“O Sunday Million Me Ama!” Diz Guilherme Cheveau Sobre Suas Duas Vitórias

Por: 03/08/2015

Em nova entrevista com o MaisEV, nosso moderador Guilherme Cheveau contou sobre sua segunda vitória no Sunday Million e falou de seus planos para o resto de 2015, entre outros assuntos.

 

Como foi pra você cravar o Sunday Million pela segunda vez em pouco mais de 1 ano?

Foi top demais! Fazia muito tempo que não fazia uma deep run nele e vinha de uma downswing de pouco mais de $25 mil, então vencer esse SM foi importante demais. Ser bicampeão de um torneio desses é top demais.

Lembro que cinco anos atrás eu grindava satélites pro próprio SM e nunca tinha jogado o torneio porque o buy-in era muito caro agora sou bi dele… A sensação é extraordinária.

Você até contou no fórum uma história em que foi comemorar com sua namorada, e ligou pra sua mãe, e as duas tiveram reações bastante engraçadas.

Primeiro fui contar pra namorada… ela dormiu no sofá da sala e eu fui me escorar no sofá pra dar um beijo nela, mas ela tomou um susto gigante e me virou um tapão na cara, aí começou a chorar… não era muito bem os parabéns que eu esperava hahahha!

Aí liguei pra minha mãe, assim que ela atendeu , falou “você ganhou o SM de novo né? Sabia que ia ganhar algum torneio grande hoje”

E a sua própria reação? Teve algum momento, na FT ou quando chegou ao HU em que a possibilidade do bi tomou conta de você?

Sinceramente, eu desanimei um pouco quando chegou nos 30 left pois estava fazendo reta final no The Bigger $55. Estava gigante nos dois, aí perdi um pote muito grande no Million e caí do The Bigger $55… bateu aquele desânimo mas consegui manter a calma.

Quando cheguei na mesa semi final, tinha um stack razoável aqui e decidi jogar um pouco mais tight pois a mesa estava bem difícil… acabou que peguei muitos jogos bons e eliminei três jogadores em sequência, isso me deixou muito mais calmo e com muitas fichas pra jogar, ai bateu aquela confiança de novo e dai pra frente deu tudo certo.

A possibilidade de ser bi no maior torneio online pode ter alterado sua maneira de jogar, talvez jogando com mais cuidado ou escolhendo melhor os spots, ou você conseguiu tratar como só mais uma mesa final?

Não mudou em nada meu jogo… é claro que não da pra tratar como se fosse só mais uma FT, pois os prizes são muito altos e bate um nervosismo a mais, mas mesmo assim eu fiquei bem tranquilo. Quando você entra muito grande na FT dá aquela calma de poder colocar uma pressão a mais e não correr o risco de ser eliminado.

Você tem uma relação especial com o Sunday million, pouco tempo atrás jogadores do seu time obtiveram bons resultados nele.

O SM realmente me ama, hahahaah…  Além das minhas 4 FTs, o time chegou no Sunday Million de aniversário com o jogador João “tiltinha” Gomides e puxou $570 mil. 2 semanas antes da minha ultima cravada, o Pedro “flipmaster08” Paulo pegou terceiro, e no último fim de semana fizemos 30 left com o Fabio Fioba. Sinto que tem mais vindo por aí! 😀

É irônico pensar que pouco tempo atrás você estava banido do PokerStars e agora está novamente vencendo o Sunday Million.

É sim, hehe.

Guilherme CheveauSe importa em falar sobre isso?

Posso falar sobre sem problemas. Algum tempo atrás o “allan sheik” apareceu no Fórum MaisEV oferecendo uma aposta que sinceramente parecia impossível de ganhar. Como moderador, eu fui tentar ajudá-lo e dei algumas dicas sobre o fórum, apaguei posts em que ele brigava com a turma (poderiam fazê-lo ser banido do fórum e a bet não apareceria). Quando fiz isso, ele me respondeu em uma mensagem privada me xingando e falando muita besteira.

Lá pra metade da bet, ele xingava e brigava todo dia com a turma do fórum… isso me deixou meio queimado e com raiva. Acabei fazendo uma besteira… abri o PokerStars e fui jogar os satélites que ele jogava (de $2-$3) e fiquei tentando prejudicá-lo.

