Clique Aqui Aos Iniciantes - Eis um Presente ou uma Maldição - Livros e Tópicos

Lista de Usuários Marcados

Resultados 1 a 3 de 3
Like Tree3Likes
  • 3 Post By eTaleCoisa

Tópico: Aos Iniciantes - Eis um Presente ou uma Maldição - Livros e Tópicos

  1. #1
    Observador Avatar de eTaleCoisa
    Data de Ingresso
    06/09/19
    Posts
    3

    Aos Iniciantes - Eis um Presente ou uma Maldição - Livros e Tópicos

    Não vou começar contando desde quando jogo pôquer, o quanto já joguei pôquer, ou se fui ou não lucrativo (até porque nem conhecido sou, então quem se importaria, não é mesmo?!), pois no fim ficou de significativo a essência de não me arrepender de ter aprendido esse jogo e nem do tempo aplicado a ele, pois por mais que eu, infelizmente, não tenha me tornado um milionário ao estilo Tom “durrrr” Dwan da vida , aprendi a importância de valores como disciplina, foco, ceticismo, conhecimento, inteligência, etc., tal qual podemos perceber das conclusões de tópicos como esse:

    O que você aprendeu com o Poker?
    https://www.maisev.com/forum/off-top...ml#post2295906

    E a ideia deste tópico é mais ou menos a mesma dali, aprendemos algumas lições, no meu ver, valiosas e esse fórum anda bem parado, fato que não ajuda muito os iniciantes. Eu nunca fui um cara muito atuante no MaisEV, mas foi um dos sites sobre pôquer que sempre acompanhei. O que me intriga é a quantidade de novatos sem uma certa direção, o que inegavelmente faz com que eu lembre de mim mesmo lá atrás e em como certos conteúdos que compartilharam aqui me faziam avançar (como quando postaram o Easy Game traduzido, ou quando descobri o Mega Post do Ryan Fee, também traduzido), pra época é claro, e apesar de eu achar que os valores que citei já tenham por si só certo mérito, seria bem bacana cortar caminho para pelo menos chegar a eles um pouco mais rápido do que o tempo que precisei para chegar.

    Revelando que parei de jogar, tenho alguns conteúdos não finalizados que guardei e que gostaria de compartilhar por aqui, já que também não pretendo terminá-los, mas que ainda assim acho válidos. Sendo sincero, acho que podem ajudar, ou o inverso. Melhor dizendo, um presente ou uma maldição. Não tenho a intenção de incentivar ninguém, de modo ostensivo, ao jogo, por considerar que muitos podem nem mesmo chegar nos valores mencionados. Tenho uma visão ao estilo Dan Colman sobre isso. Mas se chegaram até aqui, também não acho legal a sensação de ficar andando em círculos sem qualquer norte.

    O primeiro direcionamento que eu queria enfatizar em relação ao jogo, é sobre ser cético. Seja cético o quanto antes, aprenda rápido o que funciona no mundo real. Se você se prender no mundo da fantasia, no mundo de que o jogo é sorte, no mundo de que uma força sobrenatural sempre irá virar aquele 1 (um) out seu, esqueça o pôquer.

    Não seja um especulador, não fique criando teorias da própria cabeça, não dê, por exemplo, ao conceito de GTO algum outro significado que não seja o real. Jogadores e autores já pensaram e já explicaram o que ele é, você só precisa incorporar o entendimento do que cada teoria existente seja.

    Dito isso, eu vejo gente procurando livros e recebendo feedback de que estão todos ultrapassados. Eu digo – calma! – que existem alguns poucos que não estão. Mas, pelo amor de Deus. Não gaste tempo lendo livros do Guns Hasen (um dos maiores perdedores dos High Stakes), Doyle Brunson ou mesmo Dan Harrington. Esses figurões das antigas realmente estão ultrapassados. São receitas de bolo, estáticas. No máximo do máximo um dos livros das antigas que vale a leitura é o “Teoria do Poker” do David Sklansky, mas, com boas ressalvas. Você tem que ir logo para os conteúdos que te ajudem a quebrar uma mão e a chegar em uma conclusão certa (estratégia melhor que a do seu adversário) por si mesmo.

    Assim sendo, meu feedback sobre livros que prestam e já aproveitando para compartilhá-los estarão logo abaixo. Antes, quero dizer que eu pretendia padronizar as traduções, como por exemplo escolhendo se deixaria “bet” ou “aposta”, ou “deu fold” ou “foldou”, esses tipos de coisas, mas como não rolou, ficou misturado mesmo. Também iria revisar, mas, da mesma forma, não rolou, então, se encontrar qualquer erro, expresse ele por aqui pra eu ficar sabendo, e se possível corrigir.

