Malware Russo Tem Como Alvo Jogadores de Poker

Por: 04/12/2013

A Rússia é conhecida por ser o país da vodka, de Ivan Drago, de jogadores over-agressive, loucos que não tem medo de altura, e agora chama a atenção da mídia por ser a sede de um malware que busca captar informações de jogadores de poker.

Com o nome de “i2Ninja”, o malware tem as mesmas funcionalidades comuns a arquivos que buscam obter informações de alvos financeiros. Desenvolvido na I2P (Invisible Internet Project), uma darknet em que a navegação é anônima, o malware escapa da vigilância que costuma ocorrer na superfície e permite o envio de dados e mensagens de forma não rastreável.

O arquivo contém um “PokerGrabber”, uma ferramenta que lista uma série de sites de poker, e pode permitir a captura de dados de jogadores da sala, como username e senhas, além de permitir a visualização da tela da vítima, o que permitiria ao hacker jogar contra o usuário vendo as holecards.

Ironicamente, o “PokerGrabber” contém em sua lista o site Absolute Poker, finada plataforma de poker online que foi alvo de escândalos em 2011.

Ainda em setembro deste ano, um caso de sumiço de notebooks durante o EPT Barcelona levantou a suspeita sobre a possível instalação de malwares para permitir que os criminosos tivessem acesso às telas dos jogadores infectados.

Saiba Mais: O Sumiço de Notebooks no EPT Barcelona

Conforme especialistas, os jogadores devem ficar atentos a e-mails suspeitos, spams e sites não confiáveis. Também é recomendada a atualização de antivírus.

 

Os melhores softwares de poker estão disponíveis na Loja MaisEV. Todos, sem vírus.


Veja mais:

Salas de Poker