Clique Aqui [Política] - O andamento e as decisões de nossos governantes - Página 5102

Lista de Usuários Marcados

Página 5102 de 5173 PrimeiroPrimeiro ... 410246025002505250925100510151025103510451125152 ... ÚltimoÚltimo
Resultados 51.011 a 51.020 de 51727
Like Tree61855Likes

Tópico: [Política] - O andamento e as decisões de nossos governantes

  1. #51011
    Chip Leader Avatar de Taleb
    Data de Ingresso
    03/06/09
    Posts
    1.984
    Citação Postado originalmente por guioday Ver Post
    Ja sabia que ia ser muito ruim, mas ta aí, o infeliz conseguiu superar minhas expectativas.

    Cade o @Taleb?
    Fiz um posto esses dias sobre o Bolsonaro. Concordo contigo, MUITO PIOR do que qualquer expectativa.

    EU ERREI, deveria ter anulado meu voto.
    Registre-se ou faça login para ver assinaturas.

  2. #51012
    Expert Avatar de Andre Castro
    Data de Ingresso
    15/06/09
    Posts
    4.620
    Citação Postado originalmente por RRetired Ver Post
    Citação Postado originalmente por tzampa Ver Post
    O risco de um colapso na economia é muito real, porém ainda não consegui formar uma opinião a respeito dessa questão saúde pública x economia. O que vocês pensam a respeito?
    Essa é a pergunta do milhão no momento, aliás, do trilhão. Encontrar o equilíbrio entre o que deve parar e o que não deve parar nas próximas semanas é muito, muito, muito difícil.
    Com certeza. É muito difícil saber qual o equilíbrio, porque o benefício da intervenção - fechando estabelecimentos, parando atividades não essenciais etc - é mais visível (redução na propagação do vírus), enquanto os danos são mais indiretos e menos mensuráveis (um monte de gente vai ficar na merda e também ter problemas de saúde se para de trabalhar, o grosso da população não tem reservas pra suportar uma parada repentina das atividades...).

    De qualquer forma, eu acho muito bom que as medidas sejam bem rigorosas pra tentar evitar um pico muito grande de casos e o colapso no sistema de saúde, mesmo prejudicando a economia. Já tá mais que evidente que não vai ser possível evitar o contágio das pessoas e que o vírus, por ser de contágio muito fácil e causar poucos sintomas e complicações pra maior parte das pessoas, só vai parar de se propagar massivamente quando grande parte das pessoas forem criando imunidade (e a essa altura do campeonato, o número real de infectados no Brasil já deve estar na casa dos centenas de milhares).

    Agora, tem uma outra questão que me intriga mais que é o limite entre a proteção da saúde pública e o respeito à liberdade das pessoas, não consigo formar opinião clara a respeito. Enquanto as medidas se restringem à conscientização da população, divulgação de informações e fechamento de empresas e serviços públicos não essenciais, ok, sou super a favor. Mas não consigo ver com bons olhos essa história do governo, na melhor das boas intenções, querer proibir as pessoas de ficarem na rua, ficar na praia etc. Vi gente defendendo que devem multar quem anda na rua ou a polícia descer o pau em quem estiver na praia, acho isso bizarro.... E não estou defendendo ficar na praia, to quieto na minha casa, mas me assusta essa medida que me parece muito bem intencionada e muito invasiva. Até mesmo no exemplo aí do Silas Malafaia (que é um babaca da pior espécie), se o padre quer fazer a missa e os fiéis querem assistir, acham aquilo importante, não vejo com bons olhos o Estado se metendo pra fechar a igreja. E aqui não estou falando da efetividade da medida, mas da ética em adotá-la; todo ano morrem 50 mil pessoas no trânsito no Brasil, a maior parte nas estradas. Se proibirmos todas as pessoas de viajarem e o número de mortes diminuir, a medida está justificada?
    Picinin and giraudo like this.
    Registre-se ou faça login para ver assinaturas.

