Daniel Negreanu Fala Sobre a Reunião Entre os Jogadores e PokerStars

Por: 22/01/2016

Negreanu disse que a reunião não foi uma negociação

DANIEL NEGREANU

A reunião envolvendo a Amaya, Daniel Negreanu e os representantes dos jogadores insatisfeitos com as mudanças do sistema VIP da PokerStars Dani Stern, Daniel Dvoress, Isaac Haxton, aconteceu no dia 18 de janeiro em Montreal.

Segundo o próprio Negreanu em uma entrevista para o site CalvinAyre.com, as conversas levaram o dia inteiro e abordaram temas gerais sobre o poker online, além é claro do motivo dos protestos.

O Team Pro informou que os presentes assinaram um termo de confidencialidade e que não podem partilhar números demonstrados pela empresa nem detalhes do ecossistema.

“Os jogadores assinaram um termo de confidencialidade, e assim não podem falar sobre números específicos ou detalhes do ecossistema. Diante dessa perspectiva, não há muito a compartilhar. O que é importante é que os jogadores viram com os próprios olhos que as alterações eram necessárias. É discutível se o PokerStars fez as alterações corretas, mas não há dúvida para quem viu os números que são necessárias.”

Negreanu ainda disse que considerou a reunião muito produtiva, apesar de não ter participado de todo o encontro, e que David Baazov, CEO da Amaya foi um dos nomes presentes.

“Foi uma longa reunião. Tudo começou por volta do meio-dia. Eu tinha um voo às 19:00 e eles ainda estavam lá quando eu saí. Cobrimos uma ampla gama de tópicos. Todas as coisas de poker online, e o estado atual e futuro do ecossistema. No geral, eu acho que foi muito produtivo.”

A Amaya, detentora da PokerStars, demonstrou seus motivos para as alterações e em contrapartida os jogadores apresentaram propostas para que o impasse seja resolvido logo. Entretanto, para os executivos da empresa essa questão já foi superada.

“Para ser claro, a reunião não foi uma negociação. Ambos os lados sabiam disso. Ambos os lados sabiam que as mudanças estão indo em frente. Discutimos, sim, a quebra da promessa e a perda de confiança no PokerStars. Para a maior parte das pessoas, o que as deixou enraivecidas foi o fato de termos dito que os jogadores foram avisados. Não considero isso justo. Pedimos desculpa porque reconhecemos que fizemos uma burrada (Nota do tradutor: Negreanu se refere às mudanças realizadas no sistema VIP, que anteriormente estavam previstas para ocorrer somente em 2017, e não em 2016).”

Mesmo assim, Daniel considerou a reunião um sucesso, com todos saindo felizes com os resultados alcançados.

“Eu não fiquei lá até o fim, mas parecia que todo mundo estava feliz. Não havia nenhum ressentimento ou raiva. Foi um encontro muito positivo… Pontos foram contestados pelos dois lados… Vamos chamá-los de debates saudáveis.”

Porém a visão de Negreanu não foi compartilhada por todos os participantes da conversa. Dani Stern e Isaac Haxton postaram em suas respectivas redes sociais que, ao contrário do que disse o garoto propaganda do PokerStars, eles “não saíram de lá felizes”, considerando o resultado insatisfatório.

Ainda assim, Daniel Negreanu afirmou que haverá outras reuniões entre a maior sala de poker online do mundo e os jogadores.

“Sei que haverá. David (Baazov) adorou a ideia de eu intermediar os encontros com os jogadores. Não será necessariamente com os mesmos jogadores.”

Este é apenas mais um capítulo desta história que parece estar longe de acabar, pois apesar de a Amaya querer demonstrar que o assunto já foi contornado os jogadores não veem do mesmo modo e devem continuar com protestos contra a sala.

 

Curta a página do MaisEV no Facebook e siga-nos no Twitter

 

CLIQUE AQUI E CONHEÇA O “POWER HOLD’EM”, LIVRO DE DANIEL NEGREANU!


Veja mais:

Salas de Poker