Yuri Martins, 1º do Mundo em Torneios, Quer Mudar Para Cash Games

Por: 27/12/2014

Yuri Martins Dzvielevski, mais conhecido no poker online como “theNERDguy”, é atualmente o jogador número um do ranking mundial de torneios. Ainda assim, ele está considerando deixar os torneios e migrar para os cash games.

Nesta entrevista exclusiva ao MaisEV, Yuri Martins fala sobre essa decisão e outros assuntos polêmicos do poker, confira abaixo:

 

Pela segunda vez no ano, você é o número 1 no ranking de torneios do Pocket Fives. Isso é algo que você de fato buscou?

Definitivamente, não. Esse ano foquei muito mais em estudar cash game PLO, jogava torneio uma ou duas vezes por semana. Mas sempre foquei nos domingos. Se perdi 3 domingos esse ano, foi muito.

Por que essa mudança pros cash games? E num momento em que muitos jogadores fazem o inverso.

Acho que quem está fazendo o inverso é o pessoal do Holdem. Porque de fato os jogos de NLH estão bem mais difíceis.

Fiz essa mudança porque sempre gostei de estudar outros jogos, mas o Omaha me chamou mais a atenção. Então resolvi focar nele.

E quanto aos torneios de Omaha? Também chamam sua atenção ou não há ação suficiente?

Não há muita action. Mas quando tem são bem fáceis, hehehe.

Os torneios vão continuar a ser seu ganha-pão ou você pretende migrar de vez pro cash PLO?

Essa é uma boa pergunta. Eu estava super decidido a jogar só cash e possivelmente me tornar SNE, mas tenho estudado bastante NLH e estou sentindo de volta aquela vontade de jogar torneios. Então, tenho mais alguns dias até 2015 para decidir.

De qualquer forma, jogarei torneios todos os domingos, mesmo jogando cash PLO.

Yuri MartinsQuais são os pontos que você está considerando pra tomar essa decisão?

A qualidade de vida no cash é infinitamente maior, porém vai exigir mais dedicação. Também há mais retorno financeiro, tempo para cuidar dos meus times, e o mais importante, felicidade.

E como foi essa migração? Você procurou coach? Em que limites começou e qual está agora?

No início procurei ajuda de alguns amigos (não vou citar nomes, porque acho que eles não dão coaching), depois fiz amizade com um jogador gringo que vem me ajudando desde então. Comecei na $2/$4 (não tentem isso em casa, hahahaha), perdendo bastante, mas agora jogo $2/$5 zoom até $10/$20 com table selection.

Já são stakes bem altos, como é o field pra você?

$2/$5 é ok, $10/$20 é difícil. $2/$5 tem uns regulares bons que jogam mais caro, mas tem muito fish, então acaba compensando.

A $10/$20 zoom quando forma tem 20 jogadores no pool, chutando alto. A $2/$5 chega a ter 100 players no pool. Por isso é muito mais fácil. Muitos jogadores recreativos

E como você compara com o field dos torneios?

834763986734 vezes mais difícil. Em torneio o pessoal é preguiçoso, ganham um torneio grande e acham que são os melhores do mundo e param de estudar.

Mas você continua estudando. Como faz pra melhorar seu jogo?

Estou gostando de estudar alguns vídeos teóricos de cash game. Geralmente estudo material de cash, os de torneios são um pouco fracos.

Tenho um grupo de estudos com uns amigos aqui de Curitiba, mas eles estão um pouco preguiçosos e não marcamos uma reunião faz um tempinho hehehe.

Também aprendo bastante dando aula para os times. Eu acabo vendo muitas mãos, o que me da mais experiência.

Falando em times, no Fórum MaisEV teve um tópico bastante discutido sobre ghosting em times. Qual é sua opinião sobre o assunto?

Sendo bem sincero, sou um pouco hipócrita nesse assunto. Acho ghost bem injusto, mas não consigo ver um cavalo inexperiente em uma mesa final pagando $20 mil /$30 mil /$ 100 mil e não dar uma força. Gosto de deixa-los com a decisão final, mas gosto de dar minha opinião em torneios grandes.

Mas num caso como esse, você apenas opina na mão ou assume o torneio?

Opino. Primeira coisa que eu faço quando o aluno me pergunta sobre uma mão é: “O que você faria aí?”. Dou minha opinião em cima do comentário dele. Obviamente meus comentários influenciam na decisão final, mas varias vezes falei que shovaria uma mão “x” e o cavalo foldou porque estava mais ligado no jogo.

Caso você fique de vez no cash, continuará jogando os circuitos ao vivo?

Jogarei um ou outro live sim, independente do que eu escolher. Mas não ficarei focado nisso por enquanto. Pretendo ir para uns 3 EPTs durante o ano e pegar uma parte da reta do WSOP.

E seus outros planos pra 2015?

Pretendo morar na Austrália no final do ano com um amigo. Também pretendo vencer algum desses lives que vou jogar ahahaha! Sei que é muito difícil, mas vamos lá né?

Acho que vou morar um 6 meses lá. Caso eu goste muito, fico por mais tempo.

Por que Austrália?

Gosto de surf, clima tropical, e também é um sonho que tenho desde pequeno.

Uma última polêmica pra encerrarmos. Poker é esporte?

Juro pra você que não tenho uma opinião formada sobre o assunto

E o que você pensa quando falam sobre isso?

Penso que pra mim não interessa hehehe. Vai continuar sendo meu trabalho. Nada além disso.

 

Curta a página do MaisEV no Facebook e siga-nos no Twitter.

A Trilogia Harrington no Holdem, a venda na Loja MaisEV,  te ensina o essencial para vencer nos torneios de poker!

Historiador por formação, conheceu o MaisEV em sua primeira semana de vida, ainda em 2007. Em pouco tempo, tornou-se editor-chefe do site para fazer o que faz de melhor: escrever.

Veja mais:

Salas de Poker