  3. #51013
    Chip Leader Avatar de giraudo
    Data de Ingresso
    29/12/07
    Posts
    2.041
    Citação Postado originalmente por Andre Castro Ver Post
    Citação Postado originalmente por RRetired Ver Post
    Citação Postado originalmente por tzampa Ver Post
    O risco de um colapso na economia é muito real, porém ainda não consegui formar uma opinião a respeito dessa questão saúde pública x economia. O que vocês pensam a respeito?
    Essa é a pergunta do milhão no momento, aliás, do trilhão. Encontrar o equilíbrio entre o que deve parar e o que não deve parar nas próximas semanas é muito, muito, muito difícil.
    Com certeza. É muito difícil saber qual o equilíbrio, porque o benefício da intervenção - fechando estabelecimentos, parando atividades não essenciais etc - é mais visível (redução na propagação do vírus), enquanto os danos são mais indiretos e menos mensuráveis (um monte de gente vai ficar na merda e também ter problemas de saúde se para de trabalhar, o grosso da população não tem reservas pra suportar uma parada repentina das atividades...).

    De qualquer forma, eu acho muito bom que as medidas sejam bem rigorosas pra tentar evitar um pico muito grande de casos e o colapso no sistema de saúde, mesmo prejudicando a economia. Já tá mais que evidente que não vai ser possível evitar o contágio das pessoas e que o vírus, por ser de contágio muito fácil e causar poucos sintomas e complicações pra maior parte das pessoas, só vai parar de se propagar massivamente quando grande parte das pessoas forem criando imunidade (e a essa altura do campeonato, o número real de infectados no Brasil já deve estar na casa dos centenas de milhares).

    Agora, tem uma outra questão que me intriga mais que é o limite entre a proteção da saúde pública e o respeito à liberdade das pessoas, não consigo formar opinião clara a respeito. Enquanto as medidas se restringem à conscientização da população, divulgação de informações e fechamento de empresas e serviços públicos não essenciais, ok, sou super a favor. Mas não consigo ver com bons olhos essa história do governo, na melhor das boas intenções, querer proibir as pessoas de ficarem na rua, ficar na praia etc. Vi gente defendendo que devem multar quem anda na rua ou a polícia descer o pau em quem estiver na praia, acho isso bizarro.... E não estou defendendo ficar na praia, to quieto na minha casa, mas me assusta essa medida que me parece muito bem intencionada e muito invasiva. Até mesmo no exemplo aí do Silas Malafaia (que é um babaca da pior espécie), se o padre quer fazer a missa e os fiéis querem assistir, acham aquilo importante, não vejo com bons olhos o Estado se metendo pra fechar a igreja. E aqui não estou falando da efetividade da medida, mas da ética em adotá-la; todo ano morrem 50 mil pessoas no trânsito no Brasil, a maior parte nas estradas. Se proibirmos todas as pessoas de viajarem e o número de mortes diminuir, a medida está justificada?
    Eu tb acho dificil essa questão de até onde o governo deve obrigar as pessoas a ficarem em casa. Tem uma diferença grande entre a forma como alguns países (França, Itália, Espanha) estão atuando - de uma forma mais ativa e obrigando o cidadão a ficar em casa, um lockdown mesmo - de outros (Alemanha, Holanda, UK), que estão cobrando o distanciamento social - não se aproximar a mais de 1.5m dos outros mas ainda permitindo as pessoas de saírem de casa, corridinha no parque, passeio e etc.

    Talvez os países mais ao norte sigam o lockdown quando chegarem no estágio que Itália e Espanha chegaram, enfim. Mas é uma questão difícil mesmo.

    Tem uma teoria de que as vezes uma medida mais drástica parece um overreaction para o momento, mas como tem um tempo de incubação de até 15 dias, as medidas tem que visar o cenário que virá e não o que já está se mostrando no momento.

    Agora de longe a pior atuação é negar e continuar levando a vida normalmente. Eu acho que o correto é permitir a propagação do vírus no limite da capacidade do sistema de saude, mas não sei qual o nível de interação entre as pessoas isso representaria.
    Picinin likes this.
    Registre-se ou faça login para ver assinaturas.