    #1 Para qualquer iniciante (especialmente aqueles que estavam considerando ler livros como dos autores citados acima), comece pelo “Poker Math That Matters - Simplifying the Secrets of No-limit Hold'em” do Owen Gaines. O título engana, faz parecer que se trata daquelas matemáticas bem básicas e nada a ver sobre pôquer, mas, na verdade, é bem didático, e aprendendo o que tem dentro desse livro, acredite, é um belo avanço para qualquer novato. A tradução tá praticamente total, faltou colocar as tabelas e os quizes, mas quanto ao último eu realmente não tinha a intenção de por, então, tenta dar uma conferida no arquivo em inglês, onde faltam as tabelas tem a página de referência.

    TRADUÇÃO: https://mega.nz/#!QqwCiSzC!tjW_H8Khc..._1VYU9yqiqUeXE
    INGLÊS: https://mega.nz/#!8qoySCrT!nH6t0456L...JcXzj5X7dwPtkg

    #2 Outra boa pedida para qualquer novato é ler pelo menos a parte “O BÁSICO” no início do livro “APPLICATIONS of No-Limit Holdem” do Matthew Janda, por sorte, foi a parte que traduzi, além de mais umas boas páginas. Siga se achar que consegue absorver o conteúdo, tem que estar com disposição, porque é considerado avançado e um dos melhores livros sobre o tema.

    TRADUÇÃO: https://mega.nz/#!QzpjgY5A!j1RXXpjKr...dgEjUVe1qTuOWk
    INGLÊS: https://mega.nz/#!gi4HhIoa!h2aHuo2nh...WK0BTW15JzD9gg

    #3 Se você quer pelo menos saber do que se trata o jogo GTO, então seu livro é o “Expert Heads Up No Limit Hold’Em - Volume 1 - Optimal and Exploitative Strategies” e o “Expert Heads Up No Limit Hold’Em - Volume 2 - Strategies for Multiple Streets”, infelizmente eu traduzi só uma pequena parte do primeiro livro, mas, creio que seja o suficiente para entender o conceito.

    TRADUÇÃO: https://mega.nz/#!su4R1CgK!VjB3fka_0...k4kGoFUrfwIMiE
    INGLÊS: https://mega.nz/#!Euhj0SBZ!2nPNJ4vX6...FSWxAii6x4gSPc
    INGLÊS: https://mega.nz/#!ljoVUKLC!QnoZrU0q3...0E7ufKWZVAuTWg

    #4 Outros livros que imagino (por não ter lido) prestarem e que não têm tradução são:

    The Mathematics Of Poker” do Bill Chen e Jerrod Ankenman. Esse é pesado. Dizem que trata sobre tudo que é matemática do pôquer (incluindo variantes outras além do Texas, o que deixa ele ainda mais difícil de ler), como se fosse um Teoria do Poker só que completão.

    INGLÊS: https://mega.nz/#!QjgRnSKK!e9Gw2mJkd...z_wwL953HmeOiQ

    Play Optimal Poker: Practical Game Theory for Every Poker Player” do Andrew Brokos, lançado nesse ano de 2019 e que tá com um feedback bem positivo na Amazon. Diz tratar bastante sobre GTO.

    No-Limit Hold 'em For Advanced Players: Emphasis on Tough Games” também do Matthew Janda, colocando na prática os conceitos do primeiro livro.

    #5 E se você gostar do primeiro livro da lista, veja também o “Poker's Postflop Course Part 1: Advanced Analysis of Exploitive Postflop Play in No-Limit Hold'em: The River” do Owen Gaines, pela pouco que li e pela didática do autor, vale a pena.

    Livros que não deixei link é porque não existem disponíveis na rede. Caso haja algo de errado com o post, peço que os administradores ou moderadores me avisem, que daí tento tomar as devidas providências pra ficar tudo certo e já peço desculpas desde então.

    Por último, um dos The Wells mais valiosos daqui é o do Sphinter. No trajeto da leitura fui coletando o que me parecia mais interessante e fiz um compilado, vou lançar abaixo, imagino não ter problemas, já que se encontra público aqui mesmo no fórum. Além de postagens do autor do The Well, há outros usuários que mencionaram coisas (não necessariamente no The Well) que também considerei interessantes. Mais uma vez, se acharem ruim, me avisem ou mesmo os moderadores para providências. Aos iniciantes, recomendo que leiam primeiro esse compilado para pegar um norte sobre o jogo e perceber como funciona a cabeça de um jogador vencedor de jogos difíceis da atualidade.

    Só para constar, ir atrás de melhorar o inglês foi mais um dos valores que aprendi com o pôquer. Iniciantes, aprendam inglês, é importante pra vida, e como podem perceber, boa parte de conhecimentos provém dessa língua.

    Por que estou fazendo isso? Sei lá. Uma forma de gratidão ou de ingratidão. Hahahah. Críticas positivas, negativas (se construtivas e não tóxicas) são bem vindas.
    Última edição por eTaleCoisa; 07-09-2019 às 03:27.
    leeosanches, Torresmo and Hero like this.
    Registre-se ou faça login para ver assinaturas.

