Bruno Chato Vence o Brazilian Storm e Ganha R$ 230 Mil

Por: 29/10/2016

Bruno Chato encara recreativo Douglas Rayel no heads-up e leva o anel do maior torneio da WSOP Circuit

bruno chato campeao brazilian storm wsop 450Deu a lógica no Brazilian Storm da WSOP Circuit Brasil, com a vitória de Bruno Chato, conquistando o terceiro anel do festival.

O evento, que foi o maior já realizado fora dos EUA na WSOP Circuit, teve 2.982 entradas e quebrou recordes, estando também entre os três maiores torneios da história do circuito.

Jogador mais experiente entre os finalistas, Bruno Chato começou o último dia com o maior stack entre os últimos 22 jogadores, e assim permaneceu até a formação da mesa final.

Na finalíssima, o jogo foi duro e ele teve bastante trabalho dos adversários. O primeiro a ser eliminado foi Alvaro Mesquita já na primeira mão, obra do próprio Bruno, que tinha apenas Q high.

Em seguida foi Hermein Correia, com um jogo bastante errático que caiu pelas mãos do habilidoso amador Douglas Rayel com AA.

O short stack Leandro Burlamaqui, que frequenta o MaisEV com o nome “lgburlamaqui” foi o próximo a deixar o torneio, eliminado por Antonio Zaneti com A7  contra o QJ que acertou dois pares no river.

Antônio Zaneti foi o responsável por mais uma eliminação, de Leandro Pontes na sexta posição quando Leandro 3-betou all-in com KT mas encontrou o AK de Antônio que acertou um straight no river.

Mas a runnada de Antônio não durou muito mais. Em intensa ação pré-flop,  ele colocou todas as suas fichas na mesa com A4 e foi pago por Felipe Torres que tinha TT e segurou até o final.

Relativamente apagado até então, Ivan Cardoso caiu em seguida pelo J J de Douglas Rayel, que apesar se movimentou durante toda a mesa final e só crescia seu stack.

O 3-handed foi uma situação inusitada. Os cariocas Felipe Torres e Bruno Chato, oponentes no torneio, não só são grandes amigos como também vieram juntos do Rio de Janeiro. Mas a amizade não importa quando um anel da WSOP está em jogo, e por isso Bruno Torres mandou seu amigo Felipe Torres para o rail na terceira posição ao acertar uma uma trinca de 8 no turn com T 8.

Por fim, o heads-up foi formado com o profissional Bruno Chato contra o advogado e jogador recreativo Douglas Rayel, que se mostrou um oponente mais duro do que seus adversários imaginavam no começo da final.

O mano-a-mano não durou muito tempo. Depois de algumas trocas de potes e enfrentamentos sem showdown, Bruno apostou 1.000.000 no botão e Douglas deu o call.

QT7 não atraiu os jogadores, que deram check, mas no turn 8 Douglas decidiu assumir a liderança e colocou 1.000.000 na mesa. Bruno respondeu com 3.200.000 e levou o call de Douglas, que no river K deu check/call no all-in de Bruno.

No showdown, Bruno mostrou 88 com uma trinca de 8 para combinar com o patrocinador do evento, o 888poker, batendo o JQ de Douglas que acertou um par.

Resultado final do WSOP Circuit Brasil Brazilian Storm:

1 – Bruno Chato R$ 230.000 *festa bruno chato

2 – Douglas Rayel R$ 190.00*

3 – Felipe Torres R$ 106.000

4 – Ivan Cardoso R$ 78.250

5 – Antonio Zaneti R$ 55.200

6 – Leandro Pontes R$ 37.100

7 – Leandro Burlamaqui R$ 25.600

8 – Hermein Correia R$ 17.300

9 – Alvaro Mesquita R$ 12.300

*denota acordo

 

 

Historiador por formação, conheceu o MaisEV em sua primeira semana de vida, ainda em 2007. Em pouco tempo, tornou-se editor-chefe do site para fazer o que faz de melhor: escrever.

Veja mais:

Salas de Poker