  4. #51014
    World Class Avatar de JoseIrineu
    Data de Ingresso
    12/09/07
    Localização
    São Paulo, Brasil
    Posts
    18.873
    Images
    16
    Citação Postado originalmente por RRetired Ver Post
    Citação Postado originalmente por tzampa Ver Post
    O risco de um colapso na economia é muito real, porém ainda não consegui formar uma opinião a respeito dessa questão saúde pública x economia. O que vocês pensam a respeito?
    Essa é a pergunta do milhão no momento, aliás, do trilhão. Encontrar o equilíbrio entre o que deve parar e o que não deve parar nas próximas semanas é muito, muito, muito difícil.
    Todos os países do mundo praticamente estão priorizando a saúde.

    Só o Brasil escolheu economia x saude. Só o presidente do Brasil, pq até os governadores, inclusive o Caiado, estão tentando priorizar a saúde.

    Essa notícia de que ele permitiu quatro meses sem salário pra população pra pressionar os governadores mostrou que, ele Guedes e Olavo são assassinos.

    Pensando em questões relevantes, pra mim o que o Covid fez foi repensar o capitalismo. Capitalismo tem sido um sonho bonito, mas impraticável em um momento como esse, onde a prioridade da humanidade é salvar vidas.
    Preacher and smiiters like this.
    Registre-se ou faça login para ver assinaturas.

  5. #51015
    Chip Leader
    Data de Ingresso
    15/08/13
    Posts
    1.784
    "Bolsonaro assina MP que prevê suspensão de contratos de trabalho por 4 meses"

    O gado: "Boa meu presidente! Certíssimo!!"

    "Bolsonaro revoga trecho de MP que previa suspensão de contratos de trabalho por 4 meses"

    O gado: "Boa meu presidente! Certíssimo!!"

    Essa vida de gado não deve ser fácil
    Registre-se ou faça login para ver assinaturas.

  6. #51016
    World Class Avatar de RRetired
    Data de Ingresso
    28/09/07
    Posts
    6.223
    Citação Postado originalmente por JoseIrineu Ver Post
    Citação Postado originalmente por RRetired Ver Post
    Citação Postado originalmente por tzampa Ver Post
    O risco de um colapso na economia é muito real, porém ainda não consegui formar uma opinião a respeito dessa questão saúde pública x economia. O que vocês pensam a respeito?
    Essa é a pergunta do milhão no momento, aliás, do trilhão. Encontrar o equilíbrio entre o que deve parar e o que não deve parar nas próximas semanas é muito, muito, muito difícil.
    Todos os países do mundo praticamente estão priorizando a saúde.

    Só o Brasil escolheu economia x saude. Só o presidente do Brasil, pq até os governadores, inclusive o Caiado, estão tentando priorizar a saúde.

    Essa notícia de que ele permitiu quatro meses sem salário pra população pra pressionar os governadores mostrou que, ele Guedes e Olavo são assassinos.

    Pensando em questões relevantes, pra mim o que o Covid fez foi repensar o capitalismo. Capitalismo tem sido um sonho bonito, mas impraticável em um momento como esse, onde a prioridade da humanidade é salvar vidas.
    Sim, a prioridade precisa ser a saúde, precisamos salvar o máximo de vidas possível. Mas mesmo priorizando a saúde, não dá pra esquecer que para produzir e distribuir o mínimo para as pessoas sobreviverem durante e após a pandemia, alguns setores da economia não podem simplesmente parar. Encontrar esse equilíbrio sem fazer cagada é um desafio MUITO foda.