  2. #2
    Observador Avatar de eTaleCoisa
    Data de Ingresso
    06/09/19
    Posts
    3
    The Well do Sphinter, melhores partes 1:

    Eu acho q no início é bom jogar poucas mesas pra aprender o jogo. Prestar atenção em todo spot, qual o betsize q o kra usou, q mão ele apresentou, onde ele deu chk e onde (flop, turn, river) ele valuebetou e com que mãos ele fez isso, quanto tempo ele levou pra apostar, enfim, tentar 'padronizar' muito desses spots pra vc não ter q fazer isso a um preço mais caro depois.

    ----

    Acha essencial estudar a parte matemática além da equidade e dos ranges? Ou o feeling e uma boa análise de ranges já são suficientes?
    Usa alguma planilha de excel nos cálculos (caso use a matemática para achar algumas respostas)? Se sim, o que essa planilha faz? haha
    Parabéns mais uma vez.

    como assim a parte matemática? o que envolve os betsizes vc diz? a parte de odds é bem básica. O difícil é calcular implied, reverse, possibilidades de blefar caso erre e tal, e isso tudo envolve os ranges. Se vc não sabe que range chega no river por exemplo fica difícil pensar em blefar um missed draw. Tem casos que vale a pena betar só pra fazer foldar Q-K-A high/outros missed draws com kicker maior e nego dá check tb pq sabe q vai tomar call de anypair, mas na real nao importa. Tem muita coisa pra explorar estudando o poker a fundo imo.
    nao uso nenhuma planilha não.

    ----

    @Sphinter parabéns pelo The Well, realmente muito bom. Vc acha que está mais difícil sair dos microstakes e chegar a uma nl200 da vida hoje em dia? Pra fazer isso o único caminho é com coachs? Vc acha que lendo livros mais atuais, analisando mãos, fazendo reviews da para chegar em um patamar mais elevado no cash tipo nl100?

    Com certeza os jogos estão mais difíceis hoje, e a tendência é sempre nivelar mais os jogadores e ficar mais difícil e competitivo. Não digo que o único caminho é com coachs, mas é muito difícil alguém ter a disciplina e o insight de o que fazer para aprender o jogo. É bem difícil alguém pensar sozinho em toda a parte matemática do jogo e aprender ranges, frequencias e tudo mais simplesmente por um fator: variância. Ela revira tua cabeça e teu psicológico a todo momento. Não saber se jogou errado (ou foi ownado) ou é variância pode levar alguém à loucura quando não se tem referencial algum. Até a gente que joga caro e tem anos de experiência passamos por estes momentos de dúvida todos os dias. A linha entre o erro e a variância é muito tênue, e como é um jogo de pessoas, entender se tal pessoa é capaz ou não de blefar X ou Y mãos em tal situação (pra justificar entre o call e o fold, dentro das odds apresentadas por exemplo) é insanamente confuso.

    Eu acho difícil achar livros hoje em dia que te ensinem muita coisa pra bater o field. A informação ta se tornando mais escassa, os bons jogadores estão parando de fornecê-las facilmente pq afinal foram os livros, escolas de poker e coachs que tornaram o poker competitivo como está hoje. E acima de tudo o poker é um jogo de adaptação, quando alguém lança um livro e todo mundo lê, aquela jogada se torna automaticamente batida e vc precisa encontrar outra forma de explorar. E essa parte de aprender a se adaptar a todos os fatores não existe como transpor em um livro. É algo que todo jogador precisa encontrar sozinho: aprender a pensar da maneira certa, porque todo dia vai ser uma situação diferente, com stacks diferentes, contra players diferentes e com uma dinâmica diferente. Mas acredito que sim, que alguém possa chegar sem tamaaanho esforço numa nl100. É duro comparado ao field que era antigamente, mas há muitos jogadores ruins ainda. Só não espere chegar sem se dedicar, passar horas estudando o jogo, pq ninguém chega a toa.

    ----

    Sphinter, já que o the well reativou, não rola de vc fazer um vídeo pros microstakers? Sei lá, uma sessionzinha de NL5, NL10

    cara, acho que nem rola. Primeiro pelo trampo de ir atrás de software e configurar pra gravar. Segundo por causa da preguica (lol ahuhauha) e terceiro pq acho que não vai ser tão produtivo. Eu teria que jogar 1-2dias microstakes pra pegar mais ou menos qual é a lógica dos microstakers no jogo, qq eles tao fazendo com os ranges deles. Por exemplo spots que eu tiro apenas 2 streets de value na nl500 eu poderia extrair 3 em microstakes, mas eu teria de jogar pra entender melhor. Bluffs que passam aqui provavelmente não passam la em baixo, saca? poker é adaptação, acho -ev todo esse trampo se eu nao vou passar uma informacao decente tb. Acho mto difícil vcs aprenderem mta coisa útil em um video, difícil explicar ali no momento toda a lógica por trás de um check behind no flop e bet turn ao inves de betar logo o flop por exemplo.

