Greve de Jogadores no PokerStars é Um Completo Fracasso

Por: 04/12/2015

PokerStars teve aumento de 70% no tráfego no dia inicial da greve

A união faz a força, diz um conhecido ditado. Porém, somente união pode não ser suficiente algumas vezes.

A iniciativa de jogadores russos e de vários nomes conhecidos na comunidade não gerou nenhum impacto no tráfego do PokerStars, conforme o site PokerScout. Aliás, muito pelo contrário: o que se viu foi um aumento considerável no número de jogadores online.

Na terça-feira passada, dia 1º, o PokerStars registrou um pico de 37.758 jogadores presentes nas mesas de cash games. Para efeito de comparação, o pico da última terça-feira anterior à greve, dia 24 de novembro, havia sido de 22.939 jogadores. Em comparação com a última semana, o aumento de frequentadores nas mesas de cash games foi de mais de 70%.tráfego pokerstars

Mas o quê justifica tamanho crescimento, uma vez que mais de 2.600 jogadores confirmaram adesão à greve? O período do ano explica alguma coisa.

O PokerStars é famoso por oferecer boas promoções no período natalino, e este ano não é diferente. O seu Festival de Natal irá distribuir US$ 10 milhões até o encerramento do ano, abrangendo jogadores de cash games, torneios e sit’n go’s. Há torneios novos na grade, freerolls, golden sit’n go’s, pacotes para o PCA e as queridas Milestone Hands, onde jogadores de cash games podem ser sorteados randomicamente, dezenas de vezes ao dia, e embolsar um dinheiro grátis. Aliás, a promoção Milestone Hands parece que foi a grande responsável pelo aumento no fluxo registrado na terça-feira, já que o usuário recreativo parece dar pouca importância às políticas do site quando confrontado com a oportunidade de ganhar uma grana.

Outro ponto que explica o fracasso da greve foi a falta de adesão de algum grande nome da sala. Ainda que alguns famosos tenham aderido à ideia, caso de Phil Galfond, Mike McDonald e Ben Tollerene, eles não têm o mesmo poder de persuasão frente a amadores e recreativos do que o de outros nomes que usam o patch do PokerStars. Daniel Negreanu é famoso por defender seu patrocinador e, apesar de não se colocar contrário à greve, também não endossou a iniciativa. Caso algum nome da sala com um bom eco na mídia e nas redes sociais se declarasse a favor da greve, o impacto poderia ter sido maior.

Além das promoções natalinas, a greve de dezembro se mostrou um péssimo timing. Isso porquê o final de ano é a última chance para jogadores conquistarem preciosos pontos e baterem suas metas visando a conquista de um status VIP maior. Três dias fora das mesas é muita coisa para alguns.

Já na quarta-feira, dia 2, o pico de jogadores nas mesas de cash games também subiu, e foi 10% maior comparado aos números da semana passada. Ontem, dia 3, último dia da greve, o resultado foi o mesmo.

Parece que a tentativa de lutar contra as mudanças no sistema VIP exigirá uma outra estratégia. Resta aguardarmos o que será feito nas próximas semanas.

 

Curta a página do MaisEV no Facebook e siga-nos no Twitter.

Clique aqui e confira os principais softwares para torneios.


Veja mais:

Salas de Poker