    Quando a gente pensa superficialmente, parece simples, mantém os serviços essenciais funcionando e fecha o resto, mas quando você começa a analisar quantos processos e pessoas trabalhando são necessárias para praticamente tudo o que a gente consome, a gente vê que o buraco é beeeeeem mais embaixo. Vamos pegar um frango como exemplo, para que um pedaço de frango chegue na nossa mesa, não é só deixar o supermercado aberto, precisa criar os frangos, fazer o abate, processar as carnes, a ração do frango, os remédios deles, as embalagens de tudo isso, a logística de tudo isso, o combustível dos caminhões, peças, pneus, mecânicos, as peças e manutenção para todas as máquinas envolvidas em todos esses processos, o transporte de todos os funcionários envolvidos em todos esses processos, etc, etc, etc...Isso eu tô falando de um simples frango no supermercado. A economia é como uma máquina cheia de engrenagens, algumas são dispensáveis a curto/médio prazo, mas tem uma boa parte dela que não pode parar nem por 1 semana. A gente viveu isso por 1 semana em 2018 com a greve dos caminhoneiros só que dessa vez vai ser infinitamente pior.

    Pra ninguém vir distorcer o que eu falei aqui: Eu NÃO estou dizendo que nós devemos priorizar a economia em relação a saúde. Eu acredito muito no potencial de destruição dessa porra de vírus. Estou dizendo que precisa ter inteligência para definir os setores que irão fechar, e o principal, como a gente faz para que os setores e empresas fechadas não morram nos próximos meses.
    Picinin, Andre Castro and Stolf like this.
    Registre-se ou faça login para ver assinaturas.

  7. #51017
    Chip Leader
    Data de Ingresso
    15/08/13
    Posts
    1.784
    Talvez não seja mesmo uma decisão muito fácil de ser tomada, mas a meu ver, a balança nesse momento deveria pender pro lado da saúde, ante a economia. Pessoas vão morrer se nada for feito, já pelo lado econômico, pessoas vão falir? Talvez sim, mas podem se recuperar depois, porque não? É difícil? Sim, muito. Mas acho que no momento a prioridade deveria ser essa.
    O governo também deveria ajudar, assim como os EUA estão ajudando as famílias com doações em dinheiro. O Brasil deveria fazer o mesmo, afinal, pagamos impostos pra que? Pra quando precisarmos, ninguém fazer nada? Logicamente não as pessoas que tem condições de se manter por um período, mas aqueles que trabalham e não tem uma poupança pra se sustentar, deveriam ser financiados pelo governo durante uns meses até voltarem aos seus trabalhos. Poderia servir como um "empréstimo" também, porque não? Pega agora e paga depois sem juros.. o que acontece com os salários dos políticos que não estão trabalhando? São pagos normalmente, né? Acho que o maior exemplo deveria vir de cima, e não está vindo.
    Preacher likes this.
    Registre-se ou faça login para ver assinaturas.

  8. #51018
    Expert Avatar de Andre Castro
    Data de Ingresso
    15/06/09
    Posts
    4.620
    Citação Postado originalmente por Bob&Wailers Ver Post
    Talvez não seja mesmo uma decisão muito fácil de ser tomada, mas a meu ver, a balança nesse momento deveria pender pro lado da saúde, ante a economia. Pessoas vão morrer se nada for feito, já pelo lado econômico, pessoas vão falir? Talvez sim, mas podem se recuperar depois, porque não? É difícil? Sim, muito. Mas acho que no momento a prioridade deveria ser essa.
    O governo também deveria ajudar, assim como os EUA estão ajudando as famílias com doações em dinheiro. O Brasil deveria fazer o mesmo, afinal, pagamos impostos pra que? Pra quando precisarmos, ninguém fazer nada? Logicamente não as pessoas que tem condições de se manter por um período, mas aqueles que trabalham e não tem uma poupança pra se sustentar, deveriam ser financiados pelo governo durante uns meses até voltarem aos seus trabalhos. Poderia servir como um "empréstimo" também, porque não? Pega agora e paga depois sem juros.. o que acontece com os salários dos políticos que não estão trabalhando? São pagos normalmente, né? Acho que o maior exemplo deveria vir de cima, e não está vindo.
    As pessoas também tem problemas de saúde e morrem em função de problemas econômicos, essa é a questão. Economia, grosseiramente, são um monte de seres humanos trocando bens e serviços, a subsistência da vida humana depende desse processo. A preocupação não é só com as empresas falindo ou perdendo dinheiro, mas com as pessoas envolvidas e as consequências que elas sofrem. O post do @RRetired resume bem isso. É muito simplório o discurso de que qualquer medida que combata a expansão do vírus é a melhor, sem interessar quais os efeitos colaterais para o sistema econômico, que basta o governo distribuir dinheiro pros pobres e tá tudo certo.
    Picinin likes this.
    Registre-se ou faça login para ver assinaturas.