    @Sphinter se você tivesse que definir qual parte do seu jogo você melhorou mais desde aquelas downswings eternas até hoje em dia, quantos % da melhora veio de um mental game mais forte e quantos % de uma evolução na parte técnica do jogo?
    E na parte técnica do jogo que ponto você mais melhorou? 3bet pots? blind war? river play? etc

    pra chutar, 50 - 50
    melhorei nas duas partes. Hoje eu consigo enxergar melhor o jogo todo, como cada estratégia é contra-atacada com outra estratégia. Como cada parte de um range enfraquece a medida que fortalece a outra parte dele. Antes eu tinha a visão de que era mais a sorte que determinava a winrate, que todos jogavam bem parecido e q nao tinha muito no que melhorar. Tiltava mais, enfim.

    ----

    Sphinter, mais uma pergunta, você fala muito de ranges, como você faz nos seus estudos, você abre a mão no hm2, vê o range do vilão em determinado spot no notecaddy (?) e depois joga no flopzilla? Você usa muitos filtros nos seus estudos? Poderia dar + ou - um roteiro nesse sentido?

    eh mais uma questao de experiencia mesmo, tentar guardar na memoria toda vez q vc ve o showdown e comeca a entender melhor qual range vai pra determinada acao. Nao uso notecaddy. Mas vc pode usar muito o HM2 pra ficar vendo showdowns e com o tempo vc vai dominando melhor.

    ----

    compartilho da mesma dúvida do @rflas . sempre que escuto o "estudar o jogo" penso em livros e vídeos, mas também que devemos trabalhar no NOSSO jogo.
    Eu imagino que seja impossível prever todas as situações envolvendo todos os vilões. Aqui me lembro do tal GTO, adaptação, adaptação, adaptação...
    Certa vez vi um treino onde o Hero busca vilões com tendencias semelhantes e cria um alias pra trata-los com um só e parte disso pra traçar linhas de ação (ataques e defesas). O que vc acha melhor? GTO? se adaptar a cada vilão na mesa por notes/stats? padronizar usando tipos de vilões semelhantes (usando um alias)?

    Sim, eh impossivel prever tudo, mas vc pode ter uma nocao mais geral do range usando stats, e novamente, experiencia. Eh uma boa usar alias para separar viloes, eu mesmo faco isso, costumo separar os regs mais fracos (geralmente esses kras nao sabem foldar maos mais dificeis, te botam em draw toda vez q o draw erra o board e nao percebe q vc nao ta blefando os draws por exemplo..), os regs muito bons, os regfish, separo ateh os fishes entre o nivel de ruindade hehehe e vou jogando de acordo. Em geral, quanto pior o jogador, menos ele vai foldar as maos. Mas tem que prestar atencao que as vezes por ele ser ruim ele chega no river com muitos missed draws tb (dah call com muitos gaps suiteds PF) e dai se vc tem air as vezes vale betar pequeno soh pra ele foldar metade do range que eh missed draw... poker eh muito complexo pra dar um review geral assim. Recomendo muito o flopzilla pra isso, bota o range de call PF do kra la e vai brincando com o board, vc vai se surpreender com as quantidades de combos que existem no range inteiro (draws, made hands, weak made hands etc)

    ----

    vs usa muito o hud?

    razoavelmente. Uso bastante o hud pra ter ideia do range de cada jogador pra se adaptar e usar a melhor estrategia contra ele. Mas o hud é uma informacao extra que eu vejo que as vezes traz complicacao pros jogadores. É preciso ter cuidado ao usar certos numeros. Em certas situaçoes, eu o ignoro e só penso em ranges.

    Sphinter, tem como falar algumas stats que você usa no HM que fujam um pouco do padrão que todo mundo usa? ou que você acha fundamental ter?

    nao sei exatamente oq responder como eu não dou coach nem fico pedindo ou reparando oq todo mundo ta usando. Meu HUD é básico oq td mundo usa, raises por posicao, folds por posicao e tal tenho uns popups mais bem elaborados com coisas mais específicas em todas as posições (isso é fundamental) mas não faço tanto uso assim, se duvidar tem stat q tá la e eu nunca usei. Muita stat diferente as vezes mais atrapalha que ajuda e aquelas nao usuais geralmente são tão raras de acontecer e tao dificeis de tirar alguma conclusao q só servem pra se levelar (por exemplo win showdown qd raise: o kra pode tar dando raise só com monstros e sempre perder de suckout, ai vai aparecer tipo 30% em 10 oportunidades e vc lá achando q ele tá blefando ou algo assim)
    Tem alguns jogadores que até jogam sem hud ao que parece e tem resultados mto solidos tb. De cabeça me lembro do gogols nose (n tenho certeza mas me lembro dele) e o piv q nao sei se ainda continua sem mas costuma jogar assim. Por isso acho q nem é tão necessário assim o uso de stats mirabolantes, além de confundir te gasta uma puta energia no grind que poderia usar pra grindar mais tempo.

