GBT Diz Que Dinheiro Emprestado a Pros Pode Atrapalhar a Venda do FTP

Por: 03/02/2012

“No total, a soma devida à companhia é entre US$ 10 e US$ 20 milhões. Vários jogadores devem dinheiro e não demonstraram vontade de pagar, entre eles Phil Ivey, Layne Flack, David Benyamine, e Erick Lindgren. Barry Greenstein, Mike Matusow e outros também devem uma quantia menor, mas significativa.”

“Se o dinheiro não aparecer, criará um sério obstáculo para a finalização do acordo. Este não é o único problema na venda, e o acordo não será cancelado por causa de um único problema. Mas é um assunto importante.”

Destes jogadores, apenas Barry Greenstein (foto) falou sobre o assunto, em um tópico no 2+2. Barry admite que deve aproximadamente US$ 150.000 de um total de US$ 400.000 que pegou emprestado para jogar no FTP na época em que o PokerStars não tinha jogos de high stakes, mas que só irá devolver se o dinheiro for usado para  pagar os jogadores norte-americanos.

“O consenso na comunidade de poker é que todo o dinheiro devido ao Full Tilt ou pago por investidores depois da companhia se tornar indisponível deve ser usado para devolver os fundos dos jogadores. Se eu fizesse qualquer acordo com vocês pareceria que dei as costas para os interesses dos jogadores dos EUA,” disse ele.

Historiador por formação, conheceu o MaisEV em sua primeira semana de vida, ainda em 2007. Em pouco tempo, tornou-se editor-chefe do site para fazer o que faz de melhor: escrever.

Veja mais:

Salas de Poker