Santiga Conta Como Chegou ao Supernova Elite em Seis Meses

Por: 25/01/2012

Nesta entrevista, ele nos fala sobre a jornada até o Supernova Elite, a transição de sit and go’s para cash games e suas metas para 2012:

O que você joga atualmente, qual é sua modalidade principal?

Meu main game sempre foi sit and go’s de uma mesa, mas desde o ano passado tenho jogado cash games de NL100 e nl200 com CAP de 20 bbs.

E porque mudou?

Após a Black Friday o volume diminuiu muito nos sngs que eu mais jogava, e o field endureceu bastante também. Na procura por outras opções me identifiquei com esse jogo de 20bbs.

Como foi a transição?

Não é fácil, mas é divertido. Eu sempre gostei de estudar novos jogos, fazer algo diferente quebra um pouco a rotina de grind.

E nos sngs eu já estava acostumado a jogar nessa faixa de stacks, então não foi uma transição muito traumática.

Você já havia tentado alcançar o Supernova Elite, quando jogava sng?

Há anos que considerava, mas nunca passou de um plano. Até porque quando jogava sngs eu não concentrava o jogo apenas no PokerStars, jogava em várias redes de poker diferentes.

Então quando decidiu que ia realmente tentar o SNE?

Lá pelo começo de julho, eu comecei a jogar NL Holdem CAP para avaliar o field e ver como me saia. Me empolguei com a modalidade, e comecei a estudar mais sobre ela e fazer mais sessões. No começo a ideia era para preparar um planejamento para alcançar o SNE em 2013.

E o que mudou nesse planejamento? Quando viu que conseguiria ainda em 2012?
Observando os números de VPP ganhos eu percebi que era possível alcançar ainda em 2012, então fui aumentando gradualmente o ritmo de grind. Foi só lá por setembro que eu decidi de vez me dedicar a isso pelo resto do ano.

Como foi a rotina pra isso, e como era antes de setembro?

Eu nunca tive uma rotina muito certa, mas desde que sou profissional sempre joguei em média umas 5 horas por dia. Esse ano no grind para o SNE eu mantive uma rotina, fazendo sempre sessões de manha, começando entre 8-9h até a hora do almoço. E mais duas a tarde, algo como das 13h-16h e das 17-20h.

Nesse tempo você também estudava o jogo, revia mãos, ou apenas jogava?

Essa foi uma decisão que tive que tomar ao decidir alcançar o SNE ainda esse ano. Nos primeiros meses eu estudava bastante e revia as mãos após a sessão, mas se continuasse não teria tempo hábil, então o final do ano foi só grind mesmo.

Atingir o SNE foi um grande desafio?

Acredito que depende da modalidade que você joga. No CAP o rake tem um peso muito grande , e você acaba ganhando muitos VPPs. Em 6 meses foi um desafio difícil, mas em 1 ano não é um desafio para qualquer regular desse jogo.

E agora em 2012, vai jogar para manter o status?

Sim, pretendo continuar grindando na nl200 e manter o status de SNE esse ano. Também pretendo grindar outra modalidade em paralelo também, talvez voltar aos sng ou aprender Omaha, ainda não decidi.

Acha tranquilo conciliar?

Eu prefiro inclusive, deixa o grind menos monótono.

Além disso, tem outras metas para esse ano?

Minha principal meta para esse ano é estudar mais. Manter um ritmo de grind bom, mas também deixando tempo para estudar, seja revisando mãos, vídeos, coach, etc.

Para encerrarmos, fala um pouco do domingo de natal, quando você jogou milhares de mãos.

Foi só mais um dia de grind normal. Os domingos sempre foram os dias  que coloco mais volume,  por geralmente ter um field melhor. Eu passei a véspera de natal com a família, e no domingo aproveitei para grindar. Como estava bem perto de finalizar, queria terminar o quanto antes para entrar logo de férias.

E você jogou quantas mãos nesse dia?

Foram umas 20.000 mãos. Teve dias que joguei mais, acho que o máximo foram umas 35k. É que o jogo é muito rápido, a média fica acima de 2000 mãos por hora.

Historiador por formação, conheceu o MaisEV em sua primeira semana de vida, ainda em 2007. Em pouco tempo, tornou-se editor-chefe do site para fazer o que faz de melhor: escrever.

Veja mais:

Salas de Poker