Clique Aqui [Política] - O andamento e as decisões de nossos governantes - Página 5052

Lista de Usuários Marcados

Página 5052 de 5073 PrimeiroPrimeiro ... 40524552495250025042505050515052505350545062 ... ÚltimoÚltimo
Resultados 50.511 a 50.520 de 50728
Like Tree60458Likes

Tópico: [Política] - O andamento e as decisões de nossos governantes

  1. #50511
    Expert Avatar de smiiters
    Data de Ingresso
    25/02/12
    Posts
    3.857
    Esses mercadores da fé de pobre são os maiores canalhas do Brasil.

    Registre-se ou faça login para ver assinaturas.

  2. #50512
    Breakeven
    Data de Ingresso
    03/01/15
    Posts
    69
    Citação Postado originalmente por Picinin Ver Post
    Citação Postado originalmente por felipesilveira Ver Post
    ela caiu pq não salvou o cunha e foi retaliada pelo PMDB, até quem acompanha superficialmente pela mídia como no meu caso sabe disso....
    Então talvez seja o caso de você acompanhar mais profundamente.
    Picinin, eu sou mais um que tb admira muito os seus posts cara.

    A palavra Golpe pode não ser a correta a ser utilizada nesse caso, pois tudo que o PMDB fez foi dentro da LEI, você realmente não acredita que a retaliação a Dilma foi motivada pelo fato do PT não salvar o mandado do Cunha e por quais motivos?
    Registre-se ou faça login para ver assinaturas.

  3. #50513
    World Class Avatar de Picinin
    Data de Ingresso
    20/10/07
    Posts
    11.452
    Citação Postado originalmente por felipesilveira Ver Post
    Citação Postado originalmente por Picinin Ver Post
    Citação Postado originalmente por felipesilveira Ver Post
    ela caiu pq não salvou o cunha e foi retaliada pelo PMDB, até quem acompanha superficialmente pela mídia como no meu caso sabe disso....
    Então talvez seja o caso de você acompanhar mais profundamente.
    Picinin, eu sou mais um que tb admira muito os seus posts cara.

    A palavra Golpe pode não ser a correta a ser utilizada nesse caso, pois tudo que o PMDB fez foi dentro da LEI, você realmente não acredita que a retaliação a Dilma foi motivada pelo fato do PT não salvar o mandado do Cunha e por quais motivos?
    Esse foi um dos motivos, mas tá longe de ser o único. A Dilma caiu, IMO, porque tava completamente sem rumo desde a metade do primeiro mandato. E isso só piorou no segundo mandato, porque a Dilma se reelegeu defendendo a "Nova Matriz Econômica" e prometendo mantê-la, mas assim que assumiu chamou o Levy para implantar exatamente o contrário no que ela disse que faria. Só que também não apoiou o Levy, que acabou caindo rapidinho. Esse mesmo cenário se repetiu na articulação política, o que fez com que a Dilma perdesse o apoio político.

    Aliás, foi essa insatisfação do parlamento em geral com o comportamento errático da Dilma é que alçou o Cunha à posição de Presidente da Câmara. Ele era um dos líderes do Centrão, mas muito longe de ter a importância que ganhou no governo Dilma. E a insatisfação não era só da oposição. O centrão, que era base, e muitos deputados de partidos de esquerda também estavam insatisfeitos com a Dilma, ainda que por motivos diferentes

    Vale lembrar que a Dilma colocou um parça do sul (que eu nem lembro o nome, de tão irrelevante politicamente) na articulação política. Não durou dois meses. Aí colocou o Temer para articular. Ele conseguiu acalmar a base, mas a Dilma foi lá e descumpriu tudo que tinha sido acordado. A partir desse momento, o próprio Temer abandonou o barco e parou de defender.

    Não tem jeito, o presidente tem que ser a pessoa do consenso, da articulação. Se ele compra briga com todo mundo, e não cumpre o que prometeu, vai perder apoio mesmo, como estamos vendo acontecer de novo.

    À insatisfação de grande parte do parlamento com a Dilma, somou-se a desaprovação popular crescent
    Registre-se ou faça login para ver assinaturas.

  4. #50514
    Chip Leader Avatar de Taleb
    Data de Ingresso
    03/06/09
    Posts
    1.921
    Citação Postado originalmente por rbmrenato Ver Post
    Entendo a definição de Golpe de Estado. Mas vejo que o impeachment da Dilma foi uma articulação de parte do governo e legislativo para desvincular o crime eleitoral (pedaladas fiscais) de modo que parte do governo (PMDB) não fosse atingido, com a promessa de que isso seria o 'melhor para todos', o famoso acordão.
    De fato houve as 'pedaladas fiscais' para encobrir a situação econômica com intenções eleitorais, o que caracteriza um crime eleitoral e creio que nesse caso o impeachment deveria ser da chapa (Dilma e Temer), o que você pode confirmar mais precisamente.
    Então quando a chapa toda deveria ser impedida, mas apenas parte dela foi, vejo como um não cumprimento do procedimento correto do impeachment, é como se fosse uma brecha na lei.
    Só o fato de você considerar que as pedaladas fiscais foram um crime eleitoral já mostra que você não entendeu o que aconteceu.

    Aliás, até o termo "pedaladas fiscais" é um eufemismo justamente pra diminuir sua importância.

    O @Picinin está sendo bondoso ao aceitar que não houve crime e que mesmo assim é possível ocorrer um impeachment legal, mas o fato é que ela cometeu um crime de responsabilidade fiscal que obviamente teria passado impune se ela tivesse apoio popular e político. Como ela foi um dos maiores desastres político-econômico da nossa história se aproveitaram desse crime pra "justificar" o impeachment.
    Picinin likes this.
    Registre-se ou faça login para ver assinaturas.

  5. #50515
    World Class Avatar de lagostinha
    Data de Ingresso
    27/09/07
    Posts
    27.355
    Images
    2
    Citação Postado originalmente por kako Ver Post
    Eu concordo com o picinin, e acho que mais importante do que o apoio popular é o apoio politico, vide o caso temer, que tinha 0 de apoio popular, mas tinha um apoio politico bem solido, que impediu qq abertura de processo contra ele, e ainda conseguiu passar reformas como a trabalhista, e quase conseguiu passar a previdencia não fosse as trapalhadas do Janot...


    O governo Bolsonaro teve a faca e o queijo na mão, poderia ter amplo apoio politico, ja que boa parte do congresso foi eleita por causa da figura do presidente e como todo começo de mandato poderia ter bom apoio popular, era só o presidente ter se comportado de maneira a não criar conflitos totoalmente desnecessarios...

    Agora o governo Bolsonaro ja nao tem apoio popular, e no campo politico ainda ta tudo muito bagunçado, mas como a principal caracteristica do governo e do seu entorno que mais o influencia (filhos e o guru malucão) é de fomentar brigas/intrigas, e bem provavel que o Bolsonaro perca também seu apoio politico, mas por outro lado, a oposição e ate mesmo o centro não tem interesse num impeachmen do Bolsonaro, pq dai quem assumiria seria o Mourão, que apesar de nao ter popularidade, e 1000x mais inteligente que o Bolsonaro...
    eu acho que o bolsonaro ainda tem mto apoio popular, se fosse so o congresso acho que ja estariam elaborando em como enrabar ele
    Registre-se ou faça login para ver assinaturas.

  6. #50516
    World Class Avatar de Picinin
    Data de Ingresso
    20/10/07
    Posts
    11.452
    Citação Postado originalmente por Taleb Ver Post
    Citação Postado originalmente por rbmrenato Ver Post
    Entendo a definição de Golpe de Estado. Mas vejo que o impeachment da Dilma foi uma articulação de parte do governo e legislativo para desvincular o crime eleitoral (pedaladas fiscais) de modo que parte do governo (PMDB) não fosse atingido, com a promessa de que isso seria o 'melhor para todos', o famoso acordão.
    De fato houve as 'pedaladas fiscais' para encobrir a situação econômica com intenções eleitorais, o que caracteriza um crime eleitoral e creio que nesse caso o impeachment deveria ser da chapa (Dilma e Temer), o que você pode confirmar mais precisamente.
    Então quando a chapa toda deveria ser impedida, mas apenas parte dela foi, vejo como um não cumprimento do procedimento correto do impeachment, é como se fosse uma brecha na lei.
    Só o fato de você considerar que as pedaladas fiscais foram um crime eleitoral já mostra que você não entendeu o que aconteceu.

    Aliás, até o termo "pedaladas fiscais" é um eufemismo justamente pra diminuir sua importância.

    O @Picinin está sendo bondoso ao aceitar que não houve crime e que mesmo assim é possível ocorrer um impeachment legal, mas o fato é que ela cometeu um crime de responsabilidade fiscal que obviamente teria passado impune se ela tivesse apoio popular e político. Como ela foi um dos maiores desastres político-econômico da nossa história se aproveitaram desse crime pra "justificar" o impeachment.
    Na verdade, eu tava apenas fazendo a distinção entre crime de responsabilidade e crime. Juridicamente crime de responsabilidade não tem a mesma natureza de crime, entendido como infração penal. Ou seja, crime de responsabilidade não é gênero da espécie crime - como, por exemplo, são os crimes eleitorais, crimes contra a honra, etc. Logo, ele não pode ser pensado pela mesma lógica, não é regido pelos mesmos princípios.
    Registre-se ou faça login para ver assinaturas.

  7. #50517
    World Class Avatar de lagostinha
    Data de Ingresso
    27/09/07
    Posts
    27.355
    Images
    2
    Citação Postado originalmente por Taleb Ver Post
    Citação Postado originalmente por rbmrenato Ver Post
    Entendo a definição de Golpe de Estado. Mas vejo que o impeachment da Dilma foi uma articulação de parte do governo e legislativo para desvincular o crime eleitoral (pedaladas fiscais) de modo que parte do governo (PMDB) não fosse atingido, com a promessa de que isso seria o 'melhor para todos', o famoso acordão.
    De fato houve as 'pedaladas fiscais' para encobrir a situação econômica com intenções eleitorais, o que caracteriza um crime eleitoral e creio que nesse caso o impeachment deveria ser da chapa (Dilma e Temer), o que você pode confirmar mais precisamente.
    Então quando a chapa toda deveria ser impedida, mas apenas parte dela foi, vejo como um não cumprimento do procedimento correto do impeachment, é como se fosse uma brecha na lei.
    Só o fato de você considerar que as pedaladas fiscais foram um crime eleitoral já mostra que você não entendeu o que aconteceu.

    Aliás, até o termo "pedaladas fiscais" é um eufemismo justamente pra diminuir sua importância.

    O @Picinin está sendo bondoso ao aceitar que não houve crime e que mesmo assim é possível ocorrer um impeachment legal, mas o fato é que ela cometeu um crime de responsabilidade fiscal que obviamente teria passado impune se ela tivesse apoio popular e político. Como ela foi um dos maiores desastres político-econômico da nossa história se aproveitaram desse crime pra "justificar" o impeachment.
    entao, acho que por esse ponto que acusam como golpe, tipo, todo mundo fez e faz e nunca deu nada, ai quiseram usar isso de desculpa pra tirar ela. eles vao sempre bater nessa tecla ne. Os outros presidentes fizeram e nao deu em nd
    Registre-se ou faça login para ver assinaturas.

  8. #50518
    Expert
    Data de Ingresso
    27/12/09
    Posts
    2.669
    Citação Postado originalmente por lagostinha Ver Post
    Citação Postado originalmente por Taleb Ver Post
    Citação Postado originalmente por rbmrenato Ver Post
    Entendo a definição de Golpe de Estado. Mas vejo que o impeachment da Dilma foi uma articulação de parte do governo e legislativo para desvincular o crime eleitoral (pedaladas fiscais) de modo que parte do governo (PMDB) não fosse atingido, com a promessa de que isso seria o 'melhor para todos', o famoso acordão.
    De fato houve as 'pedaladas fiscais' para encobrir a situação econômica com intenções eleitorais, o que caracteriza um crime eleitoral e creio que nesse caso o impeachment deveria ser da chapa (Dilma e Temer), o que você pode confirmar mais precisamente.
    Então quando a chapa toda deveria ser impedida, mas apenas parte dela foi, vejo como um não cumprimento do procedimento correto do impeachment, é como se fosse uma brecha na lei.
    Só o fato de você considerar que as pedaladas fiscais foram um crime eleitoral já mostra que você não entendeu o que aconteceu.

    Aliás, até o termo "pedaladas fiscais" é um eufemismo justamente pra diminuir sua importância.

    O @Picinin está sendo bondoso ao aceitar que não houve crime e que mesmo assim é possível ocorrer um impeachment legal, mas o fato é que ela cometeu um crime de responsabilidade fiscal que obviamente teria passado impune se ela tivesse apoio popular e político. Como ela foi um dos maiores desastres político-econômico da nossa história se aproveitaram desse crime pra "justificar" o impeachment.
    entao, acho que por esse ponto que acusam como golpe, tipo, todo mundo fez e faz e nunca deu nada, ai quiseram usar isso de desculpa pra tirar ela. eles vao sempre bater nessa tecla ne. Os outros presidentes fizeram e nao deu em nd
    Mas eu entendi o ponto do Picinin.
    Não precisa cometer nenhum crime ou infração para ser impedido. Basta ter 2/3 do congresso não concordando com a continuidade do Presidente. O impeachment é um processo político, dai ele não é 'justo', é simplesmente político.
    O não cumprimento a algumas regras são tolerados enquanto existe a concordância política do legislativo com o Presidente.
    Registre-se ou faça login para ver assinaturas.

  9. #50519
    Chip Leader Avatar de Taleb
    Data de Ingresso
    03/06/09
    Posts
    1.921
    Citação Postado originalmente por lagostinha Ver Post
    entao, acho que por esse ponto que acusam como golpe, tipo, todo mundo fez e faz e nunca deu nada, ai quiseram usar isso de desculpa pra tirar ela. eles vao sempre bater nessa tecla ne. Os outros presidentes fizeram e nao deu em nd
    Esse é outro erro comum sobre o assunto, tentar encontrar uma equivalência entre o que foi feito no passado e o que foi feito pelo governo Dilma. E não é apenas uma questão de escala, mas também de forma.

    Vou tentar explicar de forma resumida:

    O governo utiliza os bancos (principalmente os públicos) para pagar suas obrigações. Pra que isso seja feito o tesouro PRECISA repassar as verbas para os bancos. Não é permitido que o governo utilize recursos dos bancos pra se financiar.

    Acontece que em vários momentos aparecem algumas despesas que variam com relação ao orçamento estabelecido e que precisam ser pagas. O que aconteceu nos governos passados é que os bancos quitaram de fato essas despesas e no repasse do mês seguinte os governos transferiram essa diferença. Do ponto de vista prático é plenamente razoável entender pq isso acontece, mesmo sendo proibido.

    O que aconteceu no governo Dilma não foi nada disso. Ela passou a financiar os gastos do governo com dinheiro público sem fazer nenhum repasse, por isso que quando mostram o comparativo entre o que ela fez e o que os outros governos fizeram dá uma diferença de volume absurdo.

    E não para por aí, quando terminou o ano fiscal a Dilma além de não quitar os débitos com os bancos ainda omitiu esse passivo das contas públicas, fazendo parecer que as contas estavam em equilíbrio quando o rombo já era muito maior.

    Achar que o que a Dilma fez é equivalente ao que foi feito no passado é não entender o nivel da fraude que a Dilma cometeu com as contas públicas.
    lagostinha likes this.
    Registre-se ou faça login para ver assinaturas.

  10. #50520
    World Class Avatar de lagostinha
    Data de Ingresso
    27/09/07
    Posts
    27.355
    Images
    2
    Citação Postado originalmente por rbmrenato Ver Post
    Citação Postado originalmente por lagostinha Ver Post
    Citação Postado originalmente por Taleb Ver Post
    Citação Postado originalmente por rbmrenato Ver Post
    Entendo a definição de Golpe de Estado. Mas vejo que o impeachment da Dilma foi uma articulação de parte do governo e legislativo para desvincular o crime eleitoral (pedaladas fiscais) de modo que parte do governo (PMDB) não fosse atingido, com a promessa de que isso seria o 'melhor para todos', o famoso acordão.
    De fato houve as 'pedaladas fiscais' para encobrir a situação econômica com intenções eleitorais, o que caracteriza um crime eleitoral e creio que nesse caso o impeachment deveria ser da chapa (Dilma e Temer), o que você pode confirmar mais precisamente.
    Então quando a chapa toda deveria ser impedida, mas apenas parte dela foi, vejo como um não cumprimento do procedimento correto do impeachment, é como se fosse uma brecha na lei.
    Só o fato de você considerar que as pedaladas fiscais foram um crime eleitoral já mostra que você não entendeu o que aconteceu.

    Aliás, até o termo "pedaladas fiscais" é um eufemismo justamente pra diminuir sua importância.

    O @Picinin está sendo bondoso ao aceitar que não houve crime e que mesmo assim é possível ocorrer um impeachment legal, mas o fato é que ela cometeu um crime de responsabilidade fiscal que obviamente teria passado impune se ela tivesse apoio popular e político. Como ela foi um dos maiores desastres político-econômico da nossa história se aproveitaram desse crime pra "justificar" o impeachment.
    entao, acho que por esse ponto que acusam como golpe, tipo, todo mundo fez e faz e nunca deu nada, ai quiseram usar isso de desculpa pra tirar ela. eles vao sempre bater nessa tecla ne. Os outros presidentes fizeram e nao deu em nd
    Mas eu entendi o ponto do Picinin.
    Não precisa cometer nenhum crime ou infração para ser impedido. Basta ter 2/3 do congresso não concordando com a continuidade do Presidente. O impeachment é um processo político, dai ele não é 'justo', é simplesmente político.
    O não cumprimento a algumas regras são tolerados enquanto existe a concordância política do legislativo com o Presidente.
    e isso eh bem escroto diga se de passagem ne, dessa forma ou continua o "jogo" politico ou o kra roda ne

    imo se o povo elegeu so poderiam tirar ele se cometesse algum crime...

    talvez o unico cenario sick seria se o presidente fosse mto louco nas decisoes e foderia absurdo o pais, mas acho que ate os loucos nao sao tao loucos a esse ponto ne
    Registre-se ou faça login para ver assinaturas.

Permissões de postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •  
© 2007-2019 · MaisEV · Todos os direitos reservados