Processos Contra o Full Tilt São Arquivados, Site Pode Voltar em Março



Por: 01/02/2012

Um destes processos, em nome de todos os jogadores dos EUA, acusava treze indivíduos e nove companhias associadas ao site de formação de organização criminosa.

A razão para o encerramento dos processos foi que não ficou claro se o motivo pelo qual os jogadores não podiam receber o dinheiro em suas contas foi a conspiração dos acusados ou as ações do governo federal.

Entretanto, o juiz Leonard Sand não arquivou os processos contra Ray Bittar e Nelson Burtnick (que são agora os únicos executivos do Full Tilt que enfrentam ações criminais), nem contra as empresas Pocket Kings, Vantage e Filco, as principais empresas que controlam o site de poker.

Segundo ele, “o fato de que esses três réus trabalharam juntos para manter o site do Full Tilt também torna plausível que eles tenham trabalhado para impedir os queixosos de acessar o dinheiro em suas contas.”

Para Jeff Ifrah, advogado do Full Tilt, esta foi uma grande vitória. “Estamos muito felizes com o resultado. Nós obviamente  concordamos com o argumento da corte.”

Isto certamente irá acelerar o processo de aquisição do site pelo Groupe Bernard Tapie, que está em andamento desde o fim do ano passado. Logo após essa notícia, os acionistas do Full Tilt aprovaram os termos propostos pelo Departamento de Justiça, que permitirão o GBT controlar os bens da empresa.

Laurent Tapie, que está a frente das negociações, disse em entrevista ao site GamingIntelligence que espera que o site já esteja em funcionamento no dia 1º de março.


Veja mais:

Salas de Poker