  9. #51019
    Chip Leader
    Data de Ingresso
    15/08/13
    Posts
    1.784
    Citação Postado originalmente por Andre Castro Ver Post
    Citação Postado originalmente por Bob&Wailers Ver Post
    Talvez não seja mesmo uma decisão muito fácil de ser tomada, mas a meu ver, a balança nesse momento deveria pender pro lado da saúde, ante a economia. Pessoas vão morrer se nada for feito, já pelo lado econômico, pessoas vão falir? Talvez sim, mas podem se recuperar depois, porque não? É difícil? Sim, muito. Mas acho que no momento a prioridade deveria ser essa.
    O governo também deveria ajudar, assim como os EUA estão ajudando as famílias com doações em dinheiro. O Brasil deveria fazer o mesmo, afinal, pagamos impostos pra que? Pra quando precisarmos, ninguém fazer nada? Logicamente não as pessoas que tem condições de se manter por um período, mas aqueles que trabalham e não tem uma poupança pra se sustentar, deveriam ser financiados pelo governo durante uns meses até voltarem aos seus trabalhos. Poderia servir como um "empréstimo" também, porque não? Pega agora e paga depois sem juros.. o que acontece com os salários dos políticos que não estão trabalhando? São pagos normalmente, né? Acho que o maior exemplo deveria vir de cima, e não está vindo.
    As pessoas também tem problemas de saúde e morrem em função de problemas econômicos, essa é a questão. Economia, grosseiramente, são um monte de seres humanos trocando bens e serviços, a subsistência da vida humana depende desse processo. A preocupação não é só com as empresas falindo ou perdendo dinheiro, mas com as pessoas envolvidas e as consequências que elas sofrem. O post do @RRetired resume bem isso. É muito simplório o discurso de que qualquer medida que combata a expansão do vírus é a melhor, sem interessar quais os efeitos colaterais para o sistema econômico, que basta o governo distribuir dinheiro pros pobres e tá tudo certo.
    Então, aí temos que colocar na balança o que vale mais a pena: milhares de pessoas morrerem por manter os seus negócios funcionando em meio a uma pandemia, ou preservar a saúde e respeitar um método que é eficaz no combate ao vírus que é permanecer em casa? Nunca passamos por isso antes.. mas já vimos o que aconteceu em outros países que não respeitaram a quarentena. É mais ou menos o que diz esse video aqui:


    Mas falo por mim né.. no meu caso, prefiro meu pai falido do que morto. E ele trabalha com "bens e serviços"..
    Preacher and Stolf like this.
    Registre-se ou faça login para ver assinaturas.

  10. #51020
    World Class Avatar de JoseIrineu
    Data de Ingresso
    12/09/07
    Localização
    São Paulo, Brasil
    Posts
    18.873
    Images
    16
    Sem maldade, mas vocês estão usando palavra pra cacete pra falar o óbvio, todo mundo já sabe como funciona a economia e ficou claro que o capitalismo não sobrevive as medidas necessárias pra se preservar a espécie humana.

    De uma maneira simples, em um mundo perfeito, o Bolsonaro ouve o Atila e o Paulo Guedes da os pulos dele pra fazer acontecer.

    Tem gente propondo que o melhor é todo mundo pegar de uma vez pq vai impactar menos na economia, aliás é a proposta do Bolsonaro.

    Não tem como caminhar junto nesse momento capitalismo e salvar vidas.

    Eu torço de verdade pra que depois disso o planeta entenda melhor o papel do capital e das relações de trabalho.
    Preacher likes this.
    Registre-se ou faça login para ver assinaturas.

Permissões de postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •  
© 2007-2019 · MaisEV · Todos os direitos reservados