Profissionais Portugueses Saem do País Para Continuar Jogando Poker

Por: 11/02/2016

Jogadores reclamam da falta de datas para o licenciamento da salas de poker em Portugal

emigração

Desde a legalização dos jogos online em Portugal, em junho do ano passado, as salas e jogadores de poker portugueses tem sido muito afetados com a demora nas liberação das licenças.

Segundo o Diário de Noticias, importante jornal português, 86 sites de poker deixaram de operar no país.

Além das salas de poker, aproximadamente 50 jogadores profissionais se viram obrigados a buscar em outras pátrias a possibilidade de manutenção de seu meio de vida. Muitos desses emigraram para a República Checa, Brasil, Hungria, Malta e Reino Unido.

Os jogadores portugueses acreditavam que as licenças seriam rapidamente emitidas e tudo se normalizaria logo, porém a realidade se mostrou diferente.

Os prazos não foram cumpridos e não há datas para a regularização das atividades online. Apesar disso eles anseiam pela resolução do caso para voltarem a sua terra natal.

“Quando começamos a perceber que a previsão inicial avançada como data provável para as primeiras licenças serem emitidas não iria ser cumprido, decidimos sair do país para continuar a praticar a modalidade que para muitos de nós é a principal fonte de rendimento,” disse um jogador que mudou-se para Praga.

Segundo a Associação Nacional de Apostadores Online (ANAon), a demora afeta 60 mil jogadores cadastrados, embora aproximadamente 150 mil pessoas já tenham jogado poker online ao menos uma vez.

 

Curta a página do MaisEV no Facebook e siga-nos no Twitter

 

A Loja MaisEV tem tudo que você precisa para se tornar um campeão


Veja mais:

Salas de Poker