    ----

    Só um ponot que gostaria de saber especificamente.. o quanto vc estudou o jogo nesse periodo(qual parte de estudo te faz evoluir mais? Jogando, Discutindo maos com outros players, Revendo database, Vendo outros regs tops jogarem....etc

    Quanto ao jogo, eu não consigo definir exatamente oq mais me fez evoluir, mas eu fiz de tudo mesmo (até coach novamente). Sempre discuti mãos, nunca parei de grindar, e como fiz review de database! Ano passado eu peguei mtos huge winners e vi MTA mão. Tentei entender o porquê do cara fazer aquilo naquele momento... pq essa jogada? pq contra esse adversário? q informacao ele pegou aqui pra jogar tao tricky? Que range ele ta chegando aqui? Que range ele quer representar? Que range o seu adversário tem? A resposta nem sempre vem. As vezes é um "simples" timing tell, as vezes é um historico de war (jogarem mais lags um com o outro), as vezes o kra joga de uma forma tão diferente de vc e os vilões vao jogar tao diferente contra ele que é isso que justifica, ou então as vezes é bad play dele! pq nao? todo mundo joga mal vez em quando. É realmente difícil, mas é um trabalho que é necessário. Vc tem q procurar montar aquele quebra cabeça. Enquanto vc estiver perdido jogando poker, vc nunca vai conseguir ser melhor q os outros. As situações precisam clarear na sua cabeça. Se não estiverem claras, vc precisa clarear. Pq pode ter certeza q os melhores jogadores vao fazer isso toda vez que encontrarem uma situação incomum com a qual não conseguiram lidar bem.

    ----

    Pra completar o raciocínio, não existem mais aquelas jogadas "de ouro" que vc pode usar pra explorar todo mundo. Por exemplo eu lembro de quando comecei a jogar que tavam começando a usar os raise-allin no river IP pra explorar mtos jogadores que davam bet bet bet aí chegavam com range fraco e não tinham como pagar (se não me engano os livros do slowhabit falavam disso) e tal, funcionava mto pq os jogadores não tinham ranges balanceados. Acontecia também dos jogadores não saberem polarizar seus ranges nessas situações e darem bet-call com top pair por exemplo, coisa que não existe mais (ao menos em midstakes).
    O check-call no flop tb era mto pouco usado, quando a pessoa não dava a cbet (lembro que todo mundo tinha 70%+ de cbet) ele ia de check/fold entao era só betar que levava o pote.
    Esse tipo de exploração não existe mais. Hoje se vc quer explorar alguém vc vai ter que pensar em ranges a fundo e não simplesmente em uma receitinha.
    Os jogadores cometem muitos erros ainda, mas todo mundo tem uma noção melhor entre board/ranges já e quanto vale em big blinds cada força relativa da mão. É bem mais difícil escrever um livro hoje que abranja a complexidade da matemática e a dinâmica de jogo que é pra se tornar winner.

    ----

    @Sphinter, ja que vc entrou no merito MTT vs Cash Game Player, voce acha que "ownaria" 1 top MTT player que entrasse numa zNL500 com 30-50bb e esta acostumado a jogar c/ essa faixa de stack?
    O que eu quero dizer com isso: O nivel tecnico de um top MTT player vc Cash Player nao seria close se ambos jogassem na sua zona de conforto? A afirmacao: "Jogadores de cash tem mais habilidades c/ 100bb+, enquanto MTT players se sobressaem com 50bb- eh verdadeira na media?"

    ownaria com certeza que não, e tudo que eu falar vai ser mera especulação, mas acredito que eu possa ter um leve edge mesmo jogando com esses stacks. Ja com 10-30bb eu provavelmente sairia perdendo.
    Acredito que sua afirmação é verdadeira na media sim, mas existe algo tricky que o kako comentou. Dominar jogos deep é muito mais dificil. Se eu comecar a estudar jogos bem shorts tenho certeza q em pouco tempo me equiparo a bons jogadores. Ja o contrário eh bem mais difícil, pq erros em rivers valendo 50bb+ a aposta sao muito custosos. Ja qd o stack pra tras eh de 10-20bb, nao tem como errar bem feio.

