Jogadores do Fórum MaisEV Debatem Jogada de Akkari no Shark Cage

Por: 11/12/2015

esfandiari shark cage

Atolada de Akkari no Shark Cage gera importantes reflexões.

Receita para uma polêmica: Pegue o jogador de maior prestígio do cenário nacional. Coloque-o em uma mesa com os maiores nomes do jogo: Phil Ivey, Daniel Negreanu e Antônio Esfandiari. Distribua um prêmio de US$ 1 milhão, mas apenas para o vencedor. Pegue uma mão controversa. Filme, publique na internet e voilá, temos os ingrediente de uma receita que faz panelas borbulharem de caracteres e mais caracteres internet afora (e que, inclusive, nos inspira em escrever essa matéria)

Se você não viu, clique no vídeo abaixo e assista a mão, a partir dos 6:30.

Antes, algumas palavras sobre o programa.

O Shark Cage apresenta um formato deveras interessante. Há uma balaca com a tal jaula, os blefes, mas o que talvez chame mais a atenção é o relógio que faz com que os jogadores tomem decisões de forma rápida, e evita uma das piores coisas que há no poker, que é aquele tempo que muitos usam simplesmente para aparecer nas câmeras.

São várias baterias com vários jogadores de renome, celebridades e os Team Pro e Online da sala. Você pode se classificar até online para participar do programa. Com méritos, Akkari chegou à final.

São 1 milhão de fichas de stack incial, com blinds em 5.000 / 10.000 ante 2.000. 100 big blinds deep, um sonho para qualquer jogador de torneio. Se o stack é um sonho, o line-up da mesa final é um verdadeiro pesadelo. Além de Ivey, Negreanu e Esfandiari, há Mario Ho e Jennifer Shahade que, se ao menos não intimidam, pelo menos sabem para onde corre o baralho.

Dito tudo isto, o usuário do fórum MaisEV loserfly se sentiu na obrigação de compartilhar a jogada. “Ok, esperei alguém postar esse vídeo com a jogada – a meu ver – desnecessária (no mínimo). Vocês acham que tem algum sentido? Vejam os comentários após a mão.”, perguntou ele no tópico intitulado “Akkari no Shark Cage. Pq fez isso?” (clique no link para ver o tópico inteiro).

O próprio Akkari não ficou de fora da polêmica. Em um post em seu blog, Akkari contou um pouco dos bastidores do programa.

“[…]no camarim um dos assuntos que mais citaram foi o quão tight eu jogava, fizeram brincadeiras leves com isto, e depois acabaram repetindo mesmo após minha eliminação. Quando fomos para a mesa, o momento do sorteio do seat era algo ultra importante, pegar Esfandiari ou Ivey na canhota eu sabia que seria a pior situação, não porque pegar os outros seria fácil, mas sei que eles iriam segurar mais o jogo principalmente no começo, o Esfandiari e o Ivey não, sabia que eles poderia abusar um pouco por eu não ser nada estrela naquele gramado. O Negreanu como me conhece mais, eu sabia que poderia ir mais tranquilo querendo mais ação pós flop do que pré.

Assim que foi feito o sorteio, e isto não dá pra ver no show, já que é editado, o Esfandiari pegou o acento da canhota e soltou um “yummyy” para mim, claro que na brincadeira, mas querendo dizer que estando na canhota ia acelerar para o meu lado.”

Com isto em mente, o Team Pro resolveu adotar uma estratégia. Frustrar o note de Esfandiari ao se arriscar com um range maior e jogar potes maiores, como ele explica.

“[…]contra este field, eu acredito que minhas chances seriam muito maiores com potes maiores, mais ação em situações que eles pudessem usar a referência dos “notes” que haviam feito sobre eu ser ultra tight.”

Entretanto, a estratégia talvez tenha saído pela culatra, como notou o usuário Lerefer no próprio tópico: “Akkari se levelou sozinho. Caiu na trap mais antiga da humanidade. É quase um “Nooossaa, dúvido você fazer”, ai vai o donkey e faz.”, escreveu ele.

Para alguns jogadores, o check-raise flop foi ruim. Outros, como o próprio Akkari, criticam a jogada no turn.

Alguns notaram o aspecto psicológico da mesa. Enquanto para Ivey, Esfandiari e Negreanu trata-se de “só mais um jogo, só mais uma mesinha qualquer”, para Akkari a mesa não é tão ordinária assim. Se o prêmio de US$ 1 milhão não coloca pressão, encarar Ivey está longe de ser algo confortável para qualquer jogador brasileiro. Negreanu e Esfandiari, também. Os três juntos, pior ainda. Os três juntos, em uma mesa televisionada de um programa com uma boa audiência na internet impacta qualquer um.

Por mais que Akkari justifique que joga com eles com frequência, essa situação é especial. Jogar contra Negreanu em uma mesa qualquer é uma coisa. Na mesa da TV, outra. Jogar com os três em uma mesma mesa, televisionada, valendo US$ 1 milhão, é privilégio de poucos no mundo.

Se você tem a oportunidade de jogar com os maiores ídolos do jogo que ama, é natural que se sinta intimidado à primeira vista. Até por isso, Akkari deveria ter relaxado um pouco mais. Diminuído um pouco a marcha, sem acelerar. Quem sabe, um tempo depois, ele já se sentiria mais tranquilo e com possibilidade de jogar seu A game.

“Primeiro, jogar contra Ivey, Negreanu e aquela galera toda foi do cacete, não foi a primeira vez que joguei com eles, mas esta foi bem especial pois foi um grande show e em um formato completamente diferente.

Nos bastidores foi algo incrível, eles são os heróis do esporte que eu resolvi praticar e estar com eles foi algo realmente bem especial. Todos mostraram um respeito enorme por mim, o que eu nem esperava que conhecessem tanto, e além disto, Negreanu encheu de elogio o meu ano, os resultados, foi realmente demais.”, admitiu o Team Pro.

De qualquer forma, é natural que a mão suscite polêmica. Quando se fala em poker no Brasil é impossível não associar a figura de André Akkari. Entretanto, bons atletas também erram. Erram pênaltis, saques, batem em curvas fáceis e por aí vai.

O mais importante de toda essa discussão talvez seja a própria polêmica e o que ela pode nos ensinar. No fórum MaisEV um ditado é repetido a exaustão: “Aprendeu? Se sim, saiu barato. Se não, vai ser mais caro da próxima vez”. E aprender com os erros dos outros é a forma mais barata de se tornar melhor.

 

*Aqui, o post de André Akkari integralmente.

Curta a página do MaisEV no Facebook e siga-nos no Twitter.

Aqui você encontra os melhores acessórios para jogar poker.


Veja mais:

Salas de Poker