Pai Acusa Black Friday de Ser o Motivo do Suicídio do Filho

Por: 27/04/2013

“Imagine que repentinamente seu trabalho não está mais lá. Repentinamente, seu dinheiro é levado embora e você está batalhando para achar um trabalho”, disse Bill Roth, pai da vítima. A frase forte tenta explicar o porquê de Matt Roth, um promissor jogador de poker online, ter posto fim à sua vida.

Roth havia se graduado em Finanças na Universidade de Nevada no ano passado. Ainda assim, sua vida sempre fora o poker, como disse um de seus melhores amigos, Josh Norum: “Ele trabalhou duro para ser o melhor em tudo que queria, mas as cartas eram sua real paixão. Ele podia ler cartas e pessoas de uma forma que ninguém mais sabia”.

Com o fechamento do poker online nos EUA em 2011, entretanto, a vida do promissor Roth mudou. “O governo federal tirou o site do ar há dois anos, tirou seu dinheiro e, com isso – e eles não sabiam – tirou o meu filho”, afirmou seu pai. “Eles tiraram seu objetivo”. Ainda segundo Bill Roth, após a Black Friday seu filho parou de se cuidar, de ir à academia e passou a se esconder atrás de pesados casacos nas poucas vezes que saía de casa.

Matt Roth passara os últimos meses tentando reaver seu dinheiro, que estava espalhado em vários sites de poker. Embora alguma parte tenha sido recuperada, o próprio Roth nunca mais fora o mesmo. No dia 21/04, seu pai levara-o ao aeroporto para uma viagem a Vegas. Com uma arma emprestada de um amigo, Matthew Anthony Roth cometeu suicídio dois dias depois.

Apesar da reabertura do Full Tilt no fim do ano passado, os jogadores americanos ainda passam por dificuldades para reaver o seu dinheiro. No entanto, com a contratação de uma empresa para gerenciar esse problema, a expectativa é que o processo seja acelerado.

 


Veja mais:

Salas de Poker