Pagava seus all-ins com quaisquer duas cartas, principalmente na bolha, somente para tentar tiltá-lo (sei que pagar os all-ins dele com qualquer mão era bom pra ele, mas eu estava pensando no tilt dele mesmo).

Acabou que ele reclamou com o PokerStars, que investigou e me baniu por 6 meses por ter perseguido o cara…  eu não sabia que isso era proibido… grande maioria dos regulares que eu conversei também não sabiam que isso era proibido e assumiram que fizeram algo parecido no tilt.

Não pude fazer nada e aguardei os 6 meses de banimento, mas acabou que esse ban foi excelente pra mim, pois nesse tempo criei um time em sociedade com o Kelvin Kerber e pude me dedicar 100%. Em pouco mais de um ano de time, já temos um lucro de aproximadamente 1milhão de dólares.

E onde jogou nesse tempo, como foi se adaptar aos torneios de salas menores?

Eu joguei por 2 meses em salas menores, mas não gostei muito e acabei parando de jogar. joguei alguns cash games e MTT live, mas não gostei tanto e me dediquei 100% ao time mesmo.

Fui acusado por alguns jogadores de fazer multi accounting, mas nunca fiz isso. Alguns falavam isso só pra me prejudicar. Conversei inúmeras vezes com o PokerStars e eles sempre viram que eu não estava fazendo nada de errado.

Como se deu a criação desse novo time?

Kelvin e eu éramos amigos e ele tinha alguns cavalos, mas como jogava muitos eventos live ficava pesado ter e só um cara pra tomar conta dos cavalos. Ele me fez o convite para formar uma sociedade e eu aceitei. Daí pra frente foi muito trabalho e alegria mas graças a deus deu tudo certo. Começamos com uns 5 cavalos, que já jogavam para o Kelvin e agora estamos com quase 60.

Na nossa primeira entrevista, em 2012, você jogava torneios menores e ainda jogava pra outro time. O que mudou no seu jogo e na sua vida como um todo desde aquela época?

Eu jogava pro Steal Team! Esse momento foi muito importante na minha carreira porque eu já estava cansado do jogo, sem ânimo nenhum e querendo desistir… aí o João Bauer me deu uma oportunidade no seu time e eu abracei.

Trabalhei muito, tive todo o apoio que precisava e graças a isso, consegui o bi campeonato do Sunday Million e muitas outras vitorias no poker online. O Yuri Martins (theNERdguy) também foi MUITO importante, mas a oportunidade que o João me deu quando eu mais precisava, foi essencial para o meu sucesso.

Já minha vida mudou demais… fora o dinheiro, que faz muita diferença, agora estou praticamente casado, morando em Balneario Camboriú e muito feliz. Essas mudanças foram muito importantes pra mim

Seus planos também devem ter mudado, quais são suas metas neste ano?

Sinceramente, eu estava pensando em pegar um tempinho off do grind pesado, jogar uma ou duas vezes por semana durante uns dois meses, diminuir legal o ritmo. Mas conversei com alguns especialistas e essa alta do dólar não vai parar, então vou aproveitar.

Ao invés de descansar um pouco, vou aproveitar essa grana que entrou, investir muito em coaches e grindar pesado. A oportunidade é muito boa e não da pra deixar passar, então minha meta no ano é chegar a 200 mil de lucro e bater muito bem o que consegui ano passado.

Como nossa primeira entrevista foi 3 anos atrás, onde você se imagina nos próximos 3?

Todos pensam muito em jogar a reta do EPT, da WSOP… eu não tenho essa vontade. Se conseguir manter o ritmo de grind e lucro que tenho nos próximos 3 anos, estarei muito feliz.

Pretendo jogar no máximo 5 eventos live por ano, sendo um deles um EPT e um LAPT. Fora isso, o grind é online

Pra encerrar, manda um recado pra galera do MaisEV.

O Fórum MaisEV foi muito importante pra mim, quando comecei. Estudei muito com as discussões do fórum e foi lá que dei meus primeiros passos no poker. Tenho muito a agradecer ao MaisEV e todos seus colaboradores, obrigado!

 

 

Curta a página do MaisEV no Facebook e siga-nos no Twitter.

 

Clique aqui e conheça os melhores livros de estratégia para torneios.

Historiador por formação, conheceu o MaisEV em sua primeira semana de vida, ainda em 2007. Em pouco tempo, tornou-se editor-chefe do site para fazer o que faz de melhor: escrever.

Veja mais:

Salas de Poker