
    Citação Postado originalmente por squallz Ver Post
    To trabalhando como engenheiro civil em construção civil pesada, obra de infraestrutura urbana e capital. To tirando piso de eng (formado em janeiro): 6,5kr$

    Eu to bem satisfeito, achei que ia ser moleza o trabalho e até desmotivador, mas no fim cai numa área nova, com muito perspectiva e bastaante desafiadora (até demais, penso as vezes haha), mas é bom pelos motivos básicos: desafio e perspectiva. Claro que como downside, como é área nova, se não der certo, investi um tempo do inicio pra nada. Mas é all in né.

    A parte 'ruim' é que eu trabalho das 07 as 18, no mínimo, muitas vezes até as 20. Coloquei 'ruim' entre aspas pois eu não me incomodo pelo trabalho e sim por ficar sem tempo pras coisas pessoas, soma 1 hora de transito até em casa e acabou o dia. E o pior que quando eu olho pra progressão profissional normal, é mais carga de trabalho ainda. Fico com o olho aberto pq é complicado como vida, mas sei que no momento quero e tenho que fazer isso pelo planejamento que tenho de longo prazo.

    ahahhahahaha que top mano.

    Faz menos de 3 anos isso :OOO
    Registre-se ou faça login para ver assinaturas.

Permissões de postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •  
© 2007-2019 · MaisEV · Todos os direitos reservados