Político Australiano É Expulso de Cassino Por Lamber o Dedo

Por: 07/08/2014

Após lamber o dedo e tocar as cartas, político da Austrália resistiu ao ser expulso do Crown Casino.

A história é estranha, porém, o fato inusitado ocorreu em um cassino na Austrália.

Paul Lennon, ex-premier do território da Tasmânia, foi expulso de um dos maiores ambientes de jogos de Melbourne, o Crown Cassino, por lamber o dedo e tocar as cartas.

A cena ocorreu na última quinta-feira à noite (horário local), e o político negou-se a deixar o recinto. Com isso, foi multado em AU$ 738 (aproximadamente R$ 1.564) pela polícia por se negar a deixar locais licenciados.

Conforme o jornal australiano ABC News, o político teria explicado: “Lambi meu dedo indicador antes de tocar as cartas, como todo mundo faz de vez em quando e, ao que parece, isso é contra as regras. Fui expulso. Perguntei o motivo e não obtive resposta”.

Segundo testemunhas, Paul Lennon comportou-se de forma agressiva com uma jogadora ao ser obrigado a deixar o ambiente. Outra versão afirma que o início do incidente se deu após o político xingar uma jogadora por ela ter tocado suas fichas.

Crown Casino local expulsãoO político foi ex-premier do território da Tasmânia entre 2004 e 2008, atuando junto ao governador do distrito. Porém, pediu seu afastamento do cargo ao ter taxas de aprovação abaixo dos 20%.

As testemunhas disseram que Paul foi levado por cinco ou seis seguranças para fora do estabelecimento e que antes de ser expulso tentou aplicar a famosa máxima: “Você sabe com quem está falando?”

Acessos de fúria tem ocorrido com frequência em cassinos. A última delas foi em maio, quando Ryan Eriquezzo amassou suas cartas após uma bad beat e ameaçou tocar fogo no lugar, além de xingar o delaler e demais presentes. Ele foi desclassificado do torneio.

 

Curta o MaisEV no Facebook e siga-nos no Twitter.

 

Passe na Loja MaisEV e confira baralhos, camisetas e demais acessórios de poker.


Veja mais:

Salas de Poker