Conhecendo os Finalistas da WSOP: JC Tran

Por: 14/10/2013

Até o início da grande mesa final em 4 de novembro, quando 9 jogadores disputarão mais de US$ 8 milhões destinados ao vencedor e o glorioso título de “Campeão Mundial de Poker”, você conhecerá um pouco mais de cada um deles nessa pequena série do MaisEV: suas raízes, seus jogos favoritos e suas principais conquistas.

 

Justin Cuong Van Tran nasceu em 1977, no Vietnã. caçula de um total de nove filhos mudou-se com a família para os Estados Unidos aos dois anos de idade. Simplesmente conhecido como “J.C. Tran”, ele utilizou as inicias do seu nome para formar seu apelido no poker: “Just Call” Tran.

Tran se formou em Administração com ênfase em Sistemas de Informação pela California State University. Conheceu o poker aos 21 anos, aprendendo as regras básicas com seu irmão. No seu primeiro “teste”, sentou com US$ 40 em um home game de Limit Texas Hold’em $1/$3. Transformou seu stack em US$ 100 e a partir de então se apaixonou pelo jogo. Meses depois, já era regular nos jogos $9/$18 do Capitol Casino em Sacramento, Califórnia, cidade onde vive até hoje.

JC TranCom o bankroll crescendo, JC Tran começou a jogar torneios. Já em 2003, conquistou um belo prêmio ao vencer um evento com buy-in de $300 no Commerce Casino e faturar US$ 74 mil. A partir de então, desde 2004 o jogador ganhou pelo menos US$ 700 mil em torneios a cada ano, até 2010.

Em 2006, JC Tran conquistou o título do World Championship of Online Poker (WCOOP) do PokerStars,  passando por um field de mais de 2.500 jogadores e para levar US$ 670 mil ao realizar um acordo em seis jogadores no torneio que distribuiu mais de US$ 6 milhões em prêmios, recorde do online até então. Em 2007, ao fazer três mesas finais do World Poker Tour (WPT) e conquistar um título, ele foi escolhido o “Jogador do Ano do WPT”. No ano seguinte, Tran venceu seu primeiro bracelete da WSOP em um evento de $1.5 mil NLH, passando por quase três mil jogadores e ganhando US$ 631 mil. O segundo bracelete veio em 2009, desta vez na modalidade de Pot-Limit Omaha.

O resultado de tudo isso é a soma de US$ 8,3 milhões conquistados durante a carreira, valor que pode ser dobrado caso ele se consagre como vencedor do Main Event e faça história no poker ao ser o primeiro jogador a se tornar campeão mundial nos maiores circuitos online e ao vivo.

A partir de 2010, os resultados de JC Tran encolheram, mas o motivo é nobre: a gravidez da esposa o fez voltar sua atenção para a família, deixando os torneios de lado. Talvez por ser originário de uma família grande, Tran leva a sério a função de pai e esposo, descrevendo-se no seu twitter como “Pai e marido profissional, e jogador de poker nas horas vagas”.

Pode parecer exagero, mas não é. É difícil achar uma entrevista onde ele não fale da saudade da família. Uma vitória no Main Event poderia ser descrita por muitos jogadores como o momento mais brilhante de sua vida, mas para JC Tran não será nem o momento mais especial de novembro: o nascimento de sua filha está programado para dias depois do fim do torneio. “Não importa se eu terminar em primeiro, segundo ou terceiro, nada será mais especial que o nascimento da minha filha. Algo maior, melhor e mais marcante vai acontecer depois da WSOP”.

Sua rotina começa com um café da manhã preparado pela esposa e desfrutado tran playingjunto de seu filho Peyton, de 2 anos. Depois disso, ele faz o que mais gosta: leva a família para assistir os jogos do time da NFL San Diego Chargers, pesca, e brinca com seu filho.

Tal rotina fez JC Tran se afastar do poker e perder uma oportunidade de faturar muita grana: “Com três anos sem jogar muito poker ao me afastar do circuito, você sente seu bankroll diminuir. Após o nascimento da minha filha, esse padrão tende a se repetir, por isso a chance de uma cravada gigante acontece no momento perfeito, eu não podia esperar por hora melhor. É o Main Event, é tudo muito surreal”.

Liderando os 9 finalistas do Main Event, com 38 milhões de fichas, a chance de JC Tran se tornar campeão mundial é muito grande. Não só seu stack gigante aponta para isso, mas ele é o mais experiente entre os 9 sonhadores. Sua preparação para a mesa final não envolveu nenhuma estratégia específica. Ao curtir o tempo com a família, Tran jogou poucos torneios, sendo um deles a etapa High Roller do WPT Alpha Tour, com buy-in de US$ 100 mil, onde ganhou US$ 526 mil ao ficar na segunda colocação.

Caso vença o Main Event, JC Tran não planeja se aposentar, mas tirar umas longas férias para aproveitar a família e a filha recém-nascida: “Não quero chegar aos 40, 50 anos de idade, viajando e passando muito tempo em cassinos sem saber como meus filhos estão crescendo”, diz o jogador, que pretende participar somente dos eventos mais importantes e tirar uma ou duas fotos com o bracelete na pequena filha, “mas só isso, é um bracelete bastante caro”, brinca o, quem sabe, futuro campeão mundial.

Se no filme “O Poderoso Chefão”, Don Corleone nos ensina que “um homem que não passa tempo com a sua família nunca vai ser um homem de verdade”, JC Tran parece ter aprendido a questão. Mais do que Campeão Mundial, ele pensa em ser um pai campeão.

Quem: JC Tran.

Local de Nascimento: Vietnã (Naturalizado Americano).

Stack: 1º – 38 milhões de fichas.

Melhor Resultado: 2 braceletes WSOP, Jogador do Ano WPT (2007).

Melhor Resultado Online: Campeão do WCOOP do PokerStars em 2006 (US$ 670 mil).

Ganhos em Torneios: US$ 8,3 milhão.

Jogo Principal: Torneios ao vivo.


Veja mais:

Salas de Poker