Após Bad Beat, Ryan Eriquezzo Amassa as Cartas e é Desclassificado de Torneio

Por: 21/05/2014

Campeões com péssima educação existem aos montes, Phil Hellmuth e Mike Matusow são alguns deles. Agora, Ryan Eriquezzo juntou-se ao clube.

Alguém joga um pote grande em algum torneio. Perde. Tiltado, amassa as cartas, joga longe, e ameaça tocar fogo no lugar. Este alguém é Michael Douglas em Um Dia de Fúria? Não, esta foi a atitude de Ryan Eriquezzo, campeão do WSOP National Championship de 2012 (US$ 416 mil) ao participar do Main Event do Big Stax VI (NLH $1.600), evento que ocorreu na semana passada no Parx Casino no estado da Filadélfia, Estados Unidos.

O acesso de raiva se deu após Ryan perder um pote de 200 big blinds com A-A contra Q-Q. Segundo alguns presentes, Ryan teria dobrado as cartas, jogado longe, e dito, aos gritos, que iria incendiar o local.  Após isso, ele foi desclassificado do evento.

Com a decisão, o jogador decidiu “xingar muito no twitter”. Alguns jogadores mostraram-se solidários a Ryan e disseram que a punição foi exagerada. Outros, afirmaram que o comportamento não é aceitável, e que esse tipo de punição evita que o fato se repita. Além de constranger os presentes com os xingamentos (Ryan teria  xingado o dealer de “gordo filho da ****”), o baralho extraviado teve que ser trocado, o que leva algum tempo e prejudica o andamento do jogo.

Além da lição, Ryan ganhou um novo apelido: Agora ele é conhecido como Ryan “The Card Crumpler” Eriquezzo, em português, algo como Ryan, o amassador de cartas, Eriquezzo.

 

Com certeza Ryan Eriquezzo não leu os livros de psicologia de poker da Loja MaisEV!


Veja mais:

Salas de Poker