Patrik Antonius Diz Que Perderá $5 Milhões Se o FTP Quebrar

Por: 20/10/2011

Logo em seguida, surgiram informações de que Antonius não estava sendo honesto em sua declaração, já que tinha apenas $100 presos em sua conta no FTP.

Durante o Main Event do WSOPE, o ex-jogador do Full Tilt deu uma segunda entrevista, onde mais uma vez falou sobre o assunto, e explicou suas perdas no site.

“Esta pessoa me atacou, dizendo que eu tinha apenas $100 na conta. Ele está certo, mas não quer dizer que eu não tenha muito a perder. Além disso, estou preocupado em como essa pessoa conseguiu essa informação, e porque está divulgando informações confidenciais.”

Embora tenha admitido ter apenas os 100 dólares em sua conta na sala de poker, Patrik Antonius diz que tem dívidas para receber de vários jogadores, e isto depende exclusivamente do Full Tilt. Segundo ele, tais dívidas chegam a $5 milhões.

“Muita gente me deve dinheiro, e se o Full Tilt quebrar, será muito difícil para eles me pagarem.”

Deste valor, $2.4 milhões são dívidas de um único jogador, que depende apenas do Full Tilt para pagá-lo. Outros $500,000 são fundos que Antonius transferiu no site para outros jogadores antes de jogar o WSOP em Las Vegas, já que não poderia acessar o site de lá.

“O Full Tilt não me deixou sacar nada depois da Black Friday. Então como eu estava indo para os EUA para jogar o World Series of Poker, transferi o que tinha para algumas pessoas que queriam dinheiro online, mas aí o site ficou offline e ninguém conseguiu sacar o dinheiro. Agora essas pessoas se recusam a me pagar porque o dinheiro está preso no site, e eles não veem isso como dinheiro real.”

Além das dívidas de outros jogadores, Patrik Antonius disse também que também precisa receber valores referentes ao seu contrato com o site.

“Grande parte do meu salário do Full Tilt era pago no fim de cada ano contratual, em junho, mas neste ano eles não me pagaram. O mesmo vale para o salário de vários meses anteriores.”

Historiador por formação, conheceu o MaisEV em sua primeira semana de vida, ainda em 2007. Em pouco tempo, tornou-se editor-chefe do site para fazer o que faz de melhor: escrever.

Veja mais:

Salas de Poker