História do Poker – A Partida de Poker Mais Longa de Todos os Tempos e as Origens da WSOP

Por: 02/12/2013

A história do início da World Series of Poker é conhecida por muitos jogadores. Todos sabem que Johnny Moss venceu a primeira edição da série por votação de seus seis adversários e levou o primeiro título mundial. Mas o que muitos não sabem é que a WSOP tem origens em um evento muito mais épico que aconteceu algumas décadas antes.

Os personagens

Benny Binion

Benny Binion

“Eu nunca fui um bom jogador de poker. Eles conhecem as cartas, as porcentagens, quais as chances de acertar, e todo esse tipo de coisa. Eu não sei fazer isso. Não sei nem um pouco”. É assim que Benny Binion (a esquerda) descreve sua habilidade com o poker. Mesmo assim, ele foi uma das figuras mais importantes da história do poker. O motivo para isso foi sua capacidade em criar e gerenciar jogos seguros e agradáveis para os clientes de seus cassinos. “Boa comida barata, bom vinho barato e um bom jogo”, esse era seu lema.

Benny era tão irredutível em suas ideias de criar jogos justos – ou menos injustos – que isso levou ao fim da sociedade de seu primeiro cassino em Las Vegas, o Las Vegas Club, após ele decidir reduzir a vantagem da casa e acabar com os limites de apostas.


Nick “The Greek” Dandolos

Nick Dandolos era realmente grego, e diferente de muitos jogadores da época (e até mesmo de Benny Binion), que tiveram que lutar para sair da pobreza, nasceu em berço de ouro. Seu padrinho era um magnata dos transportes, e deixou para ele uma gorda herança, que Nick usou para se mudar para os Estados Unidos.

Depois de chegar na terra do Tio Sam, ele conquistou a fama de quebrar todos os grandes apostadores do leste do país, acumulando a mega quantia de US$60 milhões em ganhos – só para perder tudo nas corridas de cavalos.

Johnny MossJohnny Moss

Moss começou sua “carreira” trabalhando para Benny Binion, mas não como apostador. Ele era um simples office-boy nos negócios de Binion na cidade de Dallas, antes de Binion se mudar para Las Vegas. Convivendo com os jogos e apostadores, aprendeu a trapacear no poker antes de saber como jogar honestamente. Mas as vantagens do jogo honesto ficaram claras para ele. “Dar as cartas começando pela última do baralho, usar espelhos, marcar cartas… nós achávamos que éramos espertos. Víamos todo mundo como otários… mas os otários tinham dinheiro, e nós não. Eu conseguia ganhar a vida, mas não vivia muito bem. Eu não conseguia guardar muito dinheiro como faziam os otários, então com o tempo eu vi que era melhor ser um otário. Pelos últimos sessenta anos eu tenho sido um otário. Mas sou difícil de vencer”, disse Johnny Moss (a direita) em uma entrevista em 1981, aos 74 anos.


O desafio

O ano era 1949 (ou 1951, de acordo com algumas versões). Benny Binion havia recém inaugurado seu Horseshoe Club, em Las Vegas, quando foi procurado por Nick Dandolos, que queria jogar “o maior jogo de poker que o mundo já viu”. A proposta de Dandolos era enfrentar qualquer jogador disponível em uma maratona de heads-up no-limit onde o vencedor ficasse com todo o dinheiro.

Benny viu potencial na ideia mas não sabia qual seria a melhor maneira de explorá-la, afinal, poker nunca fui lucrativo para cassinos. Ele então procurou outro grego, Jimmy “the Greek” Snyder (que ao contrário de Nick Dandolos era apenas descendente de gregos), que gerenciava apostas esportivas e – mais importante – entendia de marketing. Snyder acreditava que o poker era o jogo mais popular entre os americanos, mas que precisava se desvencilhar da imagem que tinha de jogo underground, regado a charutos, whisky e tiroteios em fundos de bar. Para ele, o poker precisava de um grande evento e muita publicidade. Foi ele também quem plantou a ideia de usar Johnny Moss para o grande jogo, dizendo a Benny Binion que só alguém do Texas poderia enfrentar Dandolos, pois os melhores jogadores de poker vinham da região. A sugestão foi certeira, pois além de texano, Johnny Moss era o melhor jogador de poker que Benny Binion conhecia.

Segundo as lendas do poker, Binion telefonou para Moss, que já estava há três dias sem em um jogo “baleado” na cidade de Odessa. Mas dinheiro não é tudo mesmo para pessoas que vivem de jogos e apostas, por isso Johnny Moss entrou no próximo voo para Las Vegas.

Nick "the Greek" DandolosO grande jogo

O jogo começou assim que Moss chegou no Horseshoe Club. Uma mesa foi posicionada do lado de fora do cassino e logo atraiu atenção de quem passava em frente, e quem tivesse US$10 mil podia até mesmo participar do jogo, o que aconteceu algumas vezes, mas nenhuma dessas pessoas durou mais de dois dias.

A ideia de maratona foi levada ao pé da letra. Acredita-se que eles tenham jogado todos os dias por cinco meses, com uma pausa a cada cinco dias para dormir – pelo menos Johnny Moss dormia, já que Nick “the Greek” Dandolos aproveitava essas pausas para encarar as mesas de craps (dados), o que levou até mesmo a uma “falinha” de Dandolos: “O que vai fazer, Johnny, jogar sua vida fora dormindo?”

Uma das mãos mais famosas da disputa (ou pelo menos uma das poucas mãos conhecidas) aconteceu na modalidade Five Card Stud. Nick “the Greek” Dandolos tinha 8-6-4-J a mostra e Moss 6-9-2-3. Com US$100.000 no pote, Dandolos, que tinha apenas US$170.000 restantes de um bankroll de mais de US$1 milhão, apostou US$50.000 e Johnny Moss foi all-in, com um 9 escondido. Dandolos disse então “acho que tenho que te pagar, porque acho que eu tenho um J escondido, e Moss respondeu “Greek, se você tem um J aí, então deve ganhar um belo dum pote.” De fato, ele tinha o J e ganhou o pote de US$520.000.

O jogo terminou no mês de maio com a vitória de Johnny Moss, depois que Nick Dandolos declarou uma das frases mais lendárias da história do poker: “Mr. Moss, acho que tenho que deixar você partir.” Segundo contam, Johnny Moss ganhou entre US$2 e US$3 milhões – corrigindo para a inflação atual, mais de US$20 milhões.

Em uma entrevista futura, Johnny Moss revelou uma de suas estratégias para ter vencido Nick Dandolos. “Eu quebrei ele no longo prazo”, falando exatamente sobre a mão acima e do erro de Dandolos em tentar acertar mãos milagrosas.

Mas uma vez apostador, sempre apostador. Por isso, esse dinheiro não durou muito tempo nas mãos de Johnny Moss. Segundo o igualmente lendário Doyle Brunson, Moss acabou perdendo tudo nas mesas de craps.

Somente 20 anos depois, Benny Binion voltou a fazer um grande evento de poker e lançou sua World Series of Poker. E mais uma vez, o campeão foi Johnny Moss. Mas essa já é outra história.

 

Conheça os livros e softwares de poker da Loja MaisEV e seja um campeão das mesas!

 

Historiador por formação, conheceu o MaisEV em sua primeira semana de vida, ainda em 2007. Em pouco tempo, tornou-se editor-chefe do site para fazer o que faz de melhor: escrever.

Veja mais:

Salas de Poker