Conhecendo os Finalistas da WSOP: Amir Lehavot

Por: 19/10/2013

Dando prosseguimento a série sobre os finalistas do Main Event da WSOP, vamos conhecer um pouco da biografia de Amir Lehavot, segundo colocado em fichas na mesa final.

Engenheiro graduado pela University of Texas, Amir Lehavot nasceu em uma pequena cidade perto de Tel Aviv, Israel, onde viveu até se mudar com a família para os Estados Unidos aos 16 anos. Atualmente reside em Weston, Flórida, é casado e pai de uma criança.

Com 38 anos, é o mais velho dos nove finalistas e conheceu o poker em um período sabático, enquanto viajava em férias de seu trabalho em empresas de alta tecnologia em San Francisco (cidade californiana que representa a sigla de seu screenname online, “AmirSF”). Primeiramente focando em torneios ao vivo, fez sua transição para o poker online ao perceber que poderia jogar mais torneios ao mesmo tempo. Segundo o site Official Poker Rankings, “AmirSF” tem pouco mais de US$ 560 mil de lucro nos torneios através da rede.

Amir LehavotEm 2009 ele  fundou o site pokerwiz.com, onde jogadores se reúnem para debater mãos e estratégias de poker. Após a Black Friday, voltou a se dedicar aos torneios ao vivo e já em 2011 conquistou seu primeiro e único bracelete da WSOP, no evento de US$10 mil Pot-Limit Hold’em, conquistando US$573 mil pelo título. Meses antes, ficou em quarto lugar no L.A. Poker Classic, embolsando US$ 421 mil. No total, Amir Lehavot soma pouco mais de US$ 1,5 milhão de prêmios na carreira, e os pelo menos US$ 733 mil garantidos ao nono colocado no Main Event serão seu recorde pessoal.

Amir Lehavot chega à mesa final com 28,7 milhões de fichas, o segundo maior stack, atrás somente de JC Tran. Jogando o Main Event desde 2007, seu melhor resultado era o 226º lugar em 2009. “Há muitos jogadores fracos no field, claro, poker é um jogo complicado, é difícil se tornar um ótimo jogador. Não acho que eu seja o melhor, há muitos jogadores mais técnicos que eu. Busco ficar contente com as minhas decisões. Jogo esse torneio há tempo, e sei que você pode estar sem fichas em um momento, e em outro estar com um super stack, e vice-versa”, diz Lehavot sobre o Main Event como um todo.

Sobre ser dono de um bracelete, Amir só vê vantagens: “A experiência ajuda bastante. Ter um bracelete é a prova concreta de que você pode jogar contra os melhores e vencer. Pode intimidar alguns”.

Saiba Mais: Conheça o perfil de JC TRan, líder em fichas do Main Event

Em setembro, Amir Lehavot tentou vender parte da sua equidade na mesa final da WSOP. Um tópico no fórum americano 2+2 anunciava a decisão de Amir em vender 30% das cotas, com cada cota custando por volta de US$ 29 mil. Porém, somente pouco mais de 1% foi vendido. Dessa forma, ele segue com um grande percentual da premiação, com seus pais tendo 10% do prêmio, e um amigo tendo outros 10%. Com o pouco mais de 1% vendido a investidores, Amir fica com quase 79% da premiação, que reserva ao vencedor US$ 8,3 milhões.

Mesmo com dupla nacionalidade, Lehavot já entrou para a história ao se tornar o primeiro israelense a chegar à mesa final do mais prestigiado torneio de poker do mundo. Agora, ele quer lutar para ser o primeiro israelense campeão mundial.

 

Quem: Amir Lehavot.

Local de Nascimento: Israel (Naturalizado americano).

Stack: 2º – 29,7 milhões.

Melhor resultado: 1 bracelete WSOP em 2011.

Melhor resultado online: Vice-campeão do Sunday Million do PokerStars em março de 2009 (US$ 126 mil).

Ganhos em torneios: US$ 1.5 milhão

Jogo principal: Torneios ao vivo

 

Já conferiu as promoções da Loja MaisEV? Compre agora vários produtos com até 80% de desconto!


Veja mais:

Salas de Poker