    ----

    boa parte dos jogadores hj tentam cada vez implementar gto em seus jogos, e é o q se houve mais nas escolas de poker, sendo recorrente a citação do livro Mathematics of Poker, talvez valha a leitura... vc diz recorrente sobre os oponentes ainda terem leaks a serem exploráveis, mas para evitar ser explorável vc faz um estudo gto profundo do jogo como os alguns players?

    de forma alguma. Achar o gto é meio que utopia ainda. Eu procuro muito explorar pq dá pra perceber q o pessoal ta beeem longe de estarem totalmente balanceados. Contra jogadores muito bons no entanto (parcela pequena do field), é evidente que o "gto" precisa ser cada vez mais aplicado. Mas é muuuuito dificil vc conseguir balancear todos os seus ranges, até porque o balanceamento depende da frequencia do outro jogador. Se o kra tem 100% de cbet em todas as streets vc n pode ficar foldando igual contra alguem q tem 50 50 50 (fiquei até confuso escrevendo isso, faz parte isso de gto?). Isso me faz acreditar que a gente ainda tá longe de chegar naquele ponto de nao ter pra onde evoluir mais.

    ----

    20bb é muita ficha, não sei como esses regs de cash não conseguem jogar esse stack sem dar allin :P

    20bb nao eh porra nenhuma, as equitys e os erros sao tao parecidos que em muitos spots tanto faz dar all-in ou jogar postflop. Soh q mtt tem life tournament e payjumps né, ai tudo muda!

    ----

    tem algum problema em jogar mega deep, 300bb por exemplo?

    Nenhum. Contra jogadores que eu considero mais fracos, é melhor, contra jogadores melhores, é pior. Mas no fundo se equipara, e os fishes desequilibram. Por mim jogaria deep sempre. Só saio se meu timebank estiver zuado.
    Última edição por eTaleCoisa; 07-09-2019 às 03:36.
    Registre-se ou faça login para ver assinaturas.

  3. #3
    Observador Avatar de eTaleCoisa
    Data de Ingresso
    06/09/19
    Posts
    3
    The Well do Sphinter, melhores partes 2:

    Você faz os ajustes no seu jogo conforme sua percepção sobre o field, ou adapta conforme os jogadores em específico?
    Quando você percebe que estão ajustando contra você e como faz para contra-ajustar?
    Pergunto isso pq seus gráficos são uma linha subindo rumo ao infinito, seria normal haver alguma queda quando os oponentes estão se adaptando a suas estratégias, ou tou viajando?


    A gente joga conforme as informações que tem né. Se é um jogador relativamente novo, tem q se enfrentar como se fosse a média do field, se eu já joguei um bom tempo mais informações dele eu preciso ter, e a adaptação individual é necessária. E sim, eu me ajusto a todo momento. Mudança de marcha faz muito parte do jogo quando se enfrenta bons adversários todos os dias. Não tem como não ficar facedup se vc não faz a mudança de marchas, e é aí que reside toda a beleza do poker como jogo de pessoas.


    ----


    Não sei se ja perguntaram (to sem tempo pra vasculhar a thread agora), mas com qual frequência você olha results/cashier? Also, você acha que a edge é grande quando a pessoa consegue se ''desligar'' dos results e apenas jogar poker sem pensar nisso?


    Roqueiro
    Ja comentei isso aqui algumas vezes (e inclusive tem um topico antigo sobre isso), pra mim a diferença foi absurda desde que passei a não olhar.
    Cheguei a períodos de não olhar por um mês, mas vi que era -ev pra mim, pq não podia analisar se tava errando muito em algum aspecto e passei a olhar toda sexta feira, ficou perfeito! É um tempo bem ok tanto pra não afetar seu grind (seja estando positivo ou negativo) quanto pra analisar seu jogo (ja que normalmente jogo 20 a 25k semanais).
    Sei que a pergunta não foi pra mim mas whatever hehe, faça a experiência!


    ----


    Sobre os jogadores que vc citou, o kanu eu não conheço o jogo (só pelo nome), o teunuss (eh isso?) faz tempo que nao vejo jogando mas pelo que me lembro eh um jogador fraco, o era7er é sólido mas tem alguns leaks bem visíveis, o magorko também é um jogador bom e sólido, o sauce quase não jogo e dificilmente vejo vídeos também, e o redbaron é um kra q eu nunca vi errar ou fazer algo duvidoso, mas também joguei mto pouco contra. Novamente, pra te aconselhar eu deveria ser assinante da RIO e acompanhar os profissionais, coisa que eu não faço.


    Com relação à variância, qualquer coisa entre 5bi down e 5bi up deve ser tratada como eventos absolutamente normais. entre 5 e 10 pra cima ou pra baixo são dias um pouco mais raros. Mas também pode acontecer 10 a 15 eventualmente. Depende do volume envolvido e do seu jogo (sua standard deviation, quanto maior, mais variância vc vai enfrentar, pra cima e pra baixo). Quanto mais winner, mais comuns serão os dias up e menos comum os downs. Mas não se engane, mesmo jogadores bem winners enfrentam downswings por alguns bons dias ou semanas (meses, se não tiver volume). O ideal é não ligar pra resultado de curto prazo.
    Winrate boa é qualquer coisa acima de 3. São poucos jogadores que conseguem hoje em dia, em qualquer limite (quem consegue, sobe). Cuidado ao analisar winrate em samples pequenos (50-100k hands sao samples pequenos, acredite).


    Se me permite lhe dar um conselho mais ousado (e pessoal), eu diria que grandes jogadores de poker são, em geral, pessoas com uma capacidade analítica mto apurada em detalhes. São aquelas pequenas coisas que ninguém dá bola que dão uma grande vantagem pra um jogador atento. Seu texto todo descoordenado me diz que você tem uma grande falha nessa área. Se puder, trabalhe mais seu "lado perfeccionista".


    A melhor dica q eu posso te dar é a seguite: estude bastante fora das mesas, tente criar e distribuir seus ranges dentro da estratégia que vc montar.
    Por exemplo, se vc tem 100 mãos no flop após um raise PF, em um certo board, se vc jogar mais com o check (pq o board acerta melhor o range do caller), distribua bem mãos que vão de X/c-X/f , X/c-X/c-X/f, X/c-X/c-X/c, DE MODO QUE O ADVERSÁRIO NÃO POSSA TE EXPLORAR. Isso é, quanto mais equity o range dele tiver contra sua mão, mais pro X/f vc vai, quanto menos equity, mais X/c. Algumas mãos (nuts e blefes) vão pro X/r também. Mas isso é apenas o começo. Isso vai te dar apenas uma boa noção do que é o seu range. Depois que você tiver a noção PLENA do seu range, você pode começar a entender o range do adversário. Como desbalancear o seu range de forma a explorar o desbalanceamento dele. Isso vale pro seu range de bet também. Aprenda a brincar com os ranges. Você precisa saber o que seus oponentes estão fazendo e encontrar a contra estratégia. Mas fique tranquilo, que um oponente inteiramente inteligente pra fazer isso vc só vai encontrar la em cima. O que vc puder melhorar por agora, já vai te dar um belo salto!


    ----

    @Sphinter, atualmente você estuda com qual frequência? estuda sozinho ou ainda existe coach ou algum material que vc pode aproveitar? Participa ativamente de mais algum fórum?


    todo dia que eu jogo é um estudo. Não tem como grindar sem se deparar com várias situações com as quais a gente não tem certeza qual a melhor jogada. E pra descobrir, só parando e pensando. Não estudo mais materiais ou faço coaching há uns 2-3 anos já. Não tem muito onde buscar conhecimento que valha a pena nesses níveis.


    ----

    @Sphinter
    q tipo de erro pesa mais na wr de um reg?
    os grandes ocasionais.. tipo aqueles tilt-calls contra viloes desbalanceados (mt valor x pouco blefe) / aqueles big blefes vs vilao mais station, q poderiam ser evitados..
    ou aqueles medios / pequenos, recorrentes.. tipo sei la, fold to 4bet exploravel.. ou over / under stab.. ou cbet flop c/f turn exploravel..


    Achismo, imo. O que vai pesar mais vai depender da frequência que vc cometer. 50 erros pequenos de -2blinds na long run vai dar na mesma q 5 de -20. Tem q procurar corrigir tudo oq puder, mas obviamente os grandes são mais facilmente detectáveis pq a gente presta mais atenção.


    ----


    O que vc tem de diferente que consegue manter uma winrate tão boa num field tão solido?
    Qual foi sua maior downswing esse ano em BI?
    O que vc tem feito pra estudar o jogo? continua estudando sozinho, revendo mãos e analisando o jogo de seus oponentes?
    Qual a importancia dos notes no deu grind? ja percebi que vc tem uma ideia muito grande de como joga a maioria dos seus oponentes, confere?


    Difícil responder essas perguntas né? Eu percebo que o pessoal superestima e subestima certos ranges. Tem cara nit pra kcete q nunca ta blefando em um spot e toma call frequentemente pq o outro ta no "gto" e acha q n pode foldar aquilo. Outras vezes ta overfoldando river pq já chega com uma quantidade de mãos que deviam ter foldado no turn. São pequenos ajustes que vão somando na winrate, mas que são difíceis de se notar em auto pilot.
    Continuo estudando sozinho sim, nada mto diferente do que já escrevi anteriormente. E os notes são importantes pra traçar certos perfis, principalmente de recreativos imo.


    ----


    Sphinter, contra a média do seu field, prefere criar range de x/c em 3b pots secos como por ex A62o, K53o com maos médias (tpbks e PPs) ou cbetar baixo com todo o range? Digo isso pq normalmente nosso range de check fica um pouco capped, entao você costumar checkar slguns randon bluff também pra usar de delayed cbet? Caso nao queira postar estrategia aqui eu entendo, só quero movimentar msm haha.


    realmente não tenho intenção de discutir estratégia aqui, haha. O que posso adiantar é que cbetar o range todo é mais fácil, mas não é bom.


    ----


    1)Na sua opinião, levando pro lado do poker, simplicidade é melhor do que complexidade?
    1- em que sentido? São conceitos relativos. O complexo pode ser simples pra alguém que já domina.


    ----


    Marlon
    Aproveitando o gancho, vc fez coach certo? quando vc percebeu isso que falou ai em cima? tipo, "putz esse cara ta falando td que eu ja estou cansado de saber, chega de coach e vou atras do que preciso sozinho" em qual limite vc sentiu isso?
    Pelo que vc falou ai em cima, hoje, vc não faria coach com ninguém, certo? mas se por acaso vc falasse, po, acho que esse cara pode me dar alguns toques que eu acho que está faltando no meu jogo, vc tem esse cara? ou caras?


    Meu último coach deve ter sido em ~2012
    Vc sente isso quando se torna constantemente winner. E se vc não tem uma pessoa com resultados melhores q vc, fica obvio q vc nao tem oq aprender com elas. Eu só faria coach com os kras q tem profit na casa dos milhoes, tipo redbaron e tal. E mesmo assim acho q nao tem mto oq aprender, seria mais um coach psicologico msm. Ja conversei com regulares q jogam nl5k esporadicamente, inclusive com um q ficou com 115k profit em 15k hands e eles dizem q a nl5k eh mais soft que z500 em vários horários, pq só forma com fishes, e fish doa mto mais em normal tables.


    ----


    Roqueiro pode complementar, mas é bem simples. O jogo era muito mais fácil antes. Só pegar meu well ai no inicio e ver um pop-up de 2011 onde eu batia midstakes sendo um puta nit, abrindo pouco, foldando monte pra 3bet, defendendo pouco os blinds, dizendo que não jogava 3bet pots tão bem. Se eu tava batendo jogando assim é pq o field era ainda pior. Se voltarem um pouco no tempo (uns 3 anos) vcs lembrarão que recreativo não sabia foldar baby flush nem mesmo quando dobrava o board 200bb deep, hoje em dia todo mundo tem noção de controle de pote, sizings, força relativa da mão. Um pouco tempo mais pra trás, os coaches ensinavam a betar todo limped pot em que entravam pq era printing money. Tenta fazer isso hoje sem um range bom...
    Enfim, antes com umas receitinhas e um pouco de estudo vc conseguia chegar em um padrão que conseguisse explorar o field. Hoje vc tem q entender de poker, saber exatamente os ranges que vc chega e o outro chega pra colocar tudo numa balança e tomar a melhor decisão. não existe mais aquela jogada boa sem uma teoria circunstancial muito boa por trás.
    Mas normal né, com tudo é assim, a média evolui e puxa todo mundo pra cima. Se o kra parar dessa forma, qd voltar vai estar totalmente perdido.


    ----


    MÃOS E COMENTÁRIOS DA PÁG. 73 E PRÓXIMAS
    https://www.maisev.com/forum/novidad...hinter-73.html


    ----


    Não, continuo só em cash game online. Não acho que seja indiferente, mas tampouco acredito que seja proveitoso. Pode ajudar em alguns aspectos, mas imo a falta de foco geralmente leva a uma gama de habilidades digamos, inúteis. Aquela velha história de saber de tudo um pouco e não ser mto bom em nada. Jogadores que conseguem jogar tudo muito bem geralmente são muito talentosos ou vivem pra aquilo, estudando várias horas por dia. Não é minha intenção.


    ----


    O que você aprendeu ao aprender cash? Que limites tem jogado em cash (btw vi a hand deep z50nl, sick)?
    Que limite acredita que vc bate, hoje, no cash on-line? @GMir
    Aprendi que frequências e balancear ranges não era história pra boi dormir, eh fundamental jogar ranges corretos e outra foi dividir mãos por streets, mãos de 2 streets mãos de 3 streets e perder menos com mãos que você deveria perder muito. Em mtt eh bem raro jogar 3 streets podendo foldar ainda não estando comitado.


    ----


    Só por curiosidade, o q os regs do Twitch tem q vc considera o jogo deles ruim? (Sbrissa, staples) @GMir
    Cara posso estar atirando no meu pé, mas pelo Espírito natalino falarei algumas coisas.
    Alguns fatores são, ser spwey demais (por incrível que pareça ser tight spoteiro eh o que mais ganha em mtt), apertarem o botão de 40% em todas as streets e rezar. Não usar sizes de 25% em bordos que não necessariamente sejam A48r, cbetar close de 100%.


    O maior pra mim eh não conseguir botar mãos fortes no ck/c range e não apenas as mid hands/SD value.


    E claro não dar hero folds, famoso se tem parabéns e não entender qual eh realmente a última mão que você tem que defender no spot dar call e não ligar quando você tá batido.


    Só pra finalizar, entenda o que você queira, underbluffing e overcalling
    Registre-se ou faça login para ver assinaturas.

Permissões de postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •  
© 2007-2019 · MaisEV · Todos os direitos reservados