Clique Aqui Artigo meu sobre estratégia de torneio ("Em espadas").

Lista de Usuários Marcados

Página 1 de 6 123 ... ÚltimoÚltimo
Resultados 1 a 10 de 53
Like Tree4Likes

Tópico: Artigo meu sobre estratégia de torneio ("Em espadas").

  1. #1
    Chip Leader
    Data de Ingresso
    29/04/08
    Localização
    Rio de Janeiro
    Posts
    1.630

    Artigo meu sobre estratégia de torneio ("Em espadas").

    Moçada,
    Vou reproduzir aqui mais um texto que acabei de postar na minha coluna no site da ACP (||| Blog da ACP ||| Coluna Marcos Skecth), e acho que muitos aqui podem curtir, pois fala de alguns conceitos interessantes sobre estratégia de torneio..

    Lembrando sempre que o publico do site são live players, por isso o caráter "educativo" (tipo explicando alguns termos e tal). Como sempre, se alguém discorda de algo, fiquem à vontade pra comentar/opinar!

    abs,
    Sketch


    ______________________________

    Olá a todos!
    Andei um pouco ausente desta coluna, mas cá estamos!

    Faz um tempo quero escrever sobre uma jogada a meu ver bem interessante, da qual participei durante o torneio Iron Man, que ocorreu na ACP alguns meses atrás.

    Essa jogada, na época, rendeu muitos comentários e até uma certa polêmica: alguns achavam a jogada muito ruim, outros muito boa. Uns não entendiam, outros achavam arriscada demais e quase todo mundo que acompanhou veio me perguntar sobre meu raciocínio durante a mão.

    Resolvi escrever este texto pois acho que essa mão traz alguns conceitos bem interessantes sobre os quais gostaria de comentar.

    Pra quem não conhece, o Iron Man é um torneio com estrutura Deep Stack (mesmo! 1hora de blinds e 20mil fichas, começando 25-50) e buy-in de R$2.400. Cerca de 30 competidores iniciaram o torneio (que duraria ao todo quatro dias, com cerca de 6h de jogo por dia) e por conta da estrutura e do buy-in, eu sabia que a maioria deles iria adotar uma estratégia conservadora, evitando jogar potes muito grandes ou se envolver em mãos de alto risco, afinal ninguém estava disposto a colocar tantas fichas (400 BBs na primeira hora!) a perder, nem a cair no primeiro dia de um torneio desses. E aí temos o primeiro conceito:

    # Jogue de maneira OPOSTA à de seus oponentes!

    A melhor estratégia a ser adotada num dado momento de torneio será sempre a OPOSTA à que a maioria da mesa adotar. Se todos estiverem tight e seguros jogando potes pequenos, você irá ganhar muitas vezes jogando loose (pois ninguém vai querer se envolver com mãos marginais), bem como aumentando bastante os potes pequenos (pois ninguém vai querer assumir muitos riscos). Da mesma forma, se a mesa estivesse muito loose, você ganharia mais jogando tight, pois iria explorar as tendências da mesa de "pôr ficha no pano" somente nas situações em que fosse favorito, ou seja, só apostando por valor. O mesmo vale para os perfis passivo e agressivo, por exemplo.

    Se você jogar um torneio dessa forma, certamente irá ouvir da mesa comentáros do tipo “você ficou louco?” e “eu jamais faria isso”, que provavelmente serão bom sinal, pois atesta que você está jogando de forma contrária à dos oponentes e, com isso, explorando suas tendencias.

    __________________________________________________

    Sabedor disso, resolvi apertar a mesa desde cedo e já na primeira hora e meia, graças a algumas boas situações, havia dobrado meu stack. Um bom exemplo do que falei no parágrafo acima foi uma mão em que eu tinha e após aumentar em posição inicial, ganhei dois calls, do cut-off e botão. No Flop , as duas cartas em espadas me deram o flush draw. Ao invés de apostar e pagar uma volta, ou dar check/call numa aposta, optei por dar check-raise, pois ambos os jogadores que pagaram eram agressivos e poderiam apostar. Ocorre que não só o cut-off apostou, como o botão tb aumentou, fazendo com que meu check-raise acabasse sendo o all-in! Veja só: em apenas 1hora de um torneio deep stack, eu estava de all-in, forçando meus oponentes a tomar uma decisão de centenas de big blinds que valeria seus torneios. Havia cerca de 7mil no pote com todas as apostas, e eu empurrei 20mil (que era o stack deles) sabendo que eles só poderiam pagar com uma trinca. Não havia seqüência no bordo e o principal draw era o (meu) flush. Ou seja, teoricamente e principalmente pelos motivos já citados no 1º. parágrafo, ambos a princípio não poderiam dar o call com dois pares, muito menos com draws ou top-pair (aliás, top-pair sequer seria favorito contra minha mão, já que com flush draw + overcards eu tinha melhores chances do que uma mão como , por exemplo). Ou seja, eu estava fazendo a maior parte do *range* de meus adversários largar, sendo pago apenas numa menor freqüência - contra a qual eu ainda tinha uma chance considerável. Joguei portanto contando com o que chamamos de "equity" da minha mão, colocando a pressão no adversário ao mesmo tempo que contava com a defesa da mão. Dessa forma, grande parte das vezes ganho a mão com eles foldando, e mesmo que fosse pago por uma trinca, eu ainda teria nove outs no turn e river, com cerca de 25% de chances de vencer a mão, o que deixa clara a lucratividade da jogada.

    E aí temos mais dois conceitos:

    # Jogue pensando em ranges, e não em mãos específicas.

    Dessa forma, você vai tomar as decisões que se farão corretas no longo prazo. É impossível colocar o vilão em uma única mão. No exemplo acima, eu poderia esar perdendo pra uma trinca, mas além da trinca, quais seriam as *possíveis* mãos que cada um dos meus oponentes teriam, e como minha mão se desempenha contra cada uma delas? Nem é preciso tanta matemática pra entender situações como essa. Digamos que os vilões tenham várias combinações de top-pair, algumas poucas de flush draw, algumas poucas de dois pares e menos ainda de trincas. Fica claro que na maioria dessas vezes, eles terão mãos que não poderão pagar o all-in, fazendo assim com que a jogada seja boa. Ainda, quando pago, nossa mão se desempenha bem contra a maior parte do *range* de call dos vilões, tornando a jogada com EV ainda maior, por mais arriscada que seja.

    # Jogue pelo EV (quase) sempre.

    Se você tem uma oportunidade de EV claramente positivo, ou seja, uma jogada que no longo prazo irá te fazer ganhar fichas, você deve aproveitá-la (salvo raras exceções, ou situações marginais demais). Não tenha medo de ser eliminado do torneio (e pra isso, jogue dentro do bankroll pra tomar sempre as decisões corretas) e esqueça sua “tournament life”, mesmo no começo de um torneio. As fichas que você vai acumular em pequenos spots de EV positivo no começo de um torneio, por exemplo, são o que fará diferença mais tarde, quando você encarar aquele coinflip necessário, onde terá mais fichas que seu adversário evitando que seja eliminado. Há uma falácia em torneios que diz “não preciso desse coinflip agora". Muitas vezes o jogador que diz isso está perdendo uma oportunidade de EV positivo, pois está foldando com odds mais que favoráveis (ex: numa mão com raise, re-raise e all-in, quase sempre haverá odds bem favoráveis pra um coin-flip). Sempre que vc deixa passar uma situação em que tem EV positivo, é como se estivesse perdendo fichas. E não existe “hora certa” ou “hora errada” pra assumir riscos.

    __________________________________________________

    Com essa imagem na mesa e um bom stack, tivemos a mão fatídica:

    Com 40mil fichas e "stacks efetivos" (o menor dos stack dentre meus oponentes na mão) em cerca de 18mil, eu estava no botão segurando . A mesa rodou em fold até o jogador no hijack, que entrou de limp (blinds 100-200). O jogador à minha esquerda deu limp junto e eu resolvi jogar o meu , porém entrei de raise. E aí vem mais um dos conceitos citados:

    # Não apenas espere situações +EV. CRIE situações +EV!

    Ao entrar de raise, eu estava CRIANDO uma situação de EV+ (valor esperado positivo) pra mim. Ou seja, estava entrando em um pote de uma forma que seria favorito a ganhar o mesmo. Isso é o que chamamos de “criar spots +EV”. E porque? Vamos ver minhas opções: Posso foldar a mão (o que iria contra a minha estratégia pro torneio conforme já dito.) Poderia entrar dar limp junto (o que atrairia o small-blind e o big-blind pra mão, criando um pote com 5 jogadores onde naturalmente eu não seria o favorito). E por último, eu poderia dar raise, como fiz: Isso espantaria SB e BB da mão e me permitiria tanto ganhar já pré-flop (caso os limpers também foldassem), quanto jogar um pote grande *em posição* caso ganhasse call. Ou seja, mesmo que ganhasse call dos limpers, eu teria não só a posição como também a iniciativa na mão (por ter dado raise), além de estar jogando confortavelmente um pote grande em que meus oponentes não teriam o mesmo conforto. Sendo assim, ficou claro pra mim que ao aumentar a aposta eu estaria criando uma *situação* com expectativa de lucro.

    Subi a aposta pra 950. Os blinds foldaram e ambos os limpers pagaram, criando um pote com cerca de 3.000 fichas. O bordo veio . O hijack pensa por cerca de 30segundos e pede mesa. Esse movimento e timing demonstraram a enorme insegurança deste jogador em jogar esse pote. Ele parecia ter uma mão decente, de valor, mas não saber o que fazer com ela nessa situação. Nesse tipo de bordo acreditei que ele pudesse ter um top-pair, um par mediano, ou mesmo improváveis - porém possíveis - overpairs como , ou . O cut-off instantaneamente pede mesa, e eu aposto 1.900. O hijack pensa novamente por uns 30 segundos e aumenta pra 3.800, com o cut-off dando insta-call. A decisão volta a mim e na minha leitura, o jogador do cut-off com esse insta-check-call num aumento e re-aumento (o chamado "cold call"), tem um draw obvio de straight (com um qualquer). Cheguei a falar algo na hora, fazendo um trocadilho com “sete” e “set” (a trinca, em inglês) e pela sua reção reforcei mais ainda minha leitura. Já o hijack ,deixou ainda mais claro com o mini- raise que não estava sabendo como proceder com a mão dele. Pensemos: Será mesmo que alguma mão forte jogaria dessa forma? Ele poderia até estar me ganhando até o momento, mas não forte o suficiente pra seguir. E eu ainda em posição, tinha algumas formas de ganhar a mão: Eu poderia re-aumentar já, mas por conta dos stacks efetivos, achei que teria maior possibilidade de levar a mão no turn, pois poderia fazer pressão ainda maior com uma aposta mais forte, bem como me beneficiar de “scary cards” que viessem a aparecer, como cartas altas ou dobradas, de tal forma que suas mãos ficassem ainda mais desconfortáveis ou vulneráveis. No turn eu teria também mais informações após as ações deles, sem contar que aumentando aqui, eu dava ao vilão a (improvável) possibilidade de voltar all-in deixando a decisão pra mim.

    Sendo assim apenas paguei e o turn veio um , ainda sem flush draw. O hijack pensa novamente por quase 1minuto e dá check! Nesse momento eu percebo que ele resolveu entregar a mão: Está jogando contra 2 jogadores, fora de posição, num pote que já tem quase o stack dele inteiro, com uma mão que não lhe parece tão segura pra continuar. Deu check no flop e no turn, definitivamente não pode ter nada forte o suficiente pra pagar uma aposta forte. O jogador do cut-off à minha direita percebe o mesmo que eu e instantaneamente manda all-in (o tamanho do pote, cerca de 15.000). Com a mesma velocidade e já preparado pra esse movimento, por estar certo de que o cut-off apenas tinha o draw com um , fui all-in por cima, deixando o hijack com a decisão pra ele. Ele acabou foldando , uma das mãos que imaginei, e ficou louco ao ver que estava ganhando a mão.

    Analisem, porém: da forma que ele jogou, é praticamente impossível pagar um all-in duplo no turn, pois quase nunca o estará ganhando a mão nessa situação.

    Quando se está concentrado o suficiente na mesa, prestando atenção nas tendencias de cada oponente, essas informações nos podem ficar tão claras que a sensação é de que o vilão está com as cartas viradas pra cima, visto que é impossível imaginar o hijack com uma mão forte sequer (trinca, dois pares, ou um grande overpair) que jogue dessa forma; ou do cut-off, outra mão que não o draw . Acabei levando a mão e um pote que me deixou com cerca de 80 mil fichas com apenas 3 horas de torneio, graças aos conceitos listados acima e que irei rever abaixo.

    __________________________________________________

    1] Jogue o oposto dos seus oponentes, mesmo que isso signifique jogar um estilo diferente do que você está acostumado. Com isso, esteja preparado pra jogar confortavelmente um estilo diferente do usual.

    2] Jogue pensando em ranges, e não em mãos específicas. Tome sua decisão baseado em como sua mão se desempenhará contra *cada uma* das possíveis mãos do seu oponente.

    3] Não apenas espere situações +EV. CRIE situações +EV! Jogando pra acumular fichas, cabe a você buscar ou criar situações pra isso, jogando sempre mãos de forma que você seja favorito a ganhá-las, independente das suas cartas. Se a mesa é tight, você pode explorar roubando blinds. Se é passiva, você vai levar muitos potes na continuation bet. Se a mesa é loose, você vai ver muitos flops e extrair valor de mãos marginais que acertar. E assim por diante. Criar esses spots depende apenas de você.

    4] Esteja preparado pra jogar o torneio sem medo de cair, sem medo de se envolver em mãos de risco sempre que houver uma situação com claro EV positivo (mesmo que isso signifique NÃO jogar um torneio que seja alto demais pro seu bankroll).

    5] Esteja concentrado o suficiente pra identificar as tendências e fraquezas de seus oponentes. Quando vc menos perceber, será como se suas (deles) cartas estivessem expostas, tornando todas as suas decisões mais fáceis.

    No fim, acabei indo bem também no segundo dia porém no terceiro joguei mal a mesa final e fui eliminado próximo à bolha. De qualquer forma, foi um prazer e aprendizado enorme jogar esse torneio, que – lembro sempre – possui a melhor estrutura dentre todos os torneios que já participei. Espero ansiosamente pela próxima edição!!

    Na semana que vem vou postar o “resumão” que estou devendo, contando dos últimos torneios dos quais participei.

    Um abraço a todos,
    Marcos Sketch

    AVISO: TÓPICO ANTIGO
    Atenção: Este é um tópico criado há mais de 90 dias. Caso não tenha respostas recentes, tenha certeza de que sua resposta é conveniente e útil o suficiente para reativar esta discussão, do contrário você poderá ser advertido/suspenso.
    Última edição por Marcos Sketch; 12-11-2009 às 04:16.
    Bing Br, Vikwa and darkwohg64 like this.
    Registre-se ou faça login para ver assinaturas.

  2. #2
    World Class Avatar de Kleber
    Data de Ingresso
    11/12/08
    Localização
    Niterói
    Posts
    14.522
    +rep agora mas vou ler depois..congratz
    Registre-se ou faça login para ver assinaturas.

  3. #3
    Banido
    Data de Ingresso
    12/04/09
    Posts
    1.626
    lido, nice , ty pelo artigo.
    Registre-se ou faça login para ver assinaturas.

  4. #4
    Chip Leader Avatar de Paulooxd
    Data de Ingresso
    21/10/08
    Localização
    Curitiba, PR
    Posts
    1.333
    Perfeito, excelente artigo pra jogadores de mtt num geral.
    Gostei bastante e, claro, insta +rep!

    btw, não encontrei em nenhum lugar, mas queria saber se não tem alguma mão chave/interessante que você teria pra comentar sobre o Second Chance de Curitiba que você acabou levando.

    abraço
    Registre-se ou faça login para ver assinaturas.

  5. #5
    Moderador Avatar de Gabrielbpf
    Data de Ingresso
    05/03/08
    Posts
    4.273
    Sem tempo de ler agora, mas escrito pelo sketch = +ev e +rep
    Registre-se ou faça login para ver assinaturas.

  6. #6
    World Class Avatar de JoseIrineu
    Data de Ingresso
    12/09/07
    Localização
    São Paulo, Brasil
    Posts
    18.480
    Images
    16
    preciso propagar, mas nice post
    Registre-se ou faça login para ver assinaturas.

  7. #7
    Grinder Avatar de Joga
    Data de Ingresso
    16/03/09
    Localização
    Rio 2016
    Posts
    225
    Li no site da acp ontem. Muito bom mesmo.
    Registre-se ou faça login para ver assinaturas.

  8. #8
    Professional Avatar de diogenesneto
    Data de Ingresso
    07/07/09
    Localização
    Manaus - Am
    Posts
    352
    +rep
    Excelente artigo Sketch...
    Registre-se ou faça login para ver assinaturas.

  9. #9
    Short Stack
    Data de Ingresso
    24/06/09
    Localização
    Curitiba-Pr
    Posts
    32
    +REP muito bem escrito!!!
    Registre-se ou faça login para ver assinaturas.

  10. #10
    Professional Avatar de nettoflausino
    Data de Ingresso
    22/07/08
    Posts
    272
    + rep
    Registre-se ou faça login para ver assinaturas.

Página 1 de 6 123 ... ÚltimoÚltimo

Permissões de postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •  
© 2007-2016 · MaisEV · Todos